Arquivo da tag: verão

É verão, é chuva, é o show da natureza!

P_20161221_171310

O Verão, estação de cores e alegria teve início, oficialmente no Brasil, às 07h44min desse dia 21/12, mas o sertanejo olha para o céu e se anima como se inverno fosse, porque trovões e nuvens carregadas trazem a velha esperança de dias melhores para o Nordeste sofrido com mais de cinco anos de uma seca violentíssima. Hoje, na beira do mar do litoral norte do Rio Grande do Norte, escutei gritos de vivas e vi o sorriso estampado no rosto da população. A noite promete ser de chuva e as plantinhas de meu quintal dançam faceiras na espera do bem maior da vida que é a água de uma boa chuvarada durante a madrugada. Que venha esse Verão mais querido, mas que venha com muita chuva para a festança ser mais animada e mesas fartas.

mapserv Os satélites do Cptec/INPE mostram muitas nuvens sobre o Brasil e principalmente sobre as regiões Norte e Nordeste. Os homens das previsões meteorológicas anunciam, e a Marinha do Brasil já deu o alerta, para situação de mar de ressaca entre o Rio Grande do Norte e Amazonas, com ondas que podem chegar aos 3 metros na data de hoje, 21/12, porém, o aviso deverá ser renovado por mais uns dias. Viva o Verão! Viva a chuva sobre o Nordeste!  

Anúncios

Resumo de um fim de verão

imageIMG_0200IMG_0210

Quanto mais navego no mar da Baía de Todos os Santos, mais me encanto com o que vejo. Nesse domingo, 20/03, último dia de verão, estávamos batendo um papo na varanda do Aratu Iate Clube, com os amigos Ney, veleiro Malagô, e Everton Fróes, Programa A Bordo, quando Ney perguntou se eu conhecia as belezas da Baía de Aratu. Respondi que, apesar de já ter sido convidado pelo velejador Julival Góes, infelizmente não conhecia. Na mesma hora Ney atiçou o Fróes para colocar a lanchinha Panela na água para que fizéssemos um passeio por um paraíso de águas e mangues que pouquíssimos navegantes de esporte e recreio conhece e o que vi me deixou embasbacado, porque não imaginava que existisse uma natureza ainda em estado puro tão próximo a uma super metrópoles como Salvador, margeada por uma rodovia movimentadíssima e cercada por enormes conglomerados industriais. Porém, não irei falar desse passeio nessa postagem, porque tenho que acalmar os miolos que fervem de tanta euforia e não quero pecar pelo excesso, nem deixar que nada fique de fora. Talvez com excesso fosse a melhor forma de escrever sobre os recônditos navegáveis da Baía de Aratu, mas deixe quieto. O que vi vai estar escrito por aqui com certeza no decorrer da semana que se inicia sob as ordens do Outono que espero não venha carregado com surpresas climáticas.

20160318_222804

Mas o final de semana que se iniciou dia 18 foi movimentado e mais uma vez o Avoante ficou preguiçando amarrado ao píer do Aratu Iate Clube, o clube que prometia, e cumpriu, festa para comemorar a Regata da Redenção, uma das mais importantes para a sua história. E como festa é com a gente mesmo, Lucia preparou uns comes e bebes na noite da sexta-feira e convidou o Tiago e a Dani, veleiro Nimbus, para desenferrujar as cordas do violão e chamou a galera que estava na varanda para curtir a noitada no cockpit do nosso veleirinho, que é igualmente coração de mãe. Compareceram o Ney, Marcelino, Sandra, Neto e o Nadier. A noite rendeu!

IMG_0162IMG_0167IMG_0170IMG_0190

E no sábado, 19, foi dia de curtir a Regata da Redenção que foi bem concorrida e sobre ela falo em outra postagem. Foi assim o nosso fim de semana!

Vamos saber como fica o tempo?

IMG_0104

Eh, oficialmente o verão ainda manda no pedaço e vai perambular por ai até o dia 19 de Março, mas a natureza já azeita suas engrenagens e por mais que a estação do Sol se esforce, o bronzeado já não é mais o mesmo. Como bem mostra essa imagem do fundeadouro da Ilha de Itaparica, são as águas de março fechando o verão… . Depois de seis dias de raios, relâmpagos, trovões e muita chuva, os deuses resolveram aliviar o batuque sobre o mar da Bahia. Acho eu que eles ainda bricavam o Carnaval. Olhando o céu avistamos os reflexos prateados dos coriscos que rasgam as nuvens, numa demonstração clara que a fera acordou e está pronta para sair da jaula. Confesso que não levo muita fé nas águas do inverno 2015 e pressinto que o outono que esquenta as turbinas virá mais animado. Mas como não sou nenhum vidente e por demais palpiteiro nos assuntos meteorológicos, vou me socorrer com os homens do Cptec/Inpe que dizem assim:

