Arquivo da tag: ciclone extratropical

Olhe a previsão!

anima_alturaTeremos ainda 30 dias para curtir os tempos amuados do Outono, que neste 2018 grande parte do Nordeste festeja com sorrisos de orelha a orelha, pois é chuva que há muito não se via. A semana nas terras do Padim Ciço, começou chuvosa e tudo faz crer que continuará molhada, com um pouquinho aqui, outro acolá, pois assim dizem as previsões. Pras bandas do Sudeste até um chafurdento ciclone extra-tropical deu o ar da graça no fim de semana que se foi, deixando um salseiro sem tamanho pelos domínios de Netuno. As redes sociais dão conta que os ventos nas praias do Rio 40 graus sopraram a mais de mil, assustando o povo do lugar, e em São Paulo o frio castigou tanto que trouxe a cara triste da morte. No Centro-Oeste a temperatura deve subir um tiquinho e vai deixar a umidade relativa do ar abaixo dos 40%, o que deve forçar muita gente a espalhar panelas com água pelos cantos da casa, durante o sono da noite. O Norte tá bem chovido e o Sul, acostumado com a força dos ventos austrais, se prepara para o frio da invernada. O Inverno promete, mas o que está mesmo esperançoso é a safra de milho, feijão e as paneladas de canjica e pamonha, que vão animar o forró de Seu João e Seu Pedro. Alavantú! 

Anúncios

Temperatura alta bate recorde em 2016

mapservO clima tem andado meio arredio nos últimos anos, talvez por culpa de nós mesmos, habitantes descuidados desse planetinha perdido no espaço, mas quem sabe por capricho da própria natureza e sua incrível capacidade de renovação. Talvez nunca saibamos os verdadeiros motivos, até porque, a Terra, esse planeta meio único, meio lenda, meio inteligente e até meio complacente com seus habitantes, jamais fale sobre os segredos de sua eterna juventude. Dizem até que ele é um velho bobo que caminha rodopiando pelas estrelas em uma linha tão igual que nem damos conta, pois o rastro é profundo para ser descaminhado. Diante de sua idade avançada, os homens dos estudos afirmam que ele não suportará por muito tempo nossos costumes cada dia mais estranhos, mas se me perguntarem o que acho, eu direi que nosso planetinha azul está meio diferente sim, tão diferente que até abaixo da linha do equador das terras brasilis, vez por outra assistimos a passagem de fenômenos climáticos  que apenas víamos através dos noticiários internacionais. Recentemente, e não foi o primeiro e nem será o último, um ciclone extratropical saiu plagas argentinas e caminhou serelepe pelas praias do sul e sudeste brasileiro. O bicho só não foi mais feio, porque se escafedeu pelos horizontes oceânicos, deixando apenas uns amuos de uma forte ressaca e vendavais de grosso calibre. Mas que ameaçou, ameaçou! Agora vejo nas ondas internéticas que cientistas apostam que 2016 será o ano mais quente da história e que a partir de agora essa será a norma a ser seguida. Os estudiosos afirmam que agosto bateu todos os recordes de temperatura elevada já registradas, tanto na superfície terrestre, quanto nos oceanos. O clima está tão quente que já tem galinha botando ovo cozido!     

Aviso aos navegantes

mapservNa semana passada os exércitos de Netuno e Éolo estavam metendo bronca em manobras conjuntas pelos mares do nordeste brasileiro e a Marinha do Brasil acompanhou tudo bem de perto, emitindo avisos e alertas aos navegantes diariamente. Essa semana, 12 a 17/09, a peleja debandou para os lados do Sul e promete coisa feia de arrepiar, com previsão de chuvas fortes, ventos que podem passar dos 50 km/h e ondas oceânicas de até 8 metros de altura. A Marinha alerta que pequenas e médias embarcações fiquem bem quietinhas no porto e as grandes tomem ciência, pois o que vem por aí é nada mais, nada menos do que um Ciclone Extratropical Explosivo e os meninos do CPTEC/Inpe apostam que a banda vai tocar assim: 

