Arquivo do mês: janeiro 2013

Um barco fora de série

IMG_0222IMG_0224IMG_0225IMG_0227

Navegando por ai a gente se depara com muito barco estranho, mas esse que encontramos em Maceió/AL, adquirido pelo amigo Daniel, fica muito distante de tudo o que já vimos. Não, você não está com a visão embaralhada: O danado tem uma banana fina e outra grossa, com o mastro instalado na banana de bombordo. Gostaria de ter visto esse catamarã estiloso navegando, mas infelizmente Daniel não teve tempo de mostrar. 

O Avoante no verão da Bahia

IMG_0291

Com essa imagem do Avoante ancorado na tranquilidade do fundeio da Ilha de Itaparica, dou por encerrado o Cruzeiro Costa Nordeste 2013. Na verdade não participamos ativamente do Cruzeiro, já que saímos com atraso de Natal e em todas as parada da flotilha chegamos sempre depois da partida. Pulamos também a última parada oficial, na Praia de Maragogi/AL, mas sempre com a alma focada em tudo o que estava acontecendo, através dos relatos, via celular, do comandante Erico Amorim, comodoro da flotilha, e também do comandante Ronaldo, veleiro Thimshel. Junto com o Thimshel demos continuação ao programa alternativo do CCN 2013, e tomamos o rumo da Bahia, onde chegamos na Terça-Feira, 22/01, depois de 56 horas de navegada a partir da Praia do Francês/AL e que já contei como foi nas postagens DEVAGAR QUASE PARANDO e CHEGAMOS EM SALVADOR.

IMG_0298

Agora daremos inicio a mais uma temporada do Avoante nas águas do Senhor do Bonfim, rever e abraçar os tantos amigos que temos por aqui, curtir um pouco esse mar de Itaparica e nos deliciar no sabor inigualável dos chumbinhos que afloram nas areias que formam a Coroa do Limo.

IMG_0312

Mal jogamos a âncora na água, já fomos convidados para a festa de aniversário do comandante Sampaio, escuna Morena, que gosta de comemorar em grande estilo nas areias da Coroa do Limo, com direito a muito sol, acarajé, churrasquinho, amigos e cerveja gelada.

IMG_0297IMG_0305IMG_0310IMG_0311

A festa tinha hora para começar, mas não para terminar, pois tudo iria depender da maré e do humor da turma em aceitar ficar na festa sem se preocupar com o avanço das águas. E foi justamente o que aconteceu: A maré tomou conta do pedaço; a baiana do acarajé pulou para cima de um barco; o churrasqueiro ainda tentou resistir; as cadeiras e as tendas foram retiradas, mas a galera só abandonou a festa quando a cerveja acabou e a Lua cheia despontava no horizonte. Eita povo festeiro!

IMG_0314IMG_0321IMG_0322IMG_0326IMG_0328IMG_0329IMG_0332IMG_0333IMG_0338IMG_0343IMG_0348

Pronto, entramos de cabeça no verão da Bahia para curtir o melhor que essas águas tem a oferecer. O mundo náutico da terra dos orixás é realmente de fazer inveja a muita gente e não é a toa que centenas de cruzeiristas, de várias partes do mundo, ancoram suas embarcações por aqui anualmente. Se você quer descobrir um pouco mais sobre o que é o mar da Bahia, venha cruzeirar com a gente a bordo do Avoante e viver um pouco do encanto e magia da bela Baía de Todos os Santos. De uma coisa eu tenho certeza: Você vai se surpreender!

A Praia do Francês

IMG_0276

Já sabíamos da beleza da Praia do Francês/AL, pois em várias oportunidades estivemos por lá, mas sempre usando um carro como meio de transporte, mas chegar de barco é outra história. Várias vezes fui tentado a entrar ali no Avoante e em todas, a vontade foi sendo jogada de lado e assim passávamos ao largo. Esse ano foi diferente e resolvemos matar a vontade. O Francês, como carinhosamente os alagoanos gostam de chama-lá, é realmente um excelente local de ancoragem, principalmente na maré de meia lua quando o mar não passa por cima dos arrecifes em frente a praia. A point alagoano fica a 8 milhas náuticas de Maceió, o que faz a velejada, muito próxima a costa, uma boa oportunidade de apreciar a beleza do litoral.

