Arquivo da tag: litoral potiguar

Serenata do Pescador – Ode a uma linda praiera

Serenata do Pescador, ou simplesmente Praeira, e uma poesia de Othoniel Menezes com letra de Eduardo Medeiros, e que aqui está imortalizada na voz melodiosa do cantor potiguar Fernando Tovar. Cresci ouvindo essa maravilha poética sendo entoada nas varandas da casa de praia do Dr. Bianor Medeiros, grande amigo do meu Pai, e sempre fui envolvido pela emoção. A velha Praia da Redinha já se foi de mãos dadas com os bons tempos de outrora, para não sofrer nas garras de uma modernidade enraivecida. Restaram as lembranças de uma época e a poesia desnuda e apaixonada para uma linda Praeira.

Anúncios

Horas de escuridão

3 Março (289)

Deixe ser, deixe ser
deixe ser, deixe ser
Haverá uma resposta
Deixe ser

(John Lennon / Paul McCartney)

Ontem, 02/04, perdi um amigo. Como é duro falar dessas coisas. Mas ontem perdi um amigo que me foi apresentado pelo mar, justamente o mesmo mar que o levou. Ainda guardo eco das suas palavras para comigo: Foi há pouco mais de quatro meses quando ele me ligou querendo saber sobre balsa, SSB, Epirb, telefone via satélite e também para dizer que estava programando nos fazer uma visita para navegarmos pela Baía de Todos os Santos. Dizia ele que viria acompanhado do seu Pai, seu maior parceiro e amigão do peito. Falou ainda que um dia iria comprar um veleiro para conhecer o mundo. Ele sempre me dizia que invejava minha escolha de vida. Eu apenas ria e acatava todas as suas palavras com muito carinho. Ele foi uma das pessoas mais atenciosas que conheci. Alcimar Pezolito, 45 anos, conhecido por todos como Alemão, um homem apaixonado pelo mar e pelas pescarias. Quantas vezes fomos vizinhos? Não sei precisar, mas sei que adorávamos quando dividíamos o píer do Iate Clube do Natal, ele a bordo da lancha Miss Mares 38, eu e Lucia a bordo do Avoante. Éramos os únicos “moradores” do Clube, ficávamos sozinhos a noite na companhia dos vigilantes e quando Alemão, que residia em São Paulo, ia a Natal para reafirmar sua paixão pela pesca de oceano, era uma alegria. Calado, extremamente educado, responsável, fala mansa, sempre pronto a ouvir, atencioso, carismático. Apaixonado pela vida, pela família e pelo mar. Alemão. Meu amigo Alemão! Hoje, 03/04, fui despertado pelo toque do telefone e num lampejo de não sei o que, disse a Lucia: Eu não vou atender! Ela, que estava arrumando a cabine de proa, respondeu: Mas amor, o telefone está ao seu lado!

IMG-20150403-WA0016Às 18 horas do dia 02 de Abril de 2015, uma lancha bateu nas pedras do molhe da Boca da Barra de Natal com seis tripulantes. Quatro pessoas foram resgatadas e duas perderam a vida. Era uma pescaria em família, porque na embarcação Miss Mares 38 estavam um Pai, uma Mãe, um Filho, um Neto, um Marinheiro e um Amigo. As causas da tragédia não me interessam e nem me permito julgar. Alemão era o Filho, a outra vítima era a Mãe. Dona Iracema, 75 anos. Terá mesmo respostas?      

Preguiçando num paraíso

IMG_0192

Férias é assim mesmo, com muita sombra e água fresca. Mas na verdade não estamos de férias e bem que poderíamos chamar assim nossa vinda a Natal/RN para abraçar a família, rever os amigos da tribo potiguar e escarafunchar o corpo nos exames médicos que fazemos anualmente, pois assim diz a boa prática para quem quer viver em paz e despreocupado diante do mar. Essa vista de sonho, cercada pelo verde da natureza, é do cantinho que adotei nessa manhã de Sexta-Feira, 23/01, na casa dos amigos Mário e Cipriana Pinheiro, na praia de Barra de Tabatinga/RN, para atualizar o blog que vem navegando bem devagar nos últimos dias. Pois é, da uma moleza!     

