Arquivo do mês: outubro 2016

Novos rumos a Marina da Glória

marina_tacEnvolto numa eterna polêmica, a Marina da Gloria, no Rio de Janeiro, tudo indica, parece que vai tomar um rumo animador, mesmo que a tempestade continue a rondar seus limites. A BR Marinas, administradora do espaço, e o Ministério Público Federal, sentaram na mesa e fecharam um ajustamento de conduta que estabelece regras para o livre acesso do público ao local durante o horário comercial, mas que não afete a operação da marina. Nos termos de ajustamento foi incluído um projeto social voltado para a prática de vela por crianças e adolescentes da rede pública de ensino. Claro que a peleja entre os contra e favor não vai acabar diante dessa decisão, mas no meu entender, a coisa vai navegar em meio a ventos mais brandos. Aliás, nunca entendi o motivo, por mais que sejam justificados pelos seus conselhos de sócios, das marinas e iates clubes serem fechados ao público. Quantos possíveis navegadores abandonam o sonho náutico ao esbarrarem com um portão fechado? Eu mesmo já fui barrado em um certo iate clube brasileiro por não está munido de um convite, apesar de ter me identificado e justificado, sem sucesso, minha ida até lá. Torço para que o acordo da Marina da Glória saia do papel. Fonte: Revista Náutica 

Anúncios

Essa vai dar para um bocado de serenata

IMG_0013

Somos mesmo um povo chegado a um movimento e nesses tempos em que o aparelhinho de celular faz qualquer um virar celebridade em um simples click, aí é que o moído é grande. Pois num é que já tem gente comprando um aparelhinho mais modernoso apenas para fotografar a próxima super Lua, que acontecerá em 14 de novembro. – Duvida? – Pois duvide não! Aliás, essa história de super Lua já está ficando repetitivo e daqui uns dias ninguém mais vai se dar ao trabalho para olhar para cima, pois mês sim, mês não, aparecem notícias de luas que não tem mais tamanho. Fico pensando em como seria, nos dias de hoje, para os índios americanos, daqueles que viviam quebrando o cacete com os soldados dos fortes apache, para registrar os filhos com nome de Lua. Ia ser um tal de lua pequena, lua nova, lua mini, lua gigante, super lua, lua maior do que a anterior, lua do c…… . Pois é, dia 14/11 a Lua de São Jorge e seu cavalo, irá ficar bem pertinho da Terra e por isso fará pose para mais de um zilhão de retratos, e promete aparecer 14% maior e 30% mais brilhante e juro que não fui eu que fiz essa conta. Dizem que a última vez que isso aconteceu foi em 1948, logo após cessarem os canhões da Segunda Guerra Mundial e quem perder a oportunidade agora, vai ter que esperar para novembro de 2034, ou então, até lá, se contentar em ver outras super luas nem tanto assim.

Para anotar na agenda

A Volvo Ocean Race, a mais famosa das regatas de volta ao mundo e considerada a Formula 1 do iatismo mundial, já marcou a data de 18 de outubro de 2o17, na cidade de Alicante, Espanha, para a largada da edição 2017/2018. São 45 mil milhas pelos oceanos do mundo, oito meses de competição e mais uma vez a cidade catarinense de Itajaí será uma das 11 cidades sede. A regata acontece desde 1973 e na história dos seus pódios figura o brasileiro Torben Grael, campeão na edição 2008/2009 comandando o veleiro da equipe sueca Ericsson 4. Na edição de 2006, Torben também se fez presente comandando o barco brasileiro Brasil 1, mas devido a uma série de problemas, inclusive quebra do mastro no Oceano Índico, ficou apenas na quinta colocação. 

Colorindo Enxu Queimado de rosa

IMG_0377IMG_0380IMG_0384

O Outubro Rosa foi comemorado na Praia de Enxu Queimado, nesta sexta-feira, 28/10, com um passeio ciclístico até a Praia do Marco, um percurso de pouco mais de 11 quilômetros. Foi um dia de conscientização e festa que contou com o apoio da Secretaria de Saúde do Município de Pedra Grande e do Grupo Serveng, que constrói e administra um parque eólico na região.

