Arquivo da tag: velejador mumificado

Vídeo do encontro do veleiro que trazia velejador mumificado

Copiado do Almanáutica:

Eram 6:24h do dia 31 de janeiro, quando a equipe do LMax que participava da Clipper Race 2015-16 parou a embarcação durante a perna entre Austrália e Da Nang – Vietnã, para examinar um iate abandonado encontrado à deriva em sua caminho. Um dos tripulantes nadou para fora e embarcaram no iate Sayo, onde o único ocupante, infelizmente, foi encontrado morto, em estado de decomposição avançada (Veja o vídeo abaixo).

Após a descoberta e divulgação do caso pela imprensa mundial, organização da Clipper emitiu uma nota esclarecendo que as autoridades foram informadas e a embarcação Lmax só deixou o local com autorização, voltando para a competição. Na nota, a Clipper lamenta a morte do velejador e explica que não fazia sentido dar publicidade ao fato, já que não havia dados significativos a serem dados, como identidade e causa da morte, deixando às autoridades essa incumbência.

“Nós permanecemos no local, sob instruções até que fomos liberado pela Guarda Costeira que continuou com a recuperação. Como equipe, encontramos conforto que ele tenha sido encontrado e que a paz será dada aos seus amigos e familiares. Nossas palavras e pensamentos foram compartilhadas com o o velejador que agora descansa em paz”, diz a nota.

Anúncios

O mar e seus mistérios

iatemontagemPescadores filipinos se depararam na última sexta-feira, 26/02, com um veleiro a deriva, sem mastro e em péssimas condições, mas a cena mais macabra eles encontraram a bordo da embarcação. Lá estava sentado em frente a mesa de navegação, o corpo mumificado do alemão Manfred Fritz Bajorat, 59 anos. Segundo a polícia da localidade de Barobo, ainda não existe informação do tempo que o alemão está desaparecido, porém, um amigo disse que falou com o velejador há cerca de um ano pelo Facebook e ele havia dito que pretendia dar outra volta ao mundo. Manfred navegava pelo mundo há 20 anos na companhia da esposa. A esposa morreu há alguns anos e o alemão seguiu navegando em solitário. As causas da morte ainda não foram divulgadas. Fonte: G1