Arquivo da tag: previsão do tempo

De olho no tempo e no mar

br1E o Inverno botou as manguinhas de fora e arrochou no botão do ar-condicionado pelo Brasil afora, pois só o que se escuta é caboco reclamando, batendo os queixos e abotoados em casacos ainda cheirando a mofo, porque não deu nem tempo de levar um solzinho. A temperatura caiu e caiu bonito em todas as regiões do país, porém, para o restante da semana, a chuvarada promete dar um refresco. Segundo os gráficos do CPTEC/INPE, chove apenas nos estados do Sul, pelo litoral nordestino, entre Bahia e Rio Grande do Norte, e nas beiradas do Norte. Já o mar, promete ondas entre 2 e 2,5 metros, no litoral do Nordeste, com ventos dos quadrantes ESE, soprando na faixa dos 18 nós.  

Anúncios

Anarriê, Balancê,….olha a chuva…olha o mar…

anima_altura O leitor Leonardo Bezerra, faz alerta  aos navegantes dos mares das tribos dos potiguares, para os ventos fortes que sopram desde a noite de ontem no litoral do Rio Grande Norte. É muito vento, sim senhor, e segundo dados dos site meteorológicos, os alísios estão soprando na casa dos 13 nós, algo em tornos dos 25 km/h. Porém, olhando o bailar das palhas dos coqueirais de Enxu Queimado e sentindo  na pele o frescor das lufadas, dá para apostar que Éolo está abanando o braseiro das fogueiras a bem mais de 20 nós. Quanto as chuvas, essa semana já caiu umas gotinhas aqui, outra acolá, a terra está bem molhada e a promessa de São João é de chuva, para botar animação no forró. E quem vai ao mar é bom se avexar, pois os gráficos indicam que a sanfona vai tocar rock pesado por esses dias. – Fala aí, Seu Luiz: “Aproveita gente que o pagode é quente/É forró pra toda essa gente se espalhar/Êita, coisa boa!/Êita, pessoá!/Hoje aqui a páia voa vamo gente aproveitar/O resfunlengo desse fole não é mole/Todo mundo aqui se bole/Com o seu resfunlengar/E o sanfoneiro que não só faz resfunlengo/Quando sai do lengo-lengo bota pra improvisar”

De olho no tempo

mapservObservando a imagem do mapa do Brasil, bem bonitinha e, como se diz no popular, de cabeça para cima, nos faz até esquece que estamos em um país virado de ponta cabeça e bem longe de sair do buraco em que se meteu. – Mas antes que você comece a apontar o dedão para um e outro, aponte primeiro para você, viu! – Sim, e o que danado você quer dizer com isso? – Homi, nada não, quero apenas falar da previsão do tempo. A indicação para o final de semana é de céu enuveado  com pancadas de chuvas fortes e isoladas em alguns recantos do Norte, Nordeste e Centro-Oeste. Para quem pretende ir ao mar, acho bom dar uma revisada nos manuais de segurança da boa navegação, pois lá fora a coisa não está para muita brincadeira. – E o que dizem os meninos do CPTEC/INPE? 

Condição de chuva na faixa norte e leste do país

Neste sábado (26/05), ocorrerão pancadas de chuva, localmente fortes, em parte do centro-norte do AM e PA, em RR e no AP, no norte do MA, do PI e do CE. No litoral da BA e no ES o dia será de chuvas periódicas com condição para acumulados significativos. Nas demais áreas do litoral leste do Nordeste o dia será com chuvas isoladas e de fraca intensidade. Haverá bastante nebulosidade e chuva de forma isolada entre o litoral do PR e de SP.

Obs: Texto referente ao dia 26/05/2018-08h50

Olhe a previsão!

anima_alturaTeremos ainda 30 dias para curtir os tempos amuados do Outono, que neste 2018 grande parte do Nordeste festeja com sorrisos de orelha a orelha, pois é chuva que há muito não se via. A semana nas terras do Padim Ciço, começou chuvosa e tudo faz crer que continuará molhada, com um pouquinho aqui, outro acolá, pois assim dizem as previsões. Pras bandas do Sudeste até um chafurdento ciclone extra-tropical deu o ar da graça no fim de semana que se foi, deixando um salseiro sem tamanho pelos domínios de Netuno. As redes sociais dão conta que os ventos nas praias do Rio 40 graus sopraram a mais de mil, assustando o povo do lugar, e em São Paulo o frio castigou tanto que trouxe a cara triste da morte. No Centro-Oeste a temperatura deve subir um tiquinho e vai deixar a umidade relativa do ar abaixo dos 40%, o que deve forçar muita gente a espalhar panelas com água pelos cantos da casa, durante o sono da noite. O Norte tá bem chovido e o Sul, acostumado com a força dos ventos austrais, se prepara para o frio da invernada. O Inverno promete, mas o que está mesmo esperançoso é a safra de milho, feijão e as paneladas de canjica e pamonha, que vão animar o forró de Seu João e Seu Pedro. Alavantú! 

