Arquivo da tag: trimarã nativo

O trimarã Nativo e a baía de Maiaú

Notícias circuladas a toque de caixa no dia de ontem, 12/11, dão conta que o trimarã Nativo, que havia naufragado na costa do Rio Grande do Norte, enquanto participava da Refeno 2014, foi encontrado no litoral do Pará. Os destroços do trimarã deram na Baía de Maiaú, no município de Bragança. A notícia do achado do que restou do Nativo deve ter causado o maior reboliço nos pequenos lugarejos nos arredores de Maiaú e até um professor da IFPA foi convocado para dar fim a peleja, pois corriam vários boatos cabeludos entre o mar e a floresta que deixou muita gente de orelha em pé. O professor Cristovam Diniz, quando viu os destroços tratou logo de desfazer o mistério e acalmar a galera.

Mas olhando para a imagem do satélite, que desenha parte da costa paraense, vejo o quanto o litoral norte brasileiro é lindo e totalmente desconhecido por parte dos velejadores. Até a flotilha de cruzeiristas, da qual faço parte há 10 anos, que adora ancorar em lugares encantados, se fecha em copas e só da conta do que acontece entre Angra dos Reis/RJ e Salvador/BA. Alguns quando saem em rota batida para circunavegar o mundo viram as costa para o litoral norte/nordeste brasileiro e tchau e benção. Naveguei um pouco nas águas digitais e pesquei algumas coisas sobre esse lugar encantado que tem a floresta amazônica como pano de fundo e fiquei maravilhado com o que li. Quem sabe um dia apareça algum fazedor de guia náutico interessado em desnudar os mares e enseadas do norte brasileiro. Quem sabe! A alma do trimarã Nativo, barco tem alma sim senhor, deve ter ouvido dos seres do mar que lá no Pará existia um bom lugar para o descanso eterno de um barco ferido e abatido. É foi justamente lá que ele aportou.        

Anúncios

Desdobramentos das regras da Refeno

foto 2

Em consequência do acidente com o trimarã Nativo, que naufragou na costa do Rio Grande do Norte enquanto participava da XXVI Refeno, deixando seis tripulantes a deriva em alto mar por mais de 32 horas, a Marinha do Brasil somente liberou o retorno livre ao continente para aqueles veleiros que tivessem a bordo o localizador Epirb. Os demais veleiros deverão retornar apenas acompanhados pelos dois navios patrulha que estão em Fernando de Noronha para esse fim e que devem navegar com atenção total na flotilha da regata Fernando de Noronha/Natal, que larga na manhã de Sábado, 04. Aqueles comandantes que já deixaram a Ilha sem observar a nova exigência, algum petardo de longo alcance deve vir por ai. O Cabanga Iate Clube já adiantou mudanças para a Refeno 2015, inclusive a exigência do Epirb, mas diante de tudo o que temos acompanhado, essa mudança deverá ser bem mais abrangente. Esse é o segundo acidente que resultou em naufrágio acorrido, e felizmente sem vítimas fatais, durante a competição.

GetAttachment Em 2009 o trimarã paraibano Acauã capotou no retorno a Paraíba e teve seus três tripulantes resgatados por um navio da Marinha. Em agradecimento e reconhecimento a tripulação resgatada espalhou outdoors em várias capitais do nordeste.     

Tripulação do trimarã Nativo é resgatada no litoral potiguar

Trimarã Nativo

A XXVI Refeno não foi das mais tranquilas. O vento e o mar não estavam muito afeito a acolher a flotilha com o conforto que se espera para uma travessia entre Recife e Fernando de Noronha, mas mesmo assim, até eu escrever esse post, 47 veleiros cruzaram a linha de chegada e a essa hora as tripulações se abraçam em comemoração pela conquista. Sempre digo que o melhor prêmio da Refeno é o prazer e a alegria de ancorar no paraíso de Noronha e observar a natureza em estado bruto brilhando na retina de nossos olhos. Nessa edição nove veleiros tiveram problemas e oito já se encontram na segurança de um porto seguro, porém, o trimarã pernambucano Nativo, que aparece na imagem, com seis tripulantes a bordo, ficou sem comunicação desde a noite do último Sábado, 27/09, enquanto navegava nas imediações de Cabedelo/PB e hoje, 29, a Marinha do Brasil anunciou que um navio de bandeira liberiana resgatou os tripulantes, que todos estão com saúde e que estão sendo levados para Natal/RN.