Arquivo da tag: regata fernando de noronha/natal

Atento, atento flotilha da Refeno!

A flotilha da XXVI Refeno navegou sobre o mar de calibre moderado o que deixou algumas cicatrizes difíceis de serem apagadas entre os participantes, mas hoje, 01/10, é dia de comemorar na grande festa que será montada no Porto de Santo Antônio em que serão premiado os vencedores. A partir de amanhã, 02, uma parte da flotilha dará início ao caminho de volta em direção aos seus portos de origem e outros devem estender a permanência em Fernando de Noronha até o Sábado, 04,  se agregando a Regata Fernando de Noronha/Natal – Fenat. Olhando atentamente para as previsões meteorológicas talvez o retorno ao continente participando da Fenat seja a opção mais em conta.  As previsões até Natal/RN, 200 milhas náuticas distante de Fernando de Noronha, indicam mar de almirante e ventos que devem fazer a alegria de todos, mas isso até o Domingo, 05. A partir dessa data a costa nordestina deve passar por uma sacudida geral e os satélites indicam uma grande frente empurrando ondas de 3 a 4 metros de altura e ventos do quadrante SSE de força 20 nós. Para os que desejam seguir o rumo Sul a coisa deve ser bem pesada. É bom ficar de olho no tempo, pois previsão é previsão! Fonte de imagem e comentário, Cptec/Inpe.      

Anúncios

Mais uma tartaruga para o Avoante

IMG_0475IMG_0474

Não preciso dizer que o Avoante, hoje em dia, é um barco lento. Digo hoje em dia, porque em outros tempos ele já foi metido a regateiro e até fez bonito nos pódios dos circuitos em que participou. Mas ai já se vão vários anos no costado e agora ele nos serve muito confortavelmente de “casa”. Temos um amigo que diz que ele é o segundo barco mais lento do Brasil. Será? Se é o segundo eu não sei, mas que ele já ganhou três Tartarugas Marinha isso é uma verdade verdadeira. A primeira foi na Refeno de 2008, a segunda foi na Fenat do mesmo ano e a terceira foi na Fenat deste 2012, em que chegamos novamente em penúltimo lugar e cheios de alegrias. O Avoante no pódio sempre é uma festa, pois Lucia não deixa barato esses momentos. Esse ano ela distribuiu vários apitos entre os amigos e quando anunciaram o troféu Tartaruga Marinha, foi um verdadeiro apitaço nas varandas do Iate Clube do Natal. Se o barulho incomodou eu não sei, mas foi muito bom receber mais uma vez o troféu de penúltimo lugar e receber todo o carinho dos amigos.

Chegamos em Natal

IMG_0414IMG_0432

Para quem nos acompanhou pelo sinal do SPOT já sabe que estamos de volta a Natal, onde chegamos depois de 41 horas navegando em um mar de fazer inveja a qualquer roteirista de filme tenebroso. Eita marzinho danado! Graças a Deus não tivemos maiores problemas, a não ser tentar domar o Avoante em meio a festa de arromba promovida por Éolo e Netuno, o nosso barquinho se comportou muito bem, mas o piloto automático entrou em desespero e congelou os sentidos no rumo 258 graus. Coisas da eletrônica! Alguns companheiros tiveram problemas maiores, mas no fim, tudo terminou bem e numa deliciosa ceia nas varandas do Iate Clube do Natal na noite da Segunda-Feira, 22/10, onde todos os problemas da velejada foram comentados e repassados em clima de muita alegria e descontração. Como é bom velejar sobre a sombra de um bom palhoção! A partir de agora espero tomar jeito para começar a contar tudo o que prometi contar sobre essa velejada de 660 milhas entre Natal/Recife/Fernando de Noronha/Natal.