Para quem quer saber das coisas do tempo

anima_alturaO tempo anda meio esquisito pelas bandas do Nordeste e tenho dito aos amigos, em forma de brincadeira, que o longo período de seca enfrentado pela região, mexeu com a cabeça dos rapazes que regulam as torneiras e as coisas da meteorologia lá no Céu. O Nordeste anda bem chovido e as pastagens estão verdosas, mas ainda tem muitos municípios no calamitoso estado de seca. No RN, a região do Seridó e Alto-Oeste  dão boa dimensão do problema, onde municípios vizinhos e muitas vezes separados por menos de meia légua de beiço, se veem em condições inexplicavelmente distintas, parecendo até castigo dos céus. – Deus é mais!  O litoral e agreste, onde as chuvas já molharam um bocado nos últimos dois meses, a promessa é que ainda venha muita água, porque agora e que começa a estação chuvosa. – E os ventos? – Bem, escutando hoje, 14/05,  o assobio fantasmagórico que passa por entre as frestas das postas e janelas da casa de minha Mãe, fico imaginando o que teremos pela frente nos meses de agosto e setembro, meses tradicionais de ventos fortes. Os entendidos afirmam que tudo está dentro da normalidade e eu é que não me atrevo a duvidar, mas que está estranho, isso está. Pois bem, caminhando com um olho nas nuvens, outro no vento, com os ouvidos escutando o roncado do mar e perdidamente tateando pelas imagens dos gráficos do CPTEC/INPE, que são arretados de bons, me atrevo a dizer que a semana será assim sei lá entre chuvas esparsas e pancadas fortes e isoladas, aqui e ali, nos domínios, não dominados, de Seu Temer . O mar, como bem mostra a animação, estará mais para mar-e-guerra do que para almirante, porém, quem for a ele, se arroche, pois nesses tempos de indecisão climática a coisa muda, e muda bonito. Pronto, dei meu pitaco!      

Aviso ao povo da terra e do mar

mapserv (1)A manhã deste domingo, 06/05, chegou com as notícias da chuva forte que desaba sobre Natal/RN, causando um verdadeiro reboliço na cidade, com ruas alagadas e desmoronamento de um túnel sob a Av. Prudente de Morais, um dos corredores mais movimentados da cidade. Dou por visto o nó que esse desmoronamento dará no  já caótico trânsito da capital dos Magos. Vixi! Quem apostar que a chuva continuará caindo, está bem próximo do sucesso, pois os satélites do CPTEC/INPE mostram tropas de nuvens carregadas em marcha batida. Aliás, a imagem do satélite retrata chuva em boa parte do território verde e amarelo, com maior incidência pelas bandas do Norte. Da minha cabaninha de praia observo o tempo se formando pelos aceiros do nascente e dou vivas, pois é assim que faz o povo do sertão já prevendo as boas safras. – E o mar? – Diante do quadro de chuvas, o mar está meio mal-assombrado, com ondas que variam de 1,5 a 3 metros em algumas regiões, principalmente a nordestina. Como bem disse um pescador dessa beira de praia: – Com essa tormenta aí, só vai para o mar quem tem negócio!     

Quer saber do tempo? Pois lá vai!

mapservAs notícias que chegam dos mais longínquos recantos  do interior nordestino, chegam alumiadas pelos relâmpagos, acompanhadas pelo ronco surdo dos trovões e temperadas com o perfume suave da terra molhada. Tem chovido a cântaros por esse Brasil continental e o Nordeste festeja com largos sorrisos e vivas de alegria as águas abençoadas que caem do céu. Na prainha gostosa de Enxu Queimado, portal de entrada para os terreiros do sertão, a safra de milho e feijão já se faz bonita e os tratores não têm descanso de tanta terra a ser cortada. Os açudes do Rio Grande do Norte, que até dia desses pediam arrego diante de uma seca braba, agora respiram aliviados pelas águas, porém, receosos que a chuvarada saia do controle dos santos e a alegria escorra água abaixo.  As imagens dos satélites, que dão preciosos subsídios aos meninos do CPTEC/INPE, anunciam para o final de semana, sol entre nuvens pelo Brasil, com pancadas de chuvas fortes e isoladas um pouco aqui, outro acolá, o que tá de bom tamanho, pois os guarda-roupas já começam a exalar o cheirinho do mofo. – E o mar? – Pois é, e o mar?  Ele está para peixe e com umas ondinhas básicas entre 1 e 2,5 metros de altura, porém, nada que assuste um bom homem do mar.