Arquivo da tag: mestre saveirista

Apologia ao povo do mar

20160629_232427A Bahia não seria Bahia se não tivesse existido Jorge Amado e Dorival Caymmi, dois monstros sagrados que elevaram a terra do Senhor do Bonfim ao patamar de um mundo sem igual, um mundo em que história, causos e costumes passeiam de mãos dadas entre lendas e verdades ficando difícil saber onde começa um e termina o outro. Amado fez, faz e fará gerações se encantarem com as páginas de livros que criam vida sem que se precise nenhum esforço do leitor. Caymmi segue na mesma toada do escritor, só que em músicas e letras que nem precisam ser cantadas para gerar emoção e prazer aos ouvidos alheios. As canções de Dorival Caymmi é um bálsamo para a alma de um navegante, até mesmo quando ele canta em câmera lenta “…É doce morrer no mar…”. “É doce morrer no mar” enfronha, acoberta, emociona, apimenta e dá vida ao romance entre Lívia e Guma, personagens de uma das mais maravilhosas obras sobre tinos e desatinos dos grandes mestres saveiristas. O cais do mercado, o chão de barro, o barraco, a lama, a cachaça, as mulheres, as damas, as vendedoras do corpo, as saciadoras da alegria, a tristeza, a algazarra, a música, os ventos, as tempestades, o medo, a traição, os sonhos, os vivedores do cais, os espertalhões, o choro, a certeza, Iemanjá, Janaína, a desgraça, a glória, o frio, a incerteza e novamente o medo, o medo da morte, o medo que a tudo corrói e a tudo transforma. O medo do mar. Não existe navegante que não tema o mar, que não tema Iemanjá, que não tema os ventos, as tempestades, as ondas, a ira da deusa de cabelos longos e de beleza sem igual. O medo de Guma diante da traição e da fraqueza dos seus desejos. O amor de Lívia para o seu homem. Lívia, uma mulher com a força de Iemanjá. O mar de Iemanjá como cenário sagrado e reino das verdades e segredos dos navegantes. O mar dos saveiros e seus mestres. O mar, palco de romances, aventuras, sorte, gozo, riqueza, vitórias e infortúnios. O mar da Bahia, de todos os Santos e magia. Mar Morto, um tratado brilhante, de um escritor brilhante, sobre um mundo desconhecido e guardião de segredos. Obrigado Jorge Amado por ter escrito Mar Morto!     

Anúncios

Aproveite o mar da Bahia em grande estilo

1 janeiro (80)

Essa pintura em uma das paredes do Mercado Central de Itaparica dá uma dimensão da beleza e grandeza da Baía de Todos os Santos, envolvida no manto de um sincretismo religioso que transita faceiro entre igrejas, santos, orixás, oferendas e dogmas das mais diversas religiões. Navegar nesse imenso mar de águas tranquilas que banha a capital baiana e as várias cidades do Recôncavo Baiano, é uma alegria e também a oportunidade de estar trançando rotas pelos arquivos da história do nosso País.

2 fevereiro (150)  

Eu até acho que sou suspeito de falar sobre essas águas tão apetitosas de navegar e que encantam velejadores do mundo inteiro, pois sou mesmo um apaixonado pelo mar da Bahia. Navego na Baía de Todos os Santos procurando detalhes intocados, segredos não revelados, dicas que apenas alguns sabem repassar e observando atentamente as manha e manias dos mestres saveiristas. Apreciar o navegar suave de um velho e bom Saveiro é um momento único.

6 Junho  (274)

Sem mais delongas e sem enveredar nas minhas enfadonhas loas sobre o mar da Bahia, escrevo esse post com o intuito de informar sobre algumas datas que podem ser aproveitadas nas programações dos velejadores e também para quem tem intenção de fazer algum charter. Na Bahia, e principalmente na Baía de Todos os Santos, temos a felicidade de sair para velejar em qualquer condição de vento e mar, não precisa ser exatamente no verão e nem em períodos de Carnaval, Semana Santa ou mesmo na famosa regata Aratu/Maragogipe, que esse ano acontecerá dia 24 de Agosto. Aqui todo dia tem mar.

6 Junho  (321)

Com essa minha mania de saber um pouquinho mais e aproveitar ao máximo as conversas com os amigos do mar, mais ouvindo do que falando, foi que recebi do amigo Davi Hermida, veleiro Guma, as seguintes indicações de datas festivas no mês de Agosto e que merecem ser conferidas:

. 05/08 – Festa de Nossa Senhora das Neves, na Ilha de Maré/Botelho
. 10/08 –  Festa de São Lourenço, na Praça da Quitanda em Itaparica.
. 15/08 – Festa da Boa Morte, em Cachoeira
. 20/08 – Festa de São Roque, em Conceição de Salinas
. 24/08 – Lavagem para a Festa de São Bartolomeu e Regata Aratu/Maragogipe, em Maragojipe
. 27/08 – Festa de São Bartolomeu, com bandas de músicas e filarmônicas, em Maragogipe

6 Junho  (320)

Bem, na Bahia tem muito mais há ser aproveitado pelos navegadores e por quem tem o mar como paixão. Venha e descubra você também!