Arquivo da tag: salame de polvo

Na Bahia não tem somente caruru, vatapá e acarajé

Foto0059

É mesmo, deram um boa garfada nessa delícia de Salame de Polvo antes de bater a foto. Isso mesmo, Salame de Polvo. Mas vai ter quem se lembre que certo dia já postei aqui falando sobre ele, click AQUI e veja. Porém, nunca é demais falar das comidinha gostosas que degustamos nos botecos dessa vida tão boa. Adoramos conhecer novidades gastronômicas nos lugares em que passamos e por conta disso já pagamos muitos micos, mas nem por isso deixamos de seguir a intuição e na grande maioria das vezes saímos satisfeitos. 

Foto0062

Pois bem, essa iguaria a gente encontra na Cantina do Jullius, que fica localizado em uma das ruas que cercam o Largo de Roma, na Cidade Baixa da capital baiana. Não faz pouco tempo que estivemos lá, mas também não faz tanto tempo assim para ter deixado a foto com cara de antigamente, foi apenas para tirar onda. Estivemos lá no começo do ano, logo que voltamos a Bahia, acompanhados dos amigos Márcia Machado, Vera, Davi Hermida, Kalina Palma e Nelsinho, meu filho e o gordo mais fofo do mundo. Sim, mas por que somente agora estou fazendo essa postagem? É que as imagens estavam perdidas em algum cantinho isolado do meu computador e somente agora consegui resgatar.

Foto0053Foto0054Foto0058Foto0060O Boteco do Jullius é mesmo um lugarzinho bem original e vale a pena meter os pés pelas mãos, acionar o GPS do carro e sair em busca dos sabores da casa que são muitos. Só mais um detalhe: Se for até lá não esqueça de nos convidar.

Anúncios

O Salame de Polvo

salame de polvo (1)salame de polvo (4)salame de polvo (6)

Os sabores do mundo são diversos, mas tem alguns que mexem com a nossa curiosidade. Tempos atrás vimos no blog do Maracatu um post sobre um delicioso salame de polvo servido num boteco próximo ao Largo de Roma na cidade de Salvador/BA. No ano passado marcamos uma ida ao local, mas no dia programado recebemos a triste notícia que um incêndio, durante a madrugada, havia destruído tudo. Ficamos com o gosto de polvo queimado na boca, mas  certos que o proprietário iria reconstruir tudo e um dia provaríamos da iguaria. Esse ano, depois de atracar o veleiro Malaika na marina Angra dos Veleiro, ligamos para os amigos Vera e Davi Hermida para saber por onde eles andavam e agradecer ao Davi a liberação da vaga na marina. Eles falaram que estavam na Cantina do Julius se deliciando com o tal salame de polvo que há muito estávamos desejando. Amanda, minha filha, e Diego, meu genro, vieram nos pegar para jantar e não contamos conversa: Levamos eles para conhecer e saborear o Salame de Polvo. O prato é inigualável, super delicioso e imperdível. O dono da Cantina do Julius, que se chama Carlinhos, é uma figura impar e recebe os frequentadores com muita alegria e um bom papo. Só uma dica: Mesmo que você não goste de polvo a ida a Cantina do Julius e recomendada, pois o cardápio é bem variado e a cerveja é estupidamente gelada. Amanda que chegou dizendo não gostar de polvo, descobriu que gostava e ainda fez pose ao meu lado para mostrar que é tão linda quanto o Pai.