Arquivo da categoria: Fotos

Tempo, tempo, tempo…

IMG_0016

Daqui a duas Luas acaba o ano

Anúncios

Sonhos

A canoa de Francisco Diniz

“Sonhos não morrem, apenas adormecem na alma da gente.”

Chico Xavier

Sinais

IMG_0109

No rastro das nossas pegadas

Imagens que trazem saudades

IMG-20170502-WA0001IMG-20170502-WA0002IMG-20170502-WA0003IMG-20170502-WA0004IMG-20170502-WA0005IMG-20170502-WA0006IMG-20170502-WA0010IMG-20170502-WA0007IMG-20170502-WA0009IMG-20170502-WA0012IMG-20170502-WA0014IMG-20170502-WA0017IMG-20170502-WA0018IMG-20170502-WA0020

Estas imagens foram retiradas do tempo pelo velejador, fotografo e geólogo potiguar Joaquim Amorim, que possui um maravilhoso arquivo fotográfico contando um pouco da história das regatas REFENO, Regata Recife/Fernando de Noronha, e FENAT, Regata Fernando de Noronha/Natal, como também momentos que marcaram época no Iate Clube do Natal.

 

Meu Pôr do Sol

IMG_0014

Passam os dias, passam os anos, passam os séculos, passam os milénios, passam gerações, mas o esplendor do seu espetáculo jamais será ultrapassado

E os ventos sopram saudades

P_20170410_081158

Talvez muita coisa esteja esquecida. Talvez muitas lembranças estejam desbotadas. Talvez em um futuro próximo nada exista, a não ser, o vazio de uma história que será contada em minúsculos fragmentos praticamente indecifráveis, em que a glória ficará exposta diante de um olhar de indiferença. Talvez, no futuro, as façanhas dos velhos heróis não represente mais nada e a beleza de suas aventuras sejam para sempre perdidas na imensidão dos oceanos. Talvez, no futuro, não exista mais nem a palavra saudade. A imagem que ilustra essa postagem representa toda a maravilhosa grandeza e glória que foi a vela de oceano nas águas do nordeste brasileiro, em que Maceió, a bela capital alagoana, era o celeiro onde anualmente se reuniam os maiores nomes do iatismo do Nordeste. Olhando para o sorriso de Seu Antônio Marques, ladeado pelo fiel amigo Couceiro, que hoje festejam a amizade lá no Céu, com bons goles de whisky, miro a imagem e me pergunto: – Qual desculpa daremos a eles por ter deixado esse legado navegar tão fora do rumo?      

Ocaso

IMG_0006

“Lágrimas não são argumentos.”

Machado de Assis