Arquivo da tag: refeno

Swell em Noronha entra para a história da Refeno

ondas-porto-outrubro-2Como previu a rapaziada do CPTEC/INPE e divulguei na postagem De olho no vento e no mar para a Refeno 2018, o bicho pegou na ancoragem do Porto de Santo Antônio, na ilha maravilha de Fernando de Noronha, com um swell temporão que mexeu com tudo e com todos. As ondas, para alegria dos surfistas e tristeza das empresas que trabalham com turismo,  chegaram a mais de 3 metros de altura. Segundo o CPTEC, a partir de amanha, 02/10, o paraíso volta a ser completo. – E o que é swell? – São ondas ininterruptas que se formam em alto mar, devido a tempestades ou outras perturbações meteorológicas, e se propagam por longas distâncias.

Anúncios

Patoruzú é o Fita Azul da 30ª Refeno

20180508143607

Com o tempo de 25hs 58min 12seg, o trimarã pernambucano Patoruzú é o Fita Azul, primeiro barco a cruzar a linha de chegada, da 30ª REFENO – Regata Recife/Fernando de Noronha

Acidente e recordações de uma Refeno

fitzgerald1navio2

A batida, ou barruada, entre um navio de guerra dos EUA e um cargueiro filipino, acidente acontecido no último sábado, 17/06, no mar do Japão, é no mínimo curioso. O acidente que resultou na morte de sete militares americanos, afogados nos compartimentos alagados do destróier, é um caso a se pensar e precisaria ser muito bem explicado, coisa que dificilmente será. Como pode uma embarcação que dizem ter poder de fogo para destruir uma cidade, equipada com o que existe de mais moderno em matéria de tralhas de navegação e segurança, bater com uma montanha de ferro carregada de container? Soberba? Ego nas alturas? Ou terá sido mesmo a famosa barbeiragem? Isso me fez lembrar um episódio hilário ocorrido durante uma Refeno, Regata Recife/Fernando de Noronha, em que uma frota americana, que seguia para uma das guerras do golfo, ficou em rumo de colisão com os veleiros da regata. O navio dos EUA, que comandava a frota, emitiu aviso pelo VHF para que os veleiros mantivessem afastados e não cruzassem o rumo. O velejador Guga, comandante do trimarã pernambucano Ave Rara, pegou o rádio e respondeu em cima da bucha: – Vocês que se afastem, pois estamos em nosso país e ponto final. Pronto, a flotilha da regata seguiu em frente e esse diálogo oceânico rendeu, e rende até hoje, boas rodadas de cerveja nas praias e bares da ilha maravilha.

Imagens que trazem saudades

IMG-20170502-WA0001IMG-20170502-WA0002IMG-20170502-WA0003IMG-20170502-WA0004IMG-20170502-WA0005IMG-20170502-WA0006IMG-20170502-WA0010IMG-20170502-WA0007IMG-20170502-WA0009IMG-20170502-WA0012IMG-20170502-WA0014IMG-20170502-WA0017IMG-20170502-WA0018IMG-20170502-WA0020

Estas imagens foram retiradas do tempo pelo velejador, fotografo e geólogo potiguar Joaquim Amorim, que possui um maravilhoso arquivo fotográfico contando um pouco da história das regatas REFENO, Regata Recife/Fernando de Noronha, e FENAT, Regata Fernando de Noronha/Natal, como também momentos que marcaram época no Iate Clube do Natal.

 

Refeno 2017

refeno2O Cabanga Iate Clube de Pernambuco lançou o primeiro aviso para a 29ª Refeno, Regata Recife/Fernando de Noronha, que tem largada marcada para dia 30 de setembro de 2017. As inscrições começam dia 15 de abril ao preço inicial de R$ 650,00 por tripulante. A Refeno é uma das mais famosas regatas do Brasil e tem números que demonstram o seu sucesso: 28 edições; 1785 embarcações (média de 64 embarcações por edição); 10.385 tripulantes (média de seis por embarcações); Média de 370 tripulantes por edição; Participantes de 16 estados brasileiros e 22 países; Em 2004, a Refeno bateu recorde de participantes: foram 146 barcos inscritos na regata. E o grande vencedor foi o Ave Rara, um trimarã de Pernambuco, embarcação espartana e muito veloz, comandada por Vicente Gallo; O atual recorde é do veleiro Adrenalina Pura, da Bahia, que tem como comandante Georg Ehrensperger. Ele conquistou a marca de 14h34min54 em 2007; O recorde dos monocascos é do veleiro gaúcho Camiranga, comandado por Samuel Albrecht, que em 2016 fez a travessia em 19h56min40

Uma regata e uma recordação

Regata-Arquipelago-33simboloO Iate Clube de Santa Catarina-Veleiros da Ilha, realizará no próximo sábado, 8/10, a 15ª Regata Mormaii, válida pela oitava etapa da Copa Veleiros de Oceano de Santa Catarina. Mais informações através do site do clube ou pelo email eventosnauticos@icsc.com.br. Essa regata me fez lembrar a REFENO de 2010, quando em um bate papo visualizando o mar do Porto de Santo Antônio, na Ilha de Fernando de Noronha, um agente da empresa Mormaii pediu que eu o colocasse em contato com os promotores da regata Fernando de Noronha/Natal – FENAT, porque, segundo ele, a empresa estava, na época, interessada em uma parceria para incrementar a prova. Na ocasião trocamos ideias, falei da alegria, como velejador e incentivador da vela, em ouvir aquela proposta e disse que iria levá-la aos promotores do evento, e o fiz. Um mês após ter levado o assunto aos organizadores da prova, procurei saber a resposta e infelizmente o que ouvi foi o seguinte: “…não temos interesse. Aliás, nem levamos o assunto a discussão…” . Em 2016 a FENAT deixou de existir.

XXVIII REFENO. É amanha!

image

É amanhã, sábado, 24/09, precisamente às 11 horas da manhã, a largada da XXVIII REFENO, Regata Recife/Fernando de Noronha, e quem quiser acompanhar ao vivo, basta se adiantar e marcar presença na Praça do Marco Zero, Centro do Recife, logo cedinho, porque as largadas da Refeno sempre viram festa e o povo comparece em grande número. Como foi dito aqui anteriormente, a previsão é de uma prova em mar de almirante e vento Leste/Sueste, em torno dos 15 nós de velocidade. O quadro acima, copiado do CPTEC/INPE, mostra como serão as condições da ancoragem na ilha maravilha, mar azul, vento gostoso e tomara que os golfinhos de Noronha marquem presença no Porto do Santo Antônio, passeando entre os barcos para conhecer a flotilha. Vale lembrar aos tripulantes mais afoitos, que é terminantemente proibido ficar na água quando aparecem golfinhos e aqueles que insistem, podem se meter em sérias complicações com os órgãos ambientais.