Arquivo da tag: capitania dos portos do rio grande do norte

12ª Regata dos Pescadores de Enxu Queimado

20180811_10473720180811_10484020180811_105205

A praia de Enxu Queimado-Pedra Grande/RN está em festa neste final de semana, 11 e 12 de agosto 2018, com a 12ª Regata dos Pescadores, em homenagem aos pais. A Regata, – uma idealização de Pedrinho e Lucinha, um casal ímpar – depois do Ano Novo e Carnaval, é o maior evento do paraíso praia de Enxu. São dois dias de comemorações com torneio de futebol de praia, campeonato de sinuca, shows musicais, barraca de leilão e outras atrações. A prova no mar, uma competição imperdível, que tem apoio da Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte e da Prefeitura Municipal de Pedra Grande, acontece na manhã do domingo, quando falta areia na praia para acomodar tantos torcedores e observadores. Se você, leitor, está pelas paragens maravilhosas do Rio Grande do Norte,  pegue a estrada e venha viver um final de semana sem igual.  Venha, que o povoado de Enxu Queimado lhe receberá de braços abertos!

Anúncios

Contagem regressiva para a Refeno 2015

IMG_0048MARCA NORONHA 2015Começou a contagem regressiva para a XXVII REFENO – Regata Recife/Fernando de Noronha, que larga dia 26 de Setembro do Marco Zero no Porto do Recife. A Refeno é uma das mais