Arquivo da tag: Cisne Branco

Previsões para a REFENO 2016

image

A Refeno, Regata Recife/Fernando de Noronha, que larga dia 24/09 do Marco Zero, no Porto do Recife, tem previsão para ser realizada em mar de almirante e ventos em torno dos 15 nós. Se as previsões se confirmarem, será uma maravilha para a flotilha e os tripulantes terão uma das melhores velejadas de suas vidas, tendo como prêmio maior a chegada ao mais belo paraíso brasileiro. Nos últimos anos, mar agitado e ventos fortes trouxeram desassossego a flotilha, mas nem por isso conseguiram tirar o brilho da competição. A Refeno é a principal regata oceânica do iatismo brasileiro é um sonho a ser realizado por todo velejador. Durante o decorrer dessa semana o Cabanga Iate Clube de Pernambuco, clube promotor do evento, realiza intensa programação para participantes e convidados, com palestras, shows, jantar de confraternização e muita diversão. Uma das atrações dessa edição será a participação, como Nau de apoio da Marinha do Brasil, do Navio Veleiro Cisne Branco, um dos mais lindos veleiros do mundo, que mais uma vez marca presença na regata. Quem estivem em Recife, ou cidades próximas, um excelente programa é acompanhar a largada da Praça do Marco Zero, onde são armadas arquibancadas, bares e restaurantes. A Refeno é uma festa bonita e inesquecível!

Anúncios

De quem ama o mar

11137125_816966815039788_7274724604922374263_n

Olhando essa imagem que copiei de um grupo do facebook, me veio a lembrança de um casal espanhol, que esteve em Natal/RN em 2009. Carlos e Magdalena, chegaram vindo de Fernando de Noronha/PE a bordo catamarã Prati, com pretensões de permanecer na capital potiguar por uma semana. Nesse ínterim, tomaram conhecimento que o navio-veleiro Cisne Branco, da Marinha do Brasil, estava para chegar e resolveram estender por mais uns dias a permanência sobre as águas do Rio Potengi. Fizemos amizade e um certo dia Carlos nos convidou para jantar a bordo do Prati, um estiloso e belo catamarã Catana de 50 pés. No jantar ele comentou sobre o Cisne Branco e disse que se houvesse visitação eles seriam os primeiros da fila. No dia seguinte liguei para o capitão dos portos, na época o CMG Francisco Vasconcelos, um grande amigo, e falei das pretensões do casal espanhol. O comandante Vasconcelos confirmou a chegada do navio-veleiro, porém, não haveria visitação aberta ao público, mas ficou de ver o que poderia fazer. Dois dias depois o Cisne Branco entra imponente no Porto de Natal e ao passar na popa do Prati foi saudado com buzina, bandeiras e acenos pelo casal que estava em grande emoção. A noite o Carlos me perguntou: Nelson, o que aconteceu para não haver nenhum barco e nenhum velejador a esperar o Cisne Branco? Na verdade não soube o que responder e apenas disse que o brasileiro não dava muita importância a essas coisas. Ai ele disse ser uma pena, pois na Espanha, a chegada de um navio belo como aquele era motivo de festa e centenas de embarcações se fariam ao mar para navegar em flotilha. Sem mais o que responder: Apenas balancei a cabeça afirmativamente. O comandante Vasconcelos conseguiu liberar a visitação para o casal e eu e Lucia fomos junto. Juro que nunca vi um homem tão feliz e quando subiu a bordo, os olhos dele se encheram de lágrimas. Por que temos que ser assim tão indiferentes?  

Velas da América do Sul

velas-marinha Acontece a partir desta Terça-Feira, 11/02, até Domingo, 16/02, na cidade catarinense de Itajaí, mais um encontro de Velas Latioamérica, que reúne seis dos maiores navios a vela do continente americano, representado a Marinha de seis países. A Marinha do Brasil, como anfitriã, estará representada pelo belo Cisne Branco. Haverá uma extensa programação que incluí Desfile Naval, apresentação da Banda do Corpo de Fuzileiros Navais, visita as embarcações participantes e mais uma série de festividades. O encontro é coordenado pela Marinha Argentina e tem como objetivo estreitar os laços de amizade entre as Marinhas da América do Sul. Os navios participantes, além do nosso Cisne Branco, são: Libertad, da Argentina; Esmeralda, do Chile; Gloria, da Colômbia; Guayas, Equador e Simón Bolivar, da Venezuela. No dia 16 os navios partem para uma navegação pelos oceanos Atlântico e Pacífico, por cinco meses e completando um percurso de 12.000 milhas náuticas, até a cidade de Veracruz, no México. Esse é um bom programa!  fonte: almanáutica

Cisne Branco tem problemas e não participa da Refeno

Imponente barco de representação da Marinha do Brasil, o Cisne Branco terá que cancelar sua participação na 23ª edição da Regata Internacional Recife-Fernando de Noronha. De acordo com o Capitão dos Portos, Comandante Silva, que concedeu entrevista coletiva na tarde da segunda-feira, a embarcação apresentou problemas técnicos ao chegar em Fortaleza, no último dia 16. A embarcação de 249 pés ficaria aberta para visitação nos dias em que permanecesse no Recife.”A programação é feita com um ano de antecedência. Este ano foram feitos muitos esforços para que o Cisne Branco pudesse participar. Esperamos que no próximo ano, a vinda do barco possa se concretizar”, declarou o Comandante. A ideia era que o barco – que faria a quinta participação na Refeno – participasse como convidado ilustre, sem competir.
copiado do site refeno

REFENO de cara nova e regulando as velas

A REFENO, Regata Recife/Fernando de Noronha,  está com uma nova logomarca para deixar o evento de cara nova. A REFENO é uma das mais charmosas e a maior regata de oceano do Brasil, com participantes de várias partes do mundo e de vários estados brasileiros. Para esse ano muitas novidades estão sendo anunciadas, como a participação do Navio Veleiro, que é a jóia da Marinha do Brasil, Cisne Branco.  Este ano o número de inscrições não está tão expressivo como em anos anteriores, 55 barcos inscritos até hoje 05/09, mas espera-se que até a largada esse número seja bem maior, já que 21 barcos estão na lista de pré-inscritos. Infelizmente o Avoante este ano não vai poder participar e, até agora, nenhum veleiro do Rio Grande do Norte anunciou participação no evento. Como ainda faltam 19 dias para a largada esse placar ainda pode mudar.  

 

 

O Navio Veleiro Cisne Branco chega hoje a Natal

O Navio Veleiro Cisne Branco, da Marinha do Brasil, chega hoje a Natal e fica aberto a visitação.

http://tribunadonorte.com.br/noticia/navio-veleiro-cisne-branco-chega-hoje-a-natal/180865

NV CISNE BRANCO NA REGATA VELAS SUDAMÉRICA

O Navio Veleiro Cisne Branco da Marinha do Brasil, partiu do Rio de Janeiro dia 07 de Fevereiro para participar da Regata Velas Sudamérica. A regata percorrera diversos países da América Latina. Além do veleiro brasileiro outros oito veleiros, fazem parte da flotilha. A primeira perna da regata termina dia 22 de fevereiro na cidade de Mar Del Plata/Argentina. Antes da largada os veleiros participaram de um desfile naval pela Baía da Guanabara.