Ops!!!!

16864506_1591315587560365_2172745110744765916_n

Será que bateu saudade de navegar em monocasco?

Cadê o gelo que estava aqui?

alemanha-encalhara-navio-no-gelo-por-um-ano-em-maior-expedicao-cientifica-ao-polo-norte-1487595338511_615x300Cientistas alemães querem saber em que pé está o comprometimento da camada de gelo que cobre o Polo Norte e para isso aprontam um navio para passar um ano encalhado no Ártico. O navio Polarstern, com 12o metros de comprimento, servirá de base para o projeto que deve acontecer a partir de meados de 2019 e a pretensão da equipe é tentar descobrir até quando a camada de gelo que cobre o Ártico – que no mês de janeiro os satélites registraram como sendo a de menor extensão desde que começaram as observações – sobreviverá. O projeto deverá custar a bagatela de 63 milhões de euros e será financiado por contribuições de parceiros internacionais. Fonte: site uol 

Um gigante no cadafalso

Sao_Paulo_at_sea_(11522051596)Os poetas nos ensinam que as embarcações cumprem destinos, mas o que dizer daquelas que são abatidas em plena navegada pelo despropósito de alguém? Aprendi que um barco jamais será velho, porque sua alma está sempre renovada. Barco tem alma e a alma do valente e incompreendido navio aeródromo São Paulo, que nasceu Foch 99, em 1960, quando foi lançando ao mar para servir a armada francesa, está ferida de morte, porque o gigante de 265 metros, 32,8 toneladas e que acolhe 1.920 tripulantes, tem os dias contados para ir para o abate em algum cemitério de navios dos mares orientais ou africanos. A Marinha do Brasil anunciou, dia 14 de fevereiro, que uma pretendida reforma que daria sobrevida de quase 30 anos ao São Paulo mixou por falta de verba e interesse e sendo assim, o Brasil ficará sem sua Nau capitânia por longos anos, ou quem sabe para sempre, porque a compra de um novo navio aeródromo está fora dos planos prioritários do comando naval. Dia desses vi um comboio de Fuzileiros Navais desfilando pelas ruas de Natal/RN com a missão de vistoriar presídios, numa clara desvirtuação dos manuais das forças armadas. Pensando bem, para isso não é preciso navio, basta um jipe, né não?  

Previsões, apenas previsões

mapservNesses tempos de estranhezas mundo afora está difícil arriscar um palpite seguro sobre o que a natureza vai aprontar para os próximos dias ou mesmo algumas horas mais a frente, e até os mais modernosos equipamentos meteorológicos estão vendo tocha para decifrar os segredos do tempo. Sem saber o que dizer, nem o que responder, os estudiosos contam um conto aqui e se arvoram em contar outro acolá, mesmo sabendo que não será nem isso e nem aquilo, mas é preciso satisfazer a todo custo o interesse da plateia e o que vemos é um festival de besteirol nas manchetes dos jornais. Na manhã desta segunda-feira, 20/02, ao fazer minha caminhada matinal pelos sites dos principais jornais e nas variantes das mídias sociais, me deparei com um verdadeiro festival de afirmações “verdadeiras” que beira a sandice e teve até quem afirmasse que o Rio Grande do Norte vai virar mar, de tanta água que ainda está para cair até a quarta-feira de cinzas. Seu menino, se nem os antigos sinais emitidos pelas nuvens e pelos bichos estão conseguindo aprumar a mira, imagine nós, humanos sem noção. Bem, a imagem do satélite do Cptec/Inpe aí em cima conta um pouco do enredo do samba para os próximos dias, mas o cacoete dos bichos ainda está meio tímido. O torreame de nuvens está bem parrudo nos quatros lados do céu, os coriscos fazem ecoar o ronco surdo dos trovões e chuvaradas de fazer mear açudes fazem a alegria do povo do sertão, mas por enquanto, inverno para valer, não passa de uma abençoada esperança. Que venha o Carnaval!   

Vem aí o primeiro eclipse solar de 2017

eclipse-original-3 (1)

Para quem gosta, como eu, de saber das coisas da natureza, vem aí mais uma brincadeira de esconde esconde entre o Sol e a Lua para nos deixar de pescoço duro olhando para o espaço sideral. Dia 26 de fevereiro, enquanto os trompetes festejam mais um Carnaval no Brasil, que nessa edição vem recheado com as infindáveis baboseiras da hipocrisia dos ditos racionais, em querer pautar e proibir o que não é pecado do lado de baixo do equador, principalmente sob reinado de Momo. E por falar em Momo, até ele perdeu a graça que se foi com a pança avantajada que outrora definia um bom e festeiro rei da folia. Mas vamos deixar a folia de lado e vamos logo ao que interessa nessa postagem. Dia 26, domingo de Carnaval, acontecerá mais um eclipse solar, o primeira do ano, e segundo os astrônomos, o fenômeno poderá ser visto por quase uma hora, no finalzinho da manhã, em quase todo Brasil. Vale alertar que não se deve olhar diretamente para o Sol sem a proteção de equipamentos. O próximo eclipse solar acontecerá dia 21 de agosto e é bom aproveitar, porque são fenômenos raros. Tomara que o eclipse clareie a mente dos hipócritas.  Fonte: veja.ciência   

Bom dia mundo velho!

P_20170217_095125

E mais uma vez o mundo não acabou, mas bem que poderia ter, pelo menos, levado uma boa sacudida para espalhar a poeira.  

O retrato, o poema e a poesia

2 Fevereiro (32)

“Perder um poema pode ser doloroso, angustiante, mas perder a poesia seria muito pior” Lívio Oliveira, escritor, no texto O poema perdido, publicado no jornal Tribuna do Norte