Iate Clube Barra do Cunhaú

IMG_0117

Foi uma bela festa a comemoração da posse do comandante Érico Amorim que assume o timão do Iate Clube Barra do Cunhaú nesse Sábado, 17/01. Infelizmente não chegamos a tempo para assistir a barqueata que coloriu as águas do velho rio Cunhaú e que deu vivas aos novos ventos que prometem agitar os mares do belo recanto potiguar que é a praia de Barra do Cunhaú. Érico que posa na foto com Lucia e o velejador Hélio Milito, depois da velejada de boas vindas ao novo comodoro, recebeu os convidados com um grande churrasco, cerveja gelada, cachaça da melhor qualidade e suculentos cajus. Nós que resolvemos tirar férias de 10 dias do Avoante e voltamos a Natal para abraçar a família e os amigos, não poderíamos deixar de prestigiar o evento e abraçar esse grande amigo. Deixo vocês com algumas imagens da festa:

Iate Clube Barra do Cunhaú tem novo comodoro

iate clube barra do cunhau . A Praia de Barra do Cunhaú, uma das mais belas praias do litoral sul do Rio Grande do Norte, estará em festa no próximo Sábado, 17/01, com a posse do novo comodoro do Iate Clube Barra do Cunhaú, o comandante Érico Amorim das Virgens.

erico e izabelÉrico, que aparece na foto de camisa listada ao lado da velejadora solitária Izabel Pimentel, que recentemente encerrou uma volta ao mundo, da esposa Renata e do velejador cearense Raul Carneiro, é sócio número um, fundador do clube nos idos anos 80 e hoje mora na Barra. O novo comodoro, que não teve como recusar o convite dos seus inúmeros amigos e vai substituir o comodoro Neto Melo, promete refazer a navegação e recolocar o clube no rumo da vela. Com o seu retorno ao timão poderemos esperar a volta da famosa regata Dr. Getúlio Sales, que outrora triunfou entre as melhores do calendário náutico potiguar, e muitos outro eventos envolvendo a vela. A posse do novo comodoro será comemorada com um grande churrasco regado com muita cerveja gelada. Desejamos bons ventos e mares tranquilos ao comandante Érico.           

Barra do Cunhaú. Essa tem história!

IMG_0115IMG_0119IMG_0134IMG_0137

Não é somente de viagens pelos caminhos que cruzam oceanos que vive um velejado de cruzeiro, sempre sobra tempo para embarcar em um carro, ou ônibus, para desnudar os segredos das estradas que serpenteiam os campos e interligam cidades, pois a vida de um viajante somente se completa quando este consegue deixar o mundo um pouco menor do que realmente é. Nos últimos meses fizemos muitas viagens de carro entre Salvador/BA e Natal/RN e continuamos fazendo. Foram viagens com o intuito de matar saudades, cumprir compromissos e muitas delas sem nenhum motivo aparente, mas apenas pelo prazer de viajar. Hoje, 17/02, estamos novamente em Natal e por um motivo nobre: Assistir o casamento de um grande amigo. Aproveitando mais um retorno terrestre a capital potiguar, fui cumprir uma promessa antiga com minha Mãe e Tia Cecilia, de levá-las para conhecer uma das mais belas praias do litoral do Estado do Sal e do Sol: A poética Barra do Cunhaú. A Barra, como é carinhosamente chamada pelos nativos e veranistas, é bela por natureza e está encravada nas terras do município de Canguaretama, distante 80 quilômetros de Natal. Acariciada por um lado pelas águas do Rio Cunhaú e do outro pelas águas do Oceano Atlântico, a região é altiva em sua rica história que tem entre suas páginas o trágico massacre conhecido como Martírio do Cunhaú. O massacre aconteceu no Engenho Cunhaú em 16 de Julho de 1645, quando o enviado do Conde Maurício de Nassau, o cruel Jacob Rabbi, ordenou que os índios Tapuias e Potiguares, por ele liderados, invadissem a capela e assassinassem cruelmente o Padre André de Soveral e mais 70 fieis que assistiam a missa dominical. Apenas três pessoas conseguiram escapar da fúria de Jacob e seus asseclas indígenas. A matança dos católicos não se deu precisamente na Barra do Cunhaú, mas na comunidade hoje conhecida como Vila Flor, que anualmente homenageia os Mártires. A Barra do Cunhaú tem sim muita história escorrendo em suas águas e sempre que tenho o prazer de retornar a região, vou de alma aberta para saber um pouco mais sobre o passado. Ah, já ia esquecendo: O acesso pelo mar é um pouco difícil, mas com um pouco de conhecimento e com apoio de pescadores nativos e perfeitamente adentrável. Lá o navegante vai encontrar também, além do tradicional friviado, que é uma especie de tapioca, o apoio do Iate Clube Barra do Cunhaú. 