Os dias que se seguem as regatas

costela gaucha (2)costela gaucha (14)costela gaucha (25)costela gaucha (26)costela gaucha (27)costela gaucha (30)costela gaucha (32)noite baiana (1)noite baiana (3)noite baiana (4)noite baiana (6)noite baiana (8)noite baiana (11)

As regatas Fernando de Noronha/Natal e Circuito de Vela do Rio Grande do Norte 2011 passaram, mas deixaram nos seus rastros uma sequência de comemorações e um rigoroso regime de engorda para os tripulantes que ainda se encontram em Natal. Os velozes competidores já tomaram o rumo de casa, mas a turma de cruzeiristas, e aqueles que não tem tanta pressa assim de irem embora, não perdem tempo e não deixam que os dias passem em branco. E tome festa e tome mais peso na balança! Foi assim que na última Quarta-Feira, 12/10, e Quinta-Feira,13/10, a turma se reuniu e mandou ver. Na Quarta foi a vez de uma Costela, no melhor estilo gaúcho, promovido pelo velejador José Zanella, que está a bordo do veleiro Amazonas.  A Quinta a noite foi com a benção de todos os Santos que protegem a Bahia do Senhor do Bonfim, com uma mesa de Vatapá, Caruru e Xinxim de Galinha  produzido pela velejadora baiana arretada Catarina, esposa do comandante Hugo Vidal, veleiro Maruja. As fotos acima servem para duas coisas: Para não me deixar mentir e para deixar você com um gostinho na boca.   

Uma noite especial no veleiro Amazonas

IMG_0042jantar no amazonas (5)jantar no amazonas (7)jantar no amazonas (10)jantar no amazonas (17)jantar no amazonas (19)jantar no amazonas (22)jantar no amazonas (27)jantar no amazonas (28)jantar no amazonas (30)jantar no amazonas (33)jantar no amazonas (35)

A regata Fernando de Noronha/Natal é uma festa das mais animadas. Mantendo a tradição do povo potiguar de receber o visitante com incomparável calor humano e alegria, a semana que sucede a chegada é de confraternizações todo santo dia. Pense numa luta desigual!  Ontem, Quinta-Feira 07/10, o comandante Eduardo Zanella, do veleiro visitante Amazonas, recebeu a bordo o Capitão do Portos do Rio Grande do Norte, Capitão de Fragata Alan Kardec, e alguns amigos. O proprietário do belo Amazonas, comandante Claudio Fischer, não estava a bordo por motivo de viagem, mas deve ter ficado feliz, pois foi homenageado pelo Comandante Alan Kardec com uma estatueta de um Velho Marinheiro, que enriquece ainda mais a bela decoração da embarcação. Lucia preparou um delicioso Polvo a moda Avoante para a entrada e dividiu com Eduardo Zanella a assinatura do jantar a base de massas, que teve ainda duas saladas especiais preparada pela velejadora Catarina, veleiro Maruja. Se você quizer saber mais sobre o veleiro Amazonas clique AQUI e veja um vídeo com apresentação do comandante Claudio Fischer. Só mais um detalhe: O Polvo a moda Avoante estava uma delícia. A receita? Depois eu conto. 

Café da Segunda-Feira abre o circuito de vela potiguar

IMG_0056IMG_0057IMG_0058IMG_0059IMG_0061IMG_0063IMG_0064IMG_0065IMG_0066IMG_0067IMG_0068IMG_0070IMG_0072


O tradicional Café da Segunda-Feira a noite, que reúne velejadores e agregados nas varandas do Iate Clube do Natal, ontem teve uma edição toda especial com a presença dos velejadores participantes da regata Fernando de Noronha/Natal. O café da Segunda-Feira é democrático e participativo, onde cada um leva uma guloseima. Mas ontem, abrindo a semana que antecede o Circuito Norteriograndense de Vela 2011 e para receber com o famoso calor humano potiguar as tripulações visitantes, o evento foi uma promoção especial da Comodoria. Além do comodoro Alberto Serejo, estavam presentes o Capitão dos Portos do Rio Grande do Norte comandante Alan Kardec, o diretor de vela Ricardo Barbosa e o diretor social Sebastião Fernandes. A descontração da noite foi ainda maior com o anuncio oficial dos vencedores da Fenat 2011, cuja premiação será dia 09, Domingo. 

Ave Rara indo e voltando na frente

O trimarã pernambucano Ave Rara, comandado por Gustavo Pacheco, ganhou mais uma. Ele que havia ganho o Fita Azul da Refeno 2011, que terminou na semana passada, agora colocou mais uma no alto do mastro ao participar da regata Fernando de Noronha/Natal – Fenat. O Ave Rara foi seguido de perto pelo veleiro gaúcho Congere o segundo barco a chegar a Natal. O resultado oficial da regata ainda não foi divulgado pela direção de prova. A premiação será entregue dia 09 de Setembro, Domingo, marcado assim o encerramento do Circuito Norte Riograndense de Vela Oceânica 2011.