img-historiaVocê sabe como começou esse movimento no mundo? Segundo o site da ONG Outubro Rosa, que tem como objetivo participar e divulgar a importância do Diagnóstico Precoce do Câncer de Mana, a história é assim:    O movimento popular internacionalmente conhecido como Outubro Rosa é comemorado em todo o mundo. O nome remete à cor do laço rosa que simboliza, mundialmente, a luta contra o câncer de mama e estimula a participação da população, empresas e entidades. Este movimento começou nos Estados Unidos, onde vários Estados tinham ações isoladas referente ao câncer de mama e ou mamografia no mês de outubro, posteriormente com a aprovação do Congresso Americano o mês de Outubro se tornou o mês nacional (americano) de prevenção do câncer de mama.
A história do Outubro Rosa remonta à última década do século 20, quando o laço cor-de-rosa, foi lançado pela Fundação Susan G. Komen for the Cure e distribuído aos participantes da primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York, em 1990 e, desde então, promovida anualmente na cidade (www.komen.org).
Em 1997, entidades das cidades de Yuba e Lodi nos Estados Unidos, começaram efetivamente a comemorar e fomentar ações voltadas a prevenção do câncer de mama, denominando como Outubro Rosa. Todas ações eram e são até hoje direcionadas a conscientização da prevenção pelo diagnóstico precoce. Para sensibilizar a população inicialmente as cidades se enfeitavam com os laços rosas, principalmente nos locais públicos, depois surgiram outras ações como corridas, desfile de modas com sobreviventes (de câncer de mama), partidas de boliche e etc. (www.pink-october.org).
A ação de iluminar de rosa monumentos, prédios públicos, pontes, teatros e etc. surgiu posteriormente, e não há uma informação oficial, de como, quando e onde foi efetuada a primeira iluminação. O importante é que foi uma forma prática para que o Outubro Rosa tivesse uma expansão cada vez mais abrangente para a população e que, principalmente, pudesse ser replicada em qualquer lugar, bastando apenas adequar a iluminação já existente.
A popularidade do Outubro Rosa alcançou o mundo de forma bonita, elegante e feminina, motivando e unindo diversos povos em em torno de tão nobre causa. Isso faz que a iluminação em rosa assuma importante papel, pois tornou-se uma leitura visual, compreendida em qualquer lugar no mundo.

Praia do Serafim

IMG_0349IMG_0350IMG_0351IMG_0361IMG_0370IMG_0372

Praia do Serafim, um paraíso potiguar localizado no litoral de São Bento do Norte/RN,  onde a presença do homem é quase uma raridade, a não ser, pela existência de alguns poucos ranchos de pescadores e a circulação diária de bugres e carros 4 x 4 carregados de turistas, que passam tão rápido que duvido que prestem atenção na beleza nativa ali exposta. Para a navegação o Serafim também passa despercebido, apesar de ficar entre o Farol de Santo Alberto e a Ponta dos Três Irmãos, que dá início a carta náutica até Cabedelo/PB,  porém, o navegador com um olhar apurado não deixará de perceber que a bela e paradisíaca baía oferece um excelente fundeadouro. São imagens dessa prainha maravilhosa que ilustram a postagem A praia.     

Aviso aos navegantes

anima_alturaE a previsões climáticas no planetinha Terra continuam assustando e a costa brasileira deve enfrentar no decorrer dessa semana mais uma ressaca de dar dor de cabeça nos habitantes das cidades litorâneas e aos navegantes. Tudo causa de dois ciclones extratropical, um no Atlântico Norte, que causará um forte swell no litoral do nordeste e outro entre o Uruguai e Rio Grande do Sul, que provocará ondas acima de 5 metros entre o sul e o sudeste. A Marinha do Brasil já emitiu alerta geral. Veja abaixo o que diz os avisos do Cptec/Inpe.

Para o Nordeste:

Swell do Atlântico Norte deverá atingir Nordeste Brasileiro nesta quinta-feira (27/10)
Situação meteorológica:
Nos últimos dias um ciclone extratropical se intensificou sobre o Atlântico Norte em latitudes acima de 50N. Extensas pistas com ventos acima de 20 m/s soprando em direções entre sul e oeste o acompanharam durante um período superior a 2 dias deixando a superfície do mar muito agitada.
Ondas para o nordeste brasileiro
Os nossos modelos numéricos de agitação marítima mostram ondas com períodos superiores a 15 segundos se propagando em direção sul, geradas por este ciclone, que deverão atingir o litoral norte dos estados do Rio Grande do Norte, Ceara, Piauí, e Maranhão a partir da manhã de quinta-feira (27/10), permanecendo durante o dia seguinte (28/10), e parte do sábado (29/10). Os modelos mostram ondas com altura significativa acima de 3 metros em mar aberto e próximo ao litoral, e períodos acima de 16s. Ondas com grande período quando atingem regiões costeiras tendem a apresentar maiores  alturas significativas quando se propagam em regiões rasas devido ao efeito do empinamento. Na linha costeira dos estados mencionados, este evento poderá apresentar altura significativa acima de 5 m com grande perigo para varias atividades.
Elaborado por Valdir Innocentini

