Arquivo da tag: mergulho

Mergulhadores resgatados na Flórida

Mar-Mergulhadores-Resgate-696x392Dia 24 de maio sete mergulhares, na Flórida/EUA, foram pegos por uma correnteza e arrastados para distante da embarcação que os dava apoio. Dois foram encontrados pela equipe do barco, porém, cinco deles ficaram a deriva e somente foram resgatados com ajuda de equipes de resgate, isso porque se utilizaram dos sinalizadores, conhecidos como salsichão de mergulho e foram facilmente avistados. Aí fico pensando numa conversa que tive com um amigo que gosta de se aventurar pelas maravilhas do fundo do mar. Na ocasião observávamos uma garrafa avermelhada se movimentando sobre o mar e perguntei se seria um mergulhador. Ele disse que sim, mas falou também que aquilo era uma besteira e que não tinha necessidade num lugar daquele  com pouquíssimo movimento de embarcação. Olhei para ele incrédulo diante daquela resposta e para não entrar em polêmica, preferi abrir mais uma cerveja e mudar de assunto. Fonte: Brasil Mergulho  

Anúncios

Tubarão pede ajuda a mergulhador

tubarao-cayman-beach-resortPode ser que alguém diga que é história de mergulhador, mas já que foi contada, vamos repassar. As caribenhas ilhas Cayman, com seus belos recifes naturais, é um dos muitos paraísos do mergulho recreativo no mundo e foi em suas água que um instrutor de mergulho se espantou quando um tubarão-lixa se aproximou e se posicionou ao lado dele com uma faca cravada na cabeça, como se pedisse ajuda. Depois que a faca foi retirada, o tubarão saiu todo faceiro e no mínimo para avisar aos seus colegas que não mexessem com aquela alma boa. Nas ilhas Cayman, território ultramarino britânico, desde de 2005 é proibida a pesca de tubarões e a pena para quem for flagrado é de 500 mil dólares ou quatro anos de detenção. Fonte: veja.online 

Acidente no mar de Pernambuco

20150914091954_--_busca_mergulhador_gcop

A Capitania dos Portos de Pernambuco prossegui na manhã desta segunda-feira as buscas a um mergulhador que havia desapareceu no domingo, 13, próximo ao Marco Zero. O vítima foi encontrada nas primeiras hora da manhã a 23 metros de profundidade e a 50 metros do local onde havia desaparecido durante um mergulho recreativo com um grupo de turistas. O mergulhador técnico Edísio Oliveira da Rocha era sócio da empresa de mergulho Aquáticos, operadora do catamarã Galileo. Veja matéria completa nos portais G1 e Diário de Pernambuco.

O Mara Hope e o mar do Mucuripe

IMG_0177

Quem chegava pela primeira vez a cidade de Fortaleza/CE navegando e aproava o Hotel Marina Park, onde se localiza a marina, ficava intrigado com a carcaça enferrujada de um navio sobre um enorme banco de areia, mas não tinha como o navegante fugir daquela visão fantasmagórica, porque o navio serve de excelente balizamento para a entrada da marina, além de que, pontua com exatidão o banco de areia. O casco, ou o que sobrou dele, é do navio Mara Hope, um gigante petroleiro que em 1985 escolheu as terras de Iracema, a virgem dos lábios de mel, para seu descanso eterno. A história do petroleiro é bem carregada e nos leva a navegar pelos manuais das superstições que habitam os oceanos e o coração de velhos e novos marinheiros. Construído em 1967 na Espanha, foi batizado inicialmente como Juan de Austria. Em 1979 foi rebatizado como Asian Glory e somente em 1983 passou a se chamar Mara Hope. E foi justamente em 1983 que o gigante dos mares pegou fogo quando estava ancorado em Port Neches, Texas, e como consequência, os moradores das imediações do porte tiveram que ser evacuados, porque corria risco de explosão. Eh! Existe uma velha superstição marinheira que não se muda nome de uma embarcação. Será verdade? E como danado o navio veio parar no Ceará? Vamos lá: Em 1985 o chamuscado petroleiro estava sendo rebocado para o desmanche numa praia qualquer asiática, quando o rebocador Sucess II – contratado para a operação – sofreu avarias na costa do Brasil e foi dar no litoral do Ceará. Sem sucesso na empreitada o Sucess II foi encaminhado para o estaleiro e o Mara Hope ficou ancorado ao largo, quando uma forte tempestade rompeu suas amarras e o navio derivou para cima do banco de areia, que ficava em frente ao estaleiro onde estava o rebocador avariado, e de lá não saiu mais.  