A nossa virada de ano

ENXU QUEIMADO (80)

A nossa virada de ano não teve o tão badalado pipocar da queima de fogos, mas teve uma bela fogueira a beira mar. Não teve os bem produzidos e caros shows de artistas renomados e nem dos não tão renomados assim, mas teve uma pequena banda local que animou e fez todo mundo dançar a beira mar. Não teve um incrementado cardápio assinado por um grande chef, mas teve uma grande churrasqueira abastecida com um boi, um porco, um carneiro e duas paneladas, tudo servido em uma grande mesa, cercada por belas e coloridas jangadas de pesca.

ENXU QUEIMADO (85)ENXU QUEIMADO (101)ENXU QUEIMADO (109)

Lá teve crianças felizes e descontraídas rolando na areia, festejando a vida e sem nem saber ao certo em que ano estávamos. Viva 2014! Viva! Mas cadê os sofisticados aparelhinhos de bruxarias e seus aplicativos voláteis? Teve não! E as crianças estavam felizes mesmo assim? Sem resposta.

ENXU QUEIMADO (74)ENXU QUEIMADO (83)ENXU QUEIMADO (87)ENXU QUEIMADO (89)ENXU QUEIMADO (92)ENXU QUEIMADO (97)ENXU QUEIMADO (111)ENXU QUEIMADO (121)ENXU QUEIMADO (125)ENXU QUEIMADO (129)ENXU QUEIMADO (132)ENXU QUEIMADO (142)ENXU QUEIMADO (147)ENXU QUEIMADO (151)ENXU QUEIMADO (156)

Foi assim que viramos a página de 2013 e entramos de cabeça nesse 2014 que já caminha serelepe pela história. Foi para viver mais uma vez a vidinha mansa e arretada da Praia de Enxu Queimado/RN, cercado de amigos tão especiais, que nos afastamos mais de 1.400 quilômetros do nosso Avoante, mas com a esperança de renovar os nossos sonhos e conquistas. Foi nessa Enxu tão nativa e pesqueira que aprendi a viver o mar na sua essência mais verdadeira. Foi nessa praia que tanto quero bem, caminhando sobre suas dunas e mergulhando em suas águas, que descobri outros sentidos para a vida.

ENXU QUEIMADO (75)

E nada para mim é tão verdadeiro e sincero como a amizade e o carinho que recebemos desse casal que nunca deixou de dar atenção a todo aquele que bata em sua porta, por isso fiz questão de escolher essa imagem de Pedrinho e Lucinha olhando de lado e atentos a todos que estão a volta. Pois é, Pedrinho, Lucinha, seus pais, irmãos, familiares e amigos são pessoas da nossa mais alta estima. Não poderíamos ter escolhido um lugar melhor para virar a página de um ano tão especial em que tivemos tantas conquistas. Muito obrigado Enxu Queimado e muito obrigado a todos esses amigos maravilhosos. Feliz 2014!