Arquivo do mês: janeiro 2010

XXII REFENO

Já esta no ar o site da Refeno 2010. A largada será dia 25 de Setembro e com uma atração especial: Lua Cheia. O Avoante vai! E Você?

Anúncios

AO COMANDANTE VASCONCELOS

                                 

                                    “Nelson, você está realizando um sonho de um marinheiro…”. Esta frase veio acompanhada com um nó na garganta, a algumas milhas da Ilha de Fernando de Noronha em direção a Natal. O dia era uma bela manhã de Outubro, com o mar acordando com o humor alterado.

                                   É fácil reconhecer os homens do mar. Em suas faces brilham o real sentido de honra, liberdade, amizade, reconhecimento, parceria, doação, responsabilidade, respeito, humildade e estão sempre de braços e mãos estendidas para um auxilio.

                                   Hoje presto minhas homenagens a um verdadeiro homem do Mar: Capitão de Mar e Guerra Francisco José Silveira de Vasconcellos ou simplesmente Comandante Vasconcelos, que até o dia 29 de Janeiro de 2010, assumiu o comando da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte.

                                   Nossas latitudes e longitudes se cruzaram no decorrer do ano de 2009, nas dependências do Iate Clube do Natal, eu um simples velejador sonhador e ele um apaixonado pelo esporte a vela, mas com a autoridade de guardião dos portos do Rio Grande do Norte.

                                   Certa vez um amigo perguntou o que eu achava da aproximação e da fácil amizade de Vasconcelos. Na hora fiquei sem resposta, até porque eu não costumo prestar atenção a essas coisas. Para mim, amizade é lealdade e nunca me aproximo de um amigo em busca do que ele possa me dar em troca. Hoje, refletindo um pouco mais, ainda continuo sem resposta. Até porque Vasconcelos é um amigo e de um amigo dificilmente se cobra alguma coisa.

                                   Vasconcelos mudou a cara da Capitania dos Portos. Escancarou suas portas a comunidade náutica e revolucionou a prestação de serviços ao público. Eu, em várias ocasiões, vi o homem Vasconcelos com lagrimas nos olhos diante do reconhecimento de seus comandados e pelas homenagens que nunca lhe faltaram.

                                   Amigo leal, mas sempre pautado pelas normas e Leis da autoridade marítima, nunca precisou usar de sua autoridade para convencer alguém que as regras precisavam ser seguidas. A vida no mar exige respeito e assim, todos aqueles que se aproximavam do comandante sabiam o rumo a seguir.

                                   Aproximava-se o dia da regata Recife – Fernando de Noronha em 2009 e a tripulação do Avoante estava completa, mas num dos muitos encontros de velejadores no clube, ao meu lado sentou o comandante Vasconcelos, com sua habitual alegria e amizade. Numa lacuna dos assuntos da reunião ele pegou no meu braço e falou baixinho: “Volto de Noronha no Avoante”. Dei uma risada e respondi de pronto: -“A tripulação já esta completa…”. Ele não baixou guarda e já desferiu um cruzado de direita: “Eu sei, mas eu vou a Noronha de avião e volto no Avoante nem que seja amarrado nas velas”. A reunião seguiu em frente e ele ficou com aquela cara de quem ganhou a peleja. E ganhou mesmo!

                                   Quem era aquele homem que tínhamos acabado de conhecer e que já se posicionava no mais alto pedestal da amizade e ainda invadia o nosso querido Avoante? Com tanto barco para ele vir de Noronha, porque escolheu logo o nosso, ainda mais sabendo que já estava lotado? Sou difícil de dizer um não aos inimigos, quanto mais aos amigos. Mas, aquele capitãozinho, metido a besta, já começou abusando.

                                   A partir daí nossa amizade foi sendo lapidada e se multiplicou ao longo da travessia oceânica de Noronha/Natal. Amizade que tem o orgulho de vestir a camisa do Avoante e sair exibindo. Amizade de ter dividido turnos em uma longa noite de mar endiabrado. Amizade de ver os vergalhões de ondas e o uivo dos fortes ventos de um Pirajá mais enfurecido, mas que diante da confiança não se abala. Amizade verdadeira que somente o mar pode abençoar e compreender.

