Arquivo da tag: universo

Ouro nas estrelas

Neutron_star_illustratedOs dicionários ensinam que ciência é o conhecimento atento e aprofundado de algo, através de observação, identificação, pesquisa e explicação de determinadas categorias de fenômenos e fatos… É assim que se faz ciência, mas antes de tudo tem que existir os investimentos estruturais, educacionais, financeiros e isso são coisas que não podem parar, porque se não for assim, a ciência se torna apenas uma cópia mal feita e atrasada. O Brasil recentemente avançou anos luz em direção a boa ciência e nossos cientistas alcançaram patamares que existiam apenas em sonhos, porém, a sofreguidão de políticas acomunadas com os crimes de corrupção, ativa, passiva e terrivelmente toleradas, estão fazendo o avanço se transformar em um vácuo sem inércia.  – Culpar a quem? – A nós mesmos, os tolerantes! Dia, 16/10, o mundo dos estudos foi sacudido pela colisão de duas estrelas de nêutrons, segundo os estudiosos, inclusive brasileiros que participam das pesquisas, foi uma das mais espetaculares e violentas ações do universo. A peleja se deu a uma distância que nem de longe me abestalho a calcular, e começou há mais  de 10 bilhões de anos, na galáxia NGC 4993, quando duas estrelas com 10 vezes o volume do Sol, deram uma barruada e como consequência sobraram para a posteridade duas estrelas de nêutrons, que agora também se choraram e criaram, entre outras transformações galácticas, uma mina estelar de ouro e platina, consequência da formação de elementos químicos liberados na explosão. Daqui a alguns milhões de anos luz, quem sabe, choverá ouro sobre a cabeça dos personagens do futuro. De uma coisa eu sei, é bem melhor do que o banho de lama fedida que estamos tomando diariamente. Fontes: UOL, G1, Jovem Nerd

Anúncios

Será papo de maluco?

universo

“O Universo se estirou no sofá, se cobriu com uma manta e se prepara para um sono eterno” Louco eu? – Eu não! A frase é do pesquisador Simon Driver, membro do Centro Internacional de Pesquisas Radioastronômicas (ICRAR) da Austrália. Assim como os oceanos, o Universo é infinito em projetos científicos e a cada dia somos surpreendidos com estudos que refletem a alma livre do homem. Vez em quando deixo minha cabeça voar pelo espaço em busca de respostas e segredos, mas confesso que meus voos espaciais não passam de sonhos que povoam a mente ociosa de um velejador de cruzeiro. Hoje me deparei com uma manchete, O Universo está morrendo lentamente, e fiquei tão intrigado que deixei tudo para lá e mais do que depressa fui saber do que se tratava. Segundo o relatório de uma equipe internacional de cientistas, há 2 bilhões de anos – isso mesmo, 2 bilhões de anos – a energia produzida pelas 200 mil galáxias – e eu nem sabia que existia isso tudo –era duas vezes maior do que hoje em dia. Mas antes que você se apresse em perguntar, já vou respondendo: Para que serve essa informação eu mesmo que não sei, mas os cientistas dizem que no futuro os dados podem melhorar a compreensão do processo de formação das galáxias. Ah bom! Vamos navegar!  Fonte: globo.com