mapserv

Nesta terça-feira (24/02) ocorrerá pancadas de chuva forte entre o norte do RS e SC e no sul, centro e oeste do PR, com chance de acumulados de chuva significativos e pontuais, além de descargas elétricas, rajadas de vento e possibilidade de queda de granizo isolado. No Nordeste deve chover forte entre o leste e litoral da PB em algumas áreas da mata norte de PE, e no sul do RN, além do litoral de SE. Entre o oeste da BA e o MA e o PI e TO haverá pancadas de chuva localmente forte. Entre o GO e o AM, deve chover forte e isolado com trovoadas isoladas. No Sudeste haverá possibilidade de pancadas de chuva forte no nordeste de SP, sudoeste, sul e sudeste de MG e sul do ES. O dia será com pouca nebulosidade do sul ao oeste do RS, no oeste de SP e em MS. As temperaturas estarão elevadas no Sudeste.
Obs: Texto referente ao dia 23/02/2015-17h32

O primeiro do ano

IMG_0004

Depois de uns dias de ócio curtindo o mar da Ilha de Itaparica, enquanto o novo ano se acomoda no tempo, estou novamente por aqui para ir narrando o dia a dia da vida de um velejador de cruzeiro e contado coisas e causos da vida sobre o mar. Mas não se avexe, pois como diz a música: “…veleiro vai devagar…”. Hoje, 08/01, em Itaparica, o dia amanheceu com nuvens cinzentas cobrindo o azul do céu e um chuvinha resolveu molhar a terra para aguar os pés de manga e caju, os mais deliciosos símbolos do verão. Alias, caju é a pareia mais perfeita da cachaça, que também é puro verão. Tai, gostei da dica para curtir esse dia de céu nublado! Céu nublado? E essa foto de céu limpo que ilustra o post? Calma que eu explico: Esse foi o registro dos primeiros raios de Sol do dia 2 de Janeiro.   

É chuva!!!

mapserv (1)mapserv

A tarde dessa Sexta-Feira, 20/12, está sendo de muita água sobre Salvador/BA. Chove torrencialmente sobre a capital baiana e raios, relâmpagos e trovões fazem uma verdadeira festa de arromba. A imagem do satélite não promete refresco de cacau e nem acarajé a ninguém para as próximas 24 horas. Muita chuva ainda vai cair pelo Brasil nesse final de semana e o verão começa amanhã.   

O verão promete

2 fevereiro (121)

Tem alguns assuntos no meio náutico difíceis de serem digeridos por todos os envolvidos. Um deles é a eterna pendenga entre velejadores, lancheiros e agora, mais do que nunca, os motonautas, termo que designa aqueles que utilizam Jet Ski. Na verdade eu nunca entendi bem o porquê da categoria de Motonauta e acho que pouca gente entende. Depois que ela foi inventada na legislação naval a coisa tem ficado cada vez pior. Nunca vi tanto desrespeito às regras de navegação como ultimamente vem acontecendo por parte dos motonautas.

Como acontece com as nossas ruas, o poder público é totalmente ineficiente quando o assunto é fiscalizar e fazer valer a Lei, ainda mais num país continental como é o Brasil e que prevalece a máxima: manda quem pode e obedece quem tem juízo. Pelo que tenho visto por ai nos locais em que navego, o verão 2013/2014 promete. Continuar lendo

Vamos brindar o verão

almoço na granja de noronha (3)

Amigos, hoje é mais um Sábado de verão e eu ainda não estou fazendo propaganda de cachaça, mas essa Maria Boa, a começar pelo nome, produzida no Rio Grande do Norte é boa mesmo. Aliás,  Maria Boa foi o nome do mais famoso Cabaré da capital potiguar e entre as festejadas paredes de suas dependências saíram boas histórias e lembranças de um tempo que não volta mais. Mas, vamos deixar essa dama que já foi uma das mais poderosas nos idos tempos da Segunda Guerra em paz e vamos voltar para o objetivo desse post, porque o verão já avança a passos largos e a safra de caju já não suporta tantos desejos. O objetivo aqui é esse mesmo que você está pensando: Deixar você com água na boca e lambendo os beiços. Foi assim que eu fiquei quando o amigo Joaquim Noronha, comandante do veleiro Malaika, colocou essa pareia da alegria em cima da mesa de sua granja. Os cajus foram colhidos na hora e estavam mesmo de fazer inveja de tão doces e suculentos, mas se você perguntar pelo tradicional ranço do caju eu vou responder assim: Segundo minha vó, “caju é igual a homem, por melhor que seja sempre tem um rancinho”. Agora que tal pegar a sua melhor garrafa da deliciosa cachacinha brasileira e fazer um brinde a esse verão? A vida agradece!