                                   Hoje o Comandante Vasconcelos não comanda mais a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte, cumpriu com dignidade o seu posto e agora assume novas funções na sua amada MARINHA DO BRASIL. Vai navegar longe do mar, sua paixão. Vai navegar levando sua experiência e competência aos cerrados e planícies da Capital Federal. Vai navegar pelas avenidas largas e pelas águas tranqüilas de um lago de uma cidade que pulsa a procura de homens de honra e respeito como nosso Comandante.

                                   Bons ventos Comandante Vasconcelos e que o mar, diante do grande marinheiro que você é, seja sempre um bonito mar azul.  

 

Nelson Mattos Filho

Velejador

* Artigo também publicado no jornal TRIBUNA DO NORTE, coluna DIÁRIO DO AVOANTE em 31/01/2010. A coluna é publicada aos domingos. 

VIDEO CASSETADA

Para alegrar o final de semana, que tal um videozinho divertido sobre barcos e suas atrapalhadas tripulações?

AMERICA’S CUP

Há muito venho acompanhando a briga entre o barco BMW Oracle e Alinghi antes da disputa da 33ª edição da regata America’s Cup. O caso saiu do mar para as barras dos tribunais e navega em mares revoltos entre velas de papeis de decisões judiciais. Acho que tudo não passa de peça de marketing para o mundo virar os olhos para a disputa. A briga agora é por causa das velas do barco da Alinghi, que deveriam ter sido feitas na Suíça. A Alinghi jura de pés juntos que foram, e a BMW Oracle aposta que não. Vamos ficar de olho no próximo lance. De uma coisa eu sei, os barcos são duas feras do mar.

PARRACHOS DA DISCÓRDIA

Se não bastassem os problemas de som alto e desrespeito a boa convivência entre os moradores e veranistas, agora a praia de Pirangí tem mais um problema a resolver. Dessa vez num dos seus mais belos cartões postais, os Parrachos. A muito tempo precisando ser regulamentado o uso sustentável do lugar, mas sem o menor interesse, até então por partes das autoridades competentes, bastou um organizador anunciar um carnaval movido a barco elétrico para todo mundo cair de pau na festa e aparecer mil e uma regras e pitacos de última hora. Coisa bem natural no Brasil! Não fui ver a pendenga de perto, mas pelos comentários deu para imaginar o festival que teve como ponto alto uma grande vaia por parte dos banhistas e tripulantes, das muitas lanchas ancoradas no local, nas autoridades que se fizeram presente. Dizem que vai sair do forno uma nova APA, mas como estamos mais próximos do que nunca do carnaval, acho que se sair uma boa pizza tá de bom tamanho.

ACAMPAMENTO NO CLUBE

Para fazer movimento e festa não precisa de muita coisa, basta chamar Lucia que a coisa anda. Semana passada ela não tinha o que inventar, resolveu reunir a criançada do clube para fazer um acampamento. Arrumou 3 barracas com Myltson, Milito e Eilson e convidou a meninada para passar a noite acampada no clube. Apenas cinco meninas, com a benção dos pais, resolveram encarar a noitada de bricadeiras e muito banho de piscina. Mariana, Daniela, Nicole, Yasmim e Isabela  demonstraram muita disposição, coragem e espirito de aventura e com certeza tiveram uma noite inesquecivel.

CPRN-NOVO COMANDANTE

Tomou posse Sexta-Feira, 29/01, o novo Capitão dos Portos do Rio Grande do Norte, o Capitão de Fragata Alan Kardec. O Comandante Alan assume em substituição ao CMG Francisco Vasconcelos. A cerimonia de troca de comando foi bastante prestigiada pelos que fazem o Iate Clube do Natal e pela comunidade náutica, não somente pelos estreitos laços de amizade, contribuição e parceria entre Capitania e Iate Clube, mas pelo belo trabalho do Comandante Vasconcelos com o mundo do esporte amador e com a certeza de continuação desse trabalho com o novo Comandante, que já ajustou todas as velas para manter o rumo dessa grande nau.