Arquivo da tag: tieta

Seguindo os rastro de Tieta

MAQ DE CASSIA (5)

Foi natureza eu estou dentro e nunca deixo de me render aos seus encantos. Tá certo que alguns locais já não tem aquele velho charme de paraíso em estado bruto, mas o ar que paira sobre eles ainda nos faz sonhar e deixa a nossa alma entorpecida. É assim que me sinto sempre que vou a Mangue Seco/BA. Lá não encontramos mais os traços brejeiros e perfumados da morenice suada da bela Tieta de Jorge Amado. Caminhando em suas areias ainda somos forçados a sonhar de olhos abertos e acreditar que a bela morena realmente viveu e marcou seus passos na quentura daquelas paragens escaldantes e alvas.

MAQ DE CASSIA (28)  

Se a Tieta existiu de verdade ou saiu da feliz imaginação de um Amado mais criativo e seus personagens maravilhosos, caminhando por Mangue Seco é difícil de avaliar. Nas vielas, becos e praças da pequena vilazinha tudo anuncia sua presença e de seus companheiros do romance apimentado. Está lá a igrejinha, a fonte, a casa, os segredos e a estória contada e decorada por qualquer nativo, independente da idade. Se procurarmos bem, é até capaz de encontrarmos seus herdeiros e afins.

MAQ DE CASSIA (22)

Mas a bela praia de Tieta não é mais a mesma, apesar de conservar um pouco do charme de outros tempos. Foi invadida pela modernidade que insiste em construir o mais dentro possível da água, e para isso, constrói paredões de pedra, cimento e ferro na tentativa vã de enfrentar o mar. Coisa feia de se ver e que atravanca a vida de nativos e visitantes. Nos terrenos que ainda restam a beira mar se encontra de tudo, até carcaças abandonadas de fuscas e brasílias, que emprestaram seus chassis para bugres. Não deveria ser assim, mas é assim que é!

MAQ DE CASSIA (4)MAQ DE CASSIA (15)

Mas apesar da ingerência dos homens, a natureza ainda consegue ditar as regras e se apresentar em seu estado mais belo. Em cada ângulo que se aponte uma câmera fotográfica é fácil tirar de lá imagens maravilhosas e encantadoras.

MAQ DE CASSIA (2)MAQ DE CASSIA (6)

Mangue Seco é um encanto de lugar e navegar entre os rios que banham suas areias e história, refresca a alma de qualquer mortal. Pôr os pés em lugares a esmos como Ilha da Sogra e sua paz latente, nos dá a dimensão do que é o poder da natureza.

MAQ DE CASSIA (64)

A Ilha da Sogra é um imenso banco de areia que a natureza nunca deixa em paz, confundindo para que o homem não entenda seus segredos. Situado em plena Boca da Barra ele muda a cada maré ou a cada estação do ano, determinando por onde os barcos devem ou não adentrar suas águas. Eu mesmo já cai na besteira de demarcar o canal com ajuda do GPS, mas depois de ter a alegria de entrar com o Avoante duas vezes, me vi barrado e impotente diante do meu total desconhecimento dos segredos e mistérios da natureza.

MAQ DE CASSIA (33) MAQ DE CASSIA (68)

Então qual o segredo para navegar nas águas dos rios Real, Piauí, Priapú e conhecer lugares que poucos conhecem?  Contrate os serviços de um bom mestre, como sempre fazemos e dessa vez foi o amigo Piçarro e sua bela canoa Dia Lindo, e embarque de alma livre para receber o melhor que a natureza pode oferecer. Não se deixe levar e nem se apegue os meus comentários desairosos sobre Mangue Seco, pois eles são apenas frutos de meu coração apaixonado pela paz e tranquilidade do modo simples de ver a vida. Pisando nas areias macias e escaldantes e seguindo os rastros feitos pela morena Tieta, tenho certeza que você vai se sentir revigorado e energizado diante desse mundo urbano tão cheio de penúrias.

MAQ DE CASSIA (20)

O Farol de Mangue Seco, oficialmente Farol de Estância, está lá a indicar o rumo para nortear os sonhos. Em minhas navegadas noturnas no trecho de mar entre Sergipe e Bahia eu sempre procuro na escuridão os seus lampejos e nunca deixei de me alegrar por saber que ali tem um mundo onde a natureza riscou seus mais belos traços.

Anúncios

Diário de viagem

Olá amigos, estamos novamente no ar depois de uma breve férias do mundo antenado e conectado. Vou tentar fazer um rápido balanço dessa nossa viagem as terras apimentadas da Bahia e ao paraíso sergipano de Terra Caída.Viagem a Salvador Toa Toa 002 Com essa visão da Praça do Campo Grande, no centro de Salvador, iniciamos nossa pequena estadia na Bahia  onde viemos para compor a tripulação do veleiro Toa Toa, um trinidad 37 que levaremos até Recife e de lá faremos a regata Recife – Fernando de Noronha 2010. Salvador continua muito bonita, alegre, colorida e com aquele eterno jeito baiano de ser. Eita terra porreta!Viagem a Salvador Toa Toa 022 Visitamos o Iate Clube da Bahia e ficamos surpresos com a estrutura física de um clube bem organizado e com a Diretoria de Vela funcionando a todo pano, inclusive com uma excelente escolinha de vela. Viagem a Salvador Toa Toa 005 Como estávamos no Campo Grande, na casa do amigo Marcelo Flôr, fizemos uma boa caminhada até o ICB que fica na ladeira da Barra. Uma excelente caminhada com uma vista de cartão postal. Na volta entramos para conhecer o Museu de Arte da Bahia localizado no Corredor da Vitória. Viagem a Salvador Toa Toa 026 O museu é fantástico e vale a pena ser visitado. Conta toda da história das artes na Bahia, inclusive a do seu maior incentivador o mestre José Valadares. Essa é a vantagem de se andar a pé nas cidades, somos despertados para lugares que na maioria das vezes passam despercebidos apesar da beleza e de toda sua história. Valeu ter conhecido o MAB, como valeu ter feito essa boa caminhada!Terra Caída 001 Depois de um dia em Salvador, passeando a toa e sem compromissos, pegamos um ônibus e tomamos a estrada até o pequeno distrito de Terra Caída, no município sergipano de Indiaroba. Terra Caída é um pequeno pedaço de paraíso muito próximo das dunas brancas de Mangue Seco, onde a morena Tieta, saída dos livros de Jorge Amado, encantava e embalava corações. Terra Caída 023 Sobre essa pequena e bela cidadezinha sergipana, vou deixar vocês com um pouco mais de curiosidade, pois o lugar é muito bonito.