Entre hoje (12/09) à tarde e terça-feira (13/09) de manhã, uma pista de ventos fortes de nordeste de até 50 km/h poderão ser observados no litoral do RS e sul de SC. Entre terça-feira (13/09) e início da quinta-feira (15/09), os ventos mudarão para oeste/sudoeste e ficarão ainda mais intensos de até 70 km/h m/s no litoral do RS e de até 85 km/h em mar aberto associados com a passagem de um sistema frontal. Na quarta-feira (14/09) de manhã, o mar ficará muito agitado com ondas de sudoeste entre 3 e 8 metros de altura em oceano aberto , na altura da costa do RS. Esta agitação marítima deverá atingir o litoral do RS e sul de SC entre quarta-feira (14/09) à noite e sexta-feira (16/09) de manhã com ondas de sudoeste/sul de até 3 metros. Haverá risco de ressaca na região. Neste período, ondas altas de sudoeste com alturas entre 4 e 8 metros ainda serão observadas em oceano aberto, na altura do RS e sul de SC. Ondas entre 3 e 5 metros também chegarão em oceano aberto, na altura do norte de SC e sul de SP a partir de quinta-feira (15/09) de manhã. A agitação marítima atingirá o litoral norte de SP e RJ com ondas vindo do sul/sudoeste com alturas entre 2,5 metros e 3 metros entre quinta-feira(15/09) à noite e sexta-feira(16/09) de manhã.

De olho no tempo

mapservA formação de um ciclone extratropical na madrugada do último domingo e essa segunda-feira, 16/05, trouxe mortes e destruição aos estados do Sul e vai mexer com o clima durante a semana em grande parte do Brasil. Nas previsões dos homens que estudam os segredos dos ventos e das nuvens, muita chuva e vento ainda vem por aí e isso pode ser visto claramente na imagem do satélite. Os ventos que castigaram o Sul atingiram velocidades de mais de 90 km/h, ocasionando queda de granizo e descargas elétricas. Para a terça-feira, 17/05, a previsão para o Brasil e a seguinte, segundo o Cptec/Inpe:

Chuva forte em parte do país
Nesta terça-feira (16/05) o dia será de muitas nuvens e pancadas de chuva que poderão ser localmente fortes em áreas de SP, Sul e Triângulo Mineiro, RJ, Sul do ES e grande parte do AM. Pancadas de chuva também ocorrerão a partir da tarde no MT, AC, RR, AP, centro-norte do PA e norte do MA. Muitas nuvens e chuva na faixa litorânea do nordeste entre o Recôncavo Baiano e RN.
Obs: Texto referente ao dia 16/05/2016-17h14

Mentiras e verdades meteorológicas

Carta sinoticaOntem a população do Rio Grande do Norte foi amedrontada por factoides que se alastraram como fogo em capim seco nas redes sociais, tudo dito como sendo a mais pura verdade e assinados por nomes fictícios de técnicos. As mentiram davam conta de ventos de 200 quilômetros por hora e chuvas torrenciais que durariam uma semana inteira. Já tinha gente agarrado nas barras dos Santos e outros apostando todas as fichas no prometido apocalipse. A polícia já corre atrás para saber de onde danado surgiram as mensagens, mas aposto um picolé de Caicó que tudo vai parar por ai mesmo. Mas olhando hoje a página do CPTEC/INPE, vi que os estados do Sul do país estão sujeitos nessa Quarta-Feira, 09/04, aos efeitos de mais um ciclone extratropical que deve castigar a Província de Buenos Aires e espalhar frio e chuva por toda a região do Atlântico Sul. A Carta Sinótica mostra tudo isso, mas se quiser saber mais, acesse a página do CPTEC/INPE e saiba tudo tintim por tintim.  

 

O AYSSO FOI PARAR NA PRAIA

O veleiro da família Schürmann, Aysso, foi parar na areia da praia do Jurerê, Florianópolis, na última terça-feira, 18. Um ciclone extratropical que castigou o litoral catarinense no começo da semana, causou grandes estragos por onde passou. Ventos de 80km/h, com rajadas de até 102km/h e ondas de mais de 5 metros de altura, arrastaram o Aysso e mais três barcos para a areia. Vilfredo, Heloisa e filhos estavam em viagens de negócios, deixando o Aysso ficou amarrado em uma poita em Jurerê, conhecido como um local bem abrigado e seguro contra tempestades.  Ontem os Schürmanns esperavam a maré subir para ver se conseguiam colocar o Aysso novamente na água. fonte blog murillo novaes.