Arquivo da tag: cores dos orixás

Eu vou lhe deixar a medida do Bonfim…

IMG_0378

Ouvindo a música “Trocando em Miúdos” do compositor Chico Buarque, Lucia perguntou o que quer dizer a medida do Bonfim que Chico fala na letra. Em minhas andanças pelos mares da curiosidade até já havia me interessado pelo assunto e encontrei o que queria saber, porém, antes de chegar nos finalmentes vou dar uns bordos pelos caminhos da história, que é de lá que conseguimos compreender o porquê das coisas.

10 Outubro (191)

A partir de 1809, data da sua criação, até 1950, quando deixou de ser utilizada e não me pergunte o porquê, a fita era chamada de medida do Bonfim e tinha exatamente 47 centímetros, que é a medida do braço direito da imagem do Senhor do Bonfim, postada no altar-mor da Igreja do Bonfim. A imagem foi esculpida em Setúbal, Portugal, no século XVIII, e a medida era confeccionada em seda, com o desenho e o nome do santo bordados a mão e com acabamento em tinta dourada e prateada. Contam que a medida foi uma criação do português Manuel Antônio da Silva Serva, livreiro, editor e tipografo, que fundou a primeira tipografia da Bahia. Seu Manuel foi também o tesoureiro da irmandade da Devoção ao Senhor do Bonfim e por isso creditam a ele a ideia. A medida, com a imagem do santo e uma pequena escultura de cera com a parte do corpo curada, era usada no pescoço depois que o fiel alcançasse a graça pagando assim sua promessa.  As fitinhas coloridas apareceram na década de 60 e, diferente da medida, são presas ao pulso – em duas voltas, com três nós – e antes da graça ser alcançada. O pedido deve ser mantido em segredo, mesmo nesses tempos de whatsapp, até que a fitinha se rompa por desgaste natural. O que significa que os pedidos foram atendidos. A fitinha tem em suas cores um lado que poucos conhecem, mas que expõe todo o sincretismo religioso que paira sobre a Bahia. Cada cor simboliza um Orixá: Verde é Oxóssi; Azul claro, Iemanjá; Amarelo, Oxum; Azul escuro, Ogum; Rosa, Ibeji e Oxumaré; Branco, Oxalá; Roxo, Nanã; Preta com letras vermelhas, Exu e Pomba gira; Preta com letras brancas, Omulu e Obaluaê; Vermelha, Iansã; Vermelha com letras brancas, Xangô; Verde com letras brancas, Ossain. Bem, agora quando você ouvir Chico entoar Trocando em Miúdos você já sabe o que quer dizer um tiquinho da letra. Fontes: Instituto Memória e Wikipédia.

Anúncios