Arquivo da tag: poder naval

Tradições Navais

cf242da2-560c-44eb-91e5-f1c5b1988d63

‘ROSCA FINA’, ‘VOGA LARGA’, E ‘VOGA PICADA’

Na gíria maruja, muitas expressões externam o universal bom humor ou espirituosidade que caracterizam os homens do mar. As expressões “rosca fina”, “voga picada” e “voga larga” são alguns exemplos:

“Rosca fina” (ou ainda “voga picada”) denomina o superior, Oficial ou Praça, que é exigente na observância das normas e regulamentos, bem como na execução das fainas e tarefas, por si e pelos subordinados. O antônimo é o “voga larga”.

A origem do primeiro está no “aperto”, na “pressão” impressa pelo chefe, comparada pelo marinheiro a do parafuso com rosca fina – que “aperta mais”. A segunda vem de “voga”, que é a velocidade da remada ditada pelo patrão aos remadores em uma embarcação a remos. Pode ser uma “voga picada” (regime de velocidade maior, portanto mais exaustivo para os remadores) ou “voga larga” (velocidade amena, mais calma, mais tranquila).

Fonte: Marinha do Brasil

Anúncios

Tradições navais

10 Outubro (182)

CORDA E CABO

Diz-se que na Marinha não há corda. Tudo é cabo. Cabos grossos e cabos finos, cabos fixos e cabos de laborar…, mas tudo é cabo.

Existem porém, duas exceções:
– a corda do sino e
– a dos relógios

Fonte: site mar.mil.br