IMG_0262

Fomos até lá em flotilha com o veleiro Thimshel, do comandante Ronaldo, que inclusive foi quem botou pilha na nossa ida, e tivemos a alegria de ter a bordo do Avoante o casal Saulo Junior e Nadja, irmão e cunhada de Lucia, que estavam de passagem por Maceió e foi nos fazer uma visita. Aproveitamos a deixa da visita para que eles fizessem a primeira velejada no Avoante e quando ancoramos, eles se esbaldaram nas águas mornas e limpas do Francês.

IMG_0260IMG_0269

A proximidade com a capital, faz com que o destino seja bastante frequentado nos fins de semana e principalmente nesses tempos de verão, já que por lá tem excelentes pousadas, bares e restaurantes.  Como sempre o nosso cockpit ficou pequeno para tanta gente, já que a tripulação do Thimshel veio em peso a bordo, mas ele é como coração de mãe: Sempre cabe mais um. E assim, passamos um Sábado maravilhoso de muito bate papo, incrementado por um delicioso Risoto de Tomate Seco com Rúcula, preparado por Lucia.

IMG_0270

Como você pode observar, na mão do comandante Ronaldo, teve também uma deliciosa cachaça artesanal mineira, presente de Saulo Junior, e que deu um tempero especial ao dia. Ninguém é de ferro e o barco já estava ancorado mesmo!

IMG_0265

No finalzinho da tarde Eugênio, tripulante do Thimshel, Saulo Junior e Nadja, desembarcaram para retornarem a Maceió e nos fomos curtir a noite que se debruçava sobre ancoradouro, acalentados por uma brisa suave e o som das ondas que quebravam contra o arrecife.

IMG_0263IMG_0277

Assim que o dia amanheceu já estávamos de pé, para preparar a nossa saída e continuar nossa velejada até a Bahia. Como era Domingo, a praia mais uma vez se encheu de banhistas que disputavam os passeios de barcos oferecidos pelas operadoras e até um inflável voador riscou o céu transportando turistas. Gostei da ideia!

IMG_0281

Às 11 horas da manhã, levantamos o ferro e tomamos o rumo da Bahia. Valeu a parada na Praia do Francês e nas nossas próximas navegadas pelo litoral alagoano, voltaremos a jogar âncora por lá.

A parada em Maceió

IMG_0237

Quando me perguntam o que vamos fazer em Maceió/AL eu sempre respondo que vamos apenas abraçar os amigos e tomar uma cerveja bem gelada no bar da Federação Alagoana de Vela e Motor. Mas na essência da resposta está incrustado, e isso poucos veem, é que é muito gostoso estar em Maceió, uma cidade bonita e de povo acolhedor e amigo, que é a marca desse nordeste velho de secas e calor. E foi lá que ancoramos, como sempre fazemos, para mais uma parada nesse nosso cruzeiro pelo nordeste. Lá encontramos o veleiro Thimshel, que fez parte do Cruzeiro Costa Nordeste 2013 e que agora iria seguir junto com a gente até a Bahia.

IMG_0235

Mas nem tudo são flores na capital das alagoas e muito desgoverno faz com que cenas como essa ainda sejam permitidas ao longo da Praia de Jaraguá. O lixo continua acumulando na prainha em frente a Federação de Vela e por trás do Porto de Maceió, como se nada estivesse acontecendo. Toda essa sujeira, que é a causa e a razão dos amigos velejadores se surpreenderem quando digo que adoro parar em Maceió, não vêm da pequena comunidade que habita o local, mas sim de quase toda cidade, pois ela é levada ao local pelo grande esgoto a céu aberto que corta quase a cidade inteira chamado de Rio Salgadinho. Já faz anos que escuto falar na resolução do problema, mas até agora nada. Como aquele é um recanto escondido dos olhos da cidade, a coisa fica do jeito que está e parece que vai permanecer por muito tempo, até que um filho de Deus resolva tomar ciência. Por enquanto os caras da política, da saúde e da imprensa não estão nem ai.

IMG_0238IMG_0229

 Lucia, que é escolada nos desembarques em Maceió, já tem até uma moda exclusiva para enfrentar a sujeira que se esparrama pela praia. Mas tudo bem: O que vale mesmo é que tudo o mais é muito bom, e logo que botamos os pés na Federação esquecemos dos maus-tratos das autoridades alagoanas.

