Arquivo da tag: cptec

Vai velejar no fim de semana? Olhe o tempo!

anima_onda_fine_pn

REGIÃO DO LITORAL BRASILEIRO – NORDESTE
– Hoje (19/11), os ventos continuam soprando do quadrante leste com velocidades de até 10 m/s ao largo do litoral nordestino. O mar apresenta ondas com alturas significativas de até 2 metros em toda a região.
– Nos próximos dois dias, o padrão de ondas e ventos tenderá a se manter em toda a região.

Obs: Texto referente ao dia 19/11/2010-09h35

Anúncios

Vai velejar no fim de semana? Olhe o tempo

O mês de Julho não foi dos melhores para quem navega pelo nordeste brasileiro, ondas acima de 2 metros foi uma constante durante grande parte do mês e ventos forte acima de 12nós castigaram o litoral, numa força que fez muita gente apostar que o clima errou o mês. Agosto é o mês dos ventos forte no nordeste, principalmente entre Pernambuco e Rio Grande do Norte, e Julho se situa numa posição bem mais tranquila. Mas, nesse 2010 de mudanças climática a coisa esta esquisita. Tomara que os ventos de Agosto cheguem cansados e não castiguem além da conta. Mas, se depender das previsões do CPTEC/INPE as forças dos ventos e do mar, parecem que não vão dar muito refresco.

REGIÃO DO LITORAL BRASILEIRO – NORDESTE
– Hoje (29/07), os ventos continúam soprando de sudeste com velocidades de até 12 m/s ao largo do litoral da Região Nordeste, com excepção do litoral de Ceará e Rio Grande do Norte, onde os ventos superam velocidades de 12 m/s. O mar continúa agitado ao largo do litoral da Bahia até o litoral de Rio Grande do Norte devido a chegada de ondas de sudeste com alturas significativas acima de 2,5 metros. Esta agitação marítima também atinge a região ao largo do litoral de Ceará com alturas significativas de onda acima de 2,5 metros. A situação ainda é de ALERTA.
– Nos próximos dois dias, estas condições do estado do mar tenderão a se manter.

INVERNO CHEGA AMEAÇADOR

O inverno que iniciou na última Segunda-Feira, chegou arrepiando e trazendo serias preocupações aos estados nordestinos. Alagoas e Pernambuco enfrenta o poder das águas ao custo de muita destruição e mortes. Os dois estados já decretaram calamidade pública e parece que ainda vão sofrer muitas dores. As previsões meteorológicas mostram que uma forte frente fria avança pelo oceano vindo da Argentina arrepiando o mar e empurrada por ventos de até 30 nós. Ondas de 2,5 metros entre a Bahia e o Rio Grande do Norte, deixa em ALERTA todos que precisam usar o mar. Veja o que diz o CPTEC: 

REGIÃO DO LITORAL BRASILEIRO – NORDESTE

– Hoje (22/06), ventos de sudeste com velocidades de até 10 m/s dominam a região ao largo do litoral da Região Nordeste. A altura das ondas continúa de até 2 metros ao largo do litoral nordestino, com excepção da região ao largo do litoral de Pernambuco, onde a altura das ondas oscila entre 2 e 2.5 metros.

– Nos próximos dois dias, a intensidade dos ventos de sudeste aumentará e ficará entre 10 e 12 m/s ao largo de todo o litoral da Região Nordeste. A altura das ondas também tenderá aumentar desde a região ao largo do litoral da Bahia até Rio Grande do Norte, onde poderão ser observadas ondas com alturas significativas de até 2.5 metros. Na quarta-feira (24/06), o mar poderá ficar agitado ao largo do litoral de Pernambuco e em alto-mar, na altura do litoral desde o norte da Bahia até Rio Grande do Norte com ondas propagándo-se de sudeste com alturas significativas entre 2.5 e 3 metros, que deixará estas regiões em situação de ALERTA.

Obs: Texto referente ao dia 22/06/2010-11h42 

PREVISÃO DO CPTEC PARA O LITORAL NORDESTINO

Previsão do CPTEC para o litoral entre a Bahia e Rio Grande do Norte na Terça e Quarta-Feira. A coisa esta feia!

 

– Na terça-feira (15/06), os ventos perderão força ao largo de todo o litoral da Região Nordeste, porém o mar ainda ficará agitado ao largo do litoral desde a Bahia até a Paraíba, devido a presença de ondas propagándo-se de sul com alturas significativas acima de 3 metros. A situação será de ALERTA.

– Na quarta-feira (16/06), os ventos voltarão a ficar mais intensos, de até 12 m/s, ao largo do litoral nordestino. A altura das ondas tenderá a diminuir na região ao largo do litoral deste a Bahia até a Paraíba. A direção de propagação das ondas mudará de sul para sudeste.