As nuvens vão clareando para velejadores brasileiros

velejaEh, tudo indica que acabou a agonia dos brasileiros e do francês, comandante da embarcação, que foram presos no arquipélago de Cabo Verde, África, em agosto de 2017, sob suspeita de tráfico internacional de droga, quando a polícia encontrou 1 tonelada de cocaína no porão do veleiro em que eles navegavam. O inglês Robert James Delbos, preso em 2018, confessou que foi o responsável pela reforma do veleiro, pelo embarque da droga e afirmou que o comandante e tripulantes não tinham conhecimento da droga. O inglês, preso na Espanha em 2018 e  extraditado para o Brasil em junho de 2018, disse no depoimento que o também inglês, conhecido por George Fox, seria o verdadeiro dono do barco. Fonte: G1  

Anúncios

Zero por cento

download

Há anos não assistia uma partida de futebol entre dois clubes do Rio Grande do Norte, mas neste abril de 2019, atiçado pelo chamado televisivo da decisão entre ABC e América, e estando na casa de um amigo, porque na minha cabaninha de praia não tem televisor, e depois de tomar umas taças de vinho mais à vontade, decidi me posicionar em frente a telinha para curiar o famoso, segundo os radialistas, “clássico rei” do RN, mas o que assisti me fez lembrar uma história engraçada que teve como protagonista o sobrinho de um grande amigo. Mas antes de prosseguir na prosa, vou adiantar que fazia tempo que não assistia uma pelada tão sem futuro.

Pois bem, o sobrinho do meu amigo, na época com idade em torno de 10 a 12 anos, acompanhava o pai em uma recepção de casamento e depois de mais de hora sentado na mesa, sem ao menos passar um garçom para oferecer um copo de água e muito menos alguns quitutes, apareceu o pai da noiva para cumprimentá-los e perguntou se estavam sendo bem atendidos e se estava faltando alguma coisa. O pai do menino, educadamente, respondeu que estava tudo cem por cento, mas como criança não mente e nem manda recado, o menino fechou a cara e disse: – Tudo cem por cento, nada, até agora não veio nem um refrigerante e nem um salgadinho, está tudo zero por cento!

Depois de ver o jogo ABC e América até os 30 minutos do segundo tempo, porque não deu mais para perder tempo assistindo o arremedo de futebol disputado entre duas equipes extremamente medíocres, desliguei a TV. Em outros tempos fui apaixonado por futebol, torcedor do ABC, dificilmente perdia um jogo no antigo Castelão, depois Machadão, e assisti muitos jogos entre Força e Luz e Atlético, os dois mais fracos, inclusive em uma partida choveu tanto em Natal que no estádio só tinha eu, mais uns 20 fissurados e as equipes de rádio, mas sinceramente, nunca vi um jogo tão sem futuro, tão sem propósito, tão sem objetivo e tecnicamente sofrível, como o primeiro jogo da decisão do campeonato potiguar 2019. O que acho mais engraçado é escutar os locutores endeusando os jogadores, bradando loas entusiasmadas sobre a disputa e ver que os clubes ainda conseguem torcida para torcer e os cabras ainda trocam bofetes. Sei não, viu!

Na próxima quarta-feira, 24/04, acontecerá a “grande final” e pelo que vi ontem, 17/04, qualquer que seja o campeão, o futebol sairá de campo derrotado e a taça será levantada morta de vergonha. Como diria o sobrinho do meu amigo: Futebol zero por cento!

-Ah, quer saber o resultado do jogo? – 0 x 0 porque as equipes não sabiam para que lado atacar.

Nelson Mattos Filho

A retórica de Notre-Dame

fogo-notre-dame13

Nossa Senhora de Paris, perdoa a alma dos insensíveis, hipócritas, transloucados, falastrões, vendilhões e de todo aquele que faz mau uso da fé, pois eles não sabem o que fazem

A ponte que caiu e o descaso

IMG_0386

Sábado, 06/04, uma balsa abalroou um pilar de uma ponte no Rio Moju, na Pará, e com o impacto parte da estrutura veio abaixo. Esse é mais um acidente que poderia ter sido evitado, se as coisas nesse país maravilha funcionassem como deveriam, se os órgãos fiscalizadores fizessem seu papel, se as autoridades não fossem autoridades apenas para receber gordos salários e tirar fotos, se os poderes públicos tivessem um mínimo de atenção com a segurança das pessoas, enfim, se todo aquele que prevaricasse fosse punido exemplarmente, sem choro e nem vela. – Sim, e o que tem haver o retrato da Ponte Newton Navarro, Rio Potengi, com a ponte que caiu – sem trocadilho – no Pará? – Tudo! Porque desde que foi inaugurada que as autoridades prometem, prometem, prometem, a colocação dos dolfins de proteção dos pilares e até agora a estrutura conta apenas com a proteção de Nossa Senhora da Apresentação. Mas basta a Santa tirar um cochilo, no instante em que um navio derivar sobre um pilar,  que a desgraça está feita. Oremos!    