IMG_0252IMG_0255

Não tem como esquecer e deixar de agradecer aos amigos Daniel e Ângela que sempre nos recebe de braços abertos e com todo carinho do mundo no restaurante Del Popollo. Como também ao casal Eugênio e Marta Lisboa e ao amigo Plínio Buenos Aires que nunca nos deixaram faltar nada enquanto estamos nas alagoas.

IMG_0256IMG_0258IMG_0259

Já no espaço da Federação é sempre assim: Festa, alegria e bons bate papos, e agora com uma super churrasqueira, que o comandante Ronaldinho Gaúcho resolveu testar para ver se estava tudo perfeito, e estava. Foi churrasco até umas horas e com direito até a um caloroso debate sobre o descobrimento, ou achamento, do Brasil. Ronaldo apostou todas as fichas em Porto Seguro/BA. Eu apostei, puxando a sardinha para meu lado, mas apenas a metade das fichas, na Praia do Marco/RN. Teve também apostas para Maceió e no pernambucano Cabo de Santo Agostinho. Eita Brasilzão arretado e diversificado! Tem para todo gosto e ninguém pode duvidar de nada!

IMG_0241 

Depois de dois dias em Maceió, aprontamos o barco para tomar rumo e seguir nosso caminho pelos mares. Não pretendíamos navegar muito, apenas o bastante para ir um pouquinho mais a frente. Foi assim que, seguindo um desejo do comandante Ronaldo, traçamos o rumo até a Praia do francês/AL. Mais um excelente local de fundeio e que conto como foi em outro post.

Parece que foi ontem

IMG_0188

Parece que foi ontem que saímos de Natal/RN para ganhar novamente as águas do Atlântico que banha esse belo e instigante Brasil de mil cores. Como sempre acontece em nossas saídas, recebemos, antes de soltar as amarras do píer, o abraço e o carinho dos amigos numa animada confraternização no cockpit do Avoante, regado a sanduíches trazidos pela Rosângela e muitas risadas. Eita turma festeira!

Chegamos em Salvador

imageJá estamos em Salvador/BA, como você pode ver através dessa imagem recortada da página satélite do SPOT, depois de 56 horas a partir da Praia do Francês, litoral sul alagoano. Não posso dizer que não foi uma viagem tranquila, até porque o mar estava uma calda de azeite de tão liso, mas posso dizer que foi preocupante, com o vento raramente dando sinal de vida, céu com muitas nuvens escuras e relâmpagos e trovões fazendo a festa ao longe.

IMG_0285

Como sempre, chegar a Salvador é uma alegria e, para não perder o costume, atracamos mais uma vez no píer do Angra dos Veleiros, no bairro da Ribeira, para algumas manutenções e rever os amigos.

IMG_0288

Na verdade o Avoante não chegou com tantas coisas para fazer, apenas o trivial:  Uma mangueira de combustível com vazamento; o cabo de aço que estica a esteira da vela grande partido e a luz do alternador acendendo fraquinha. Coisas de barco! Por enquanto é isso ai e assim que me desocupar darei novas notícias. Com a proteção do Nosso Senhor do Bonfim.

Devagar quase parando

IMG_0250

Está devagar mais a gente chega! Ainda vou contar como foi a nossa estadia em Maceió, local em que foi tirada a foto acima, e Praia do Francês, mas esse post diretamente do mar que banha as belas praias do litoral norte da Bahia e apenas para dar notícias e dizer que faz dois dias que não vemos um pôr do sol maravilhoso no mar. Desde que saímos da Praia do Francês/AL o tempo anda meio esquisito e com aquele jeitão que a qualquer momento vai cair o céu em nossa cabeça. Relâmpagos clareiam as pastagens por sobre os morros e trovões roncam ao longe, fazendo com que a gente esteja sempre de orelha em pé. No mar temos sempre que estar atento aos sinais emitidos pela natureza. O vento faz vinte e quatro horas que não aparece, apenas tem mandado o primo chamado brisa para soprar um pouco. Mas tem nada não, vamos navegando com o barulho do motor azucrinando os ouvidos e tentando chegar ainda hoje a noite em Salvador. Mas se não der, paciência!