Arquivo da tag: fiação de telefonia

Cidadania

20190328_12001820190422_085718

“Não é a primeira vez e nem será a última”, assim diz o ditado e assim vamos levando a vida entre trancos e barrancos, mas sem esquecer de sermos felizes, pois se assim não for, seremos engolidos pela máquina de moer paciência.

A praia de Enxu Queimado/RN é sim uma comunidade pacífica e extremamente condescendente com aqueles que não lhe doam um mínimo de atenção – a não ser quando estes estão a vislumbrar a purpurina dos resultados das urnas eleitoras -, mas se não fosse esse relativismo, poderia, com toda propriedade, fazer parte do seletíssimo grupo de lugares no mundo em que se colhem os frutos do turismo consciente, amadurecido, diferenciado, respeitoso, educado, de bem com as causas ambientais e que norteia o bem estar da população local. A praia é dotada de beleza ímpar e áurea inspiradora, mas a moldura está maltratada e corroída pela falta de zelo.

Há anos a comunidade convive com o fantasma de uma tragédia anunciada e que até já ceifou uma vida, mas a morte passou sorridente, o choro cessou, a piedade esmoreceu, o medo se foi e o fantasma continua tranquilamente na espreita.

Como em todo e qualquer pequeno povoado brasileiro – juro que não sei se o problema é recorrente mundo afora – a fiação elétrica dos postes não tem o padrão de altura determinado pelos manuais de segurança. Cada empresa de serviço que utiliza os postes, coloca sua fiação de acordo com a cabeça oca de quem executa o serviço e dificilmente aparece algum responsável pela ordem pública para conferir o que foi feito. O que mais se vê por aí são ruas, becos, vielas e avenidas, cruzadas por fios tão baixos que se brincar servem até como varal de roupas e Enxu Queimado não foge à regra, mas deveria, porque é uma praia de enorme potencial pesqueiro, e por isso recebe diariamente caminhões baús refrigerados, e tem sobre suas dunas e matas de caatinga um gigantesco parque eólico e por isso em suas ruas estreitas circulam, irresponsavelmente, grandes carretas e monstruosos equipamentos de guindastes. Quando não é isso, de vez em quando ainda aparecem enormes ônibus que servem a cantores e bandas de forró e aí a zorra está formada!

Pois bem, em um período de quinze dias a fiação de telefonia, estirada irresponsavelmente sem padronização de altura sobre a rua principal de Enxu Queimado, foi arrancada por enormes caminhões e graças a Nossa Senhora dos Navegantes, padroeira do lugar, não foi fiação elétrica, porque se assim fosse, o desastre estava feito, porque no primeiro acidente, que nem foi notado pelo caminhoneiro e mesmo se fosse ele teria ido embora do mesmo jeito que foi, sem dar satisfação a ninguém, porque não tinha a quem, a fiação ficou estendida no chão por uma semana. Mal a bagaceira foi concertada, outro caminhão, seguindo o mesmo modus operandi do primeiro, arrancou novamente a fiação, que assim permanece até o dia de hoje, 22/04/2019. – Denunciar a quem? – Rapaz, tenha fé em Deus!

Claro que a administração pública não fará o serviço, até porque não tem pessoas especializadas e nem a fiação lhe pertence, mas bem que poderia mandar uma equipe para isolar a área e acionar os responsáveis para que vidas sejam preservadas e alguma tragédia não venha a acontecer. Uma fiação arriada sobre qualquer via de circulação de pessoas ou automóveis, representa perigo eminente, mesmo que não seja energizada. Basta que um motociclista seja atingido, um carro esbarre, uma pessoa seja enlaçada ou por outros motivos o poste seja derrubado, os responsáveis, diretos e indiretos, serão denunciados e pagarão por suas faltas.

Que Nossa Senhora dos Navegantes nos proteja e ilumine a mente dos homens!

Nelson Mattos Filho

Anúncios