O buraco negro

blackhole

A astronomia está em festa com a divulgação da primeira imagem de um buraco negro. O bicho brabo que suga e engole tudo que passe em seu raio de alcance, inclusive luz, foi captado pelas lentes da rede de radiotelescópios, espalhados pelo planeta, do projeto Event Horizon Telescope. A descoberta do “monstro”, de massa superior a 6,5 bilhões de vezes maior do que o Sol e que está no centro da galáxia Messier 87, distante de nosso planetinha Terra coisa de mais de 500 quintilhões de quilômetros – bem aliiii –, é um marco histórico e que deve reder grandes moídos e enormes pelejas em meio a comunidade científica. Falei desse buraco com um amigo, em Enxu Queimado, e ele disse assim: – Nelson, esse tal buraco que engole tudo lá no Céu, não chega nem perto da potência  do que existe em Brasília. Vixi!!! 

Somos o que somos

1 Janeiro (109)

Não tem jeito para nós, felizes integrantes da espécie homo sapiens, somos o maior problema do “planetinha azul”, do espaço sideral e seremos das galáxias que por ventura algum cientista mais curioso consiga enxergar nas lentes de sua luneta. Somos bilhões de usinas ambulantes produtoras de lixo e não existe, jamais existirá, projeto educacional que mude nossa maneira de ser e agir. Pode ser primeiro, segundo, terceiro, quarto ou o mais baixo dos mundos, somos poluidores inveterados e ponto final.

Pois num é que os astronautas das naves Apolo, que chafurdaram na Lua entre os anos 60 e 70, deixaram no solo do nosso lindo satélite natural umas 96 –isso é o que eles dizem – sacolas, entupidas até a boca, de merda, urina e vomito! Os sujismundos espaciais, que somente agora descobriram a peraltice, alegam que era para aliviar peso da nave em seu retorno a Terra, porque estavam trazendo pedras, areia e sacos com poeira lunar e se trouxessem a bosta, poderia ser que desse merda no caminho.

Agora que a imundice foi descoberta, a Nasa está querendo mandar uma Nave lixeiro para pegar os sacos de excrementos que Neil Armstrong e seus colegas de aventura deixaram de presente para o povo da Lua. Mas já que vão buscar, já tem cientista doidinho para meter o nariz no saco para ver se a massa continua com cheiro, cor e textura de bosta. Porém, como no meio científico tem interessado em pesquisar tudo e mais um pouco, graças aos deuses, uma turma pretende meter a mão no saco para ver se existe algum ser vivo em meio a lama de fossa. Na minha opinião, só vão encontrar estrume e restos mortais de lombrigas. Se bem que, depois de 50 anos de fases da Lua, quando os galegos abrirem o lacre dos sacos, se a sala não for a prova de bomba atômica e se eles não tiverem usando aquelas máscaras de filme de contaminação radioativa, vão ficar só o pó.

Deve ser por isso que os galegos nunca mais quiseram botar os pés na Lua, pois é sempre assim quando reconhecemos que fizemos uma merda grande em terra alheia. Devem estar envergonhados! E também deve ser por isso que os chineses decidiram mandar sua espaçonave para o lado oculto, pois vá lá que encontrem algum fiscal do meio ambiente lunar querendo tirar satisfação. – A merda é sua? – Num e nõ, pluke china nunka vir aki e china só comi aloz i eça meleka tem xelo di hot dog!

Diante dessa notícia fico matutando: Rapaz, se os lunáticos resolverem jogar os sacos de lá para cá, pense numa bronca! Se o cara joga um saquinho de merda de uma altura de dois metros a lambança é grande, imagine lá da Lua! Valei-me São Jorge!

Nelson Mattos Filho

Previsão do tempo e do mar

anima_altura O tempo hoje, 09/04, segundo o CPTEC/INPE, será de chuva em grande parte do país, inclusive no Rio de Janeiro, que ontem amargou violenta enxurrada causando mortes e deixando rastros de destruição. O Rio está precisando tomar um banho de sal grosso! Para quem pretende se fazer ao mar, é bom se precaver e dar uma olhadinha mais apurada no material de salvatagem e nos equipamentos de bordo, porque as previsões anunciam mar agitado com ondas que podem chegar aos 3 metros de altura em todo litoral brasileiro durante a semana. Os alísios nordestinos hoje amanheceram com vontade de soprar, estão ligeiro que só vendo e assanhando as areias das belas dunas de Enxu Queimado/RN.