Para o Sul e Sudeste

FORMAÇÃO DE UM CICLONE EXTRATOPICAL DEIXARÁ MAR MUITO AGITADO NO LITORAL SUL E SUDESTE

SITUAÇÃO METEOROLÓGICA

Nesta quarta-feira (26/10), os modelos atmosféricos indicam a formação de um ciclone com o centro entre o RS e o Uruguai que deverá gerar uma pista com ventos fortes do quadrante nordeste ao largo da costa do RS e sul de SC com chance de rajadas de 60-80 km/h em alguns períodos. Na quinta-feira (27/10), o ciclone se deslocará para o oceano, com o sistema frontal atuando na altura de SP. A pista com ventos de nordeste será substituído por uma ampla pista com ventos fortes e muito fortes de sudoeste ao largo da costa do RS e sul de SC, que deverá perder força no decorrer da sexta-feira(28/10), quando o sistema frontal se encontrará sobre RJ e ES. No início da sexta-feira(18/10), uma pista de ventos fortes atuará ao largo da costa do norte de SC, PR e SP, perdendo força no transcorrer do dia.

AGITAÇÃO MARÍTIMA

Os nossos modelos numéricos de agitação marítima mostram que nesta quarta-feira (26/10), o mar continuará agitado ao largo da costa do RS, com ondas de leste/nordeste com alturas entre 2,5 e 3,0 metros. Ondas de leste e sudeste com alturas entre 2,0 e 2,5 metros atingirão ao largo da costa sul de SC, norte de SP e RJ.

A partir da quinta-feira (27/10) pela manhã, uma nova agitação marítima atingirá ao largo da costa sul do RS, com ondas vindo do sul/sudoeste com alturas de até 3,5 metros e em mar aberto, na altura do norte do RS e sul de SC. Com o transcorrer do dia, a agitação marítima ficará ainda mais intensa, podendo atingir ondas em torno de 4 metros ao largo da costa do RS e de 3 metros ao largo da costa sul de SC no final do dia. Haverá alto risco de ressaca na região, principalmente no litoral sul do RS. Ondas altas acima de 5 m poderão ser observadas em mar aberto.

No decorrer da sexta-feira (28/10) à tarde e o sábado (29/10), a agitação marítima chegará na Região Sudeste com ondas de sudoeste/sul, com alturas em torno de 3 metros ao largo da costa de SP e de 4 metros ao largo da costa do RJ. Haverá alto risco da ocorrência de ressacas na região. O mar deverá continuar muito agitado ao largo da costa do RS e sul SC com ondas vindo do sul/sudeste com alturas em torno de 4 metros. A direção destas ondas aumentará o perigo de ressacas em boa parte da região.

A agitação marítima tenderá a diminuir ao largo da costa do RS e sul de SC a partir do final do sábado (29/10) e ao largo da costa de SP e RJ a partir da tarde do domingo(30/10).

Texto elaborado por Rosio Camayo e Marcos Vianna.

Uvas papa-jerimum

Uvas de Parazinho. Ft.Moraes Neto (24).Moraes_Neto

Esse nordeste é mesmo feito de cabra da peste e arretado que só vendo! Pois não é que diante de uma seca cachorra da molesta e de um sol de rachar moleira, os cabocos estão colhendo uva da melhor qualidade! Mas se você acha que é lá pras bandas das pernambucanas terras banhas pelo velho Chico, onde já se produz uvas e vinhos da melhor cepa, pode crer que você está enganadinho da silva, porque essas uvas aí do retrato tirado pelo meu amigo Moraes Neto, fotografo indo e voltando, foram colhidas no munícipio de Parazinho/RN, encravado em plena região do semiárido potiguar, mais precisamente na fazenda Quixaba. Parazinho fica a pouco mais de 115 quilômetros de Natal e se vangloria de ser a terra semeadora de ventos, devido ao seu monstruoso parque de energia eólica e agora já pode até acrescentar umas uvinhas na logomarca de sua bandeira, pois a primeira colheita da fazenda Quixaba, através de um projeto do Sebrae/RN, rendeu mais de 40 toneladas de uvas verdes, que já ouvi falar que é doce como açúcar. Parazinho fica parede e meia com a praia de Enxu Queimado, e sabe de uma coisa: Vou até lá conferir essas uvas e tentar chupar um cacho tirado do pé. Se eu conseguir o feito eu digo. Fontes: agência Sebrae de notícias e blog folha de pedra grande.