image

Isso foi há trinta anos e de lá para cá, o casco faz a vez de ponto turístico na capital alencarina e diariamente várias empresas oferecem passeios até próximo ao naufrágio e grupos de mergulhadores fazem a festa em meio aos corais que se formaram sobre as ferragens submersas. Na semana passada um grupo de artistas fez um mutirão para colorir as ferragens do que restou do navio, criando uma nova cena para o turismo local. Se ficou bonito eu não sei, pois não vi as fotos da obra terminada, mas achei uma ideia muito criativa e que serve de inspiração para outras embarcações que estejam nas mesmas condições. Agora fica aqui um aviso aos navegantes: O Mara Hope não é mais um pedaço de navio enferrujado e fiquem atento ao colorido. Fontes: G1 Ceará; blog Mar do Ceará; Wikipedia

A fera!

tubarao_gigante_dcb491aa96a827706bddc2bce3c82a21_7-197x250 Acho que ninguém tem dúvidas que os tubarões fazem parte do seleto grupo dos animais mais temíveis do mundo. No Brasil a cidade de Recife/PE, nos últimos anos, ganhou destaque pelos ataques da fera dos mares a surfistas e banhistas mais desavisados ou simplesmente afoitos. O mar que banha a capital pernambucana é sim infestado de tubarões, mas nem tudo é como dizem, segundo diz o mergulhador e documentarista Lawrence Wahba nas páginas do jornal potiguar Jornal de Hoje. Wahba tenta desmistificar a fera, faz denúncias com muita propriedade e diz o motivo de outros estados nordestinos não sofrerem com o problema. Leia a matéria completa assinado pelo repórter Wagner Guerra acessando a página do Jornal de Hoje.

Mergulho em Recife acaba em resgate

O barco ‘Van Gogh‘, da empresa ScubaRec, que levava turistas e integrantes da empresa Aquáticos a um mergulho em alto mar, em Recife, teve parte de seu interior invadido por água, na manhã desta sexta-feira (03), e teve que ser abandonado pelos embarcados. O corpo de bombeiros foi acionado para resgatar os tripulantes e o barco teve de ser rebocado.

De acordo com um representante da ScubaRec, Luiz Caballero, todos os envolvidos já estão em terra firme, passam bem e as causas do incidente ainda serão apuradas. “Fizemos manutenção no barco há 15 dias e estava tudo certo com ele. Vamos verificar o que aconteceu”, declarou.

O local onde o incidente foi registrado fica a três milhas náuticas da costa recifense, o equivalente a 5,5km de distância. Uma equipe do Corpo de Bombeiros, um helicóptero da Policia Militar e uma lancha do Cabanga Iate Clube foram mobilizados para realizar o resgate. Fonte: Diário de Pernambuco

MERGULHO EM NATAL

Nem só de velas e velejadas vivem os amantes do mar, existem várias tribos e muitas maneiras de viver e apreciar a vida náutica. Pescando, esquiando, velejando de kitsurf, wind, motonáutica, remando, nadando ou simplesmente se deliciando num gostoso banho de mar. Tem aqueles que pretendem ir mais fundo nesse fascinante amor pelo mar e resolvem mergulhar e ver um mundo realmente diferente, mágico e fantástico que somente o fundo do mar pode proporcionar. O mar que banha o Rio Grande do Norte é uma boa opção para os praticantes do mergulho contemplativo. Em Natal a empresa Mar e Sub, do comandante Afonso, é uma boa referencia para os que desejam ver o fundo do mar dessa bela cidade dos Reis Magos. A empreesa atua no Iate Clube do Natal é tem saídas diárias, como também cursos para todos os níveis de mergulho. Se você esta em Natal ou pretende ir para passear e mergulhar entre em contato com a Mar e Sub pelos telefones 84 3091-3128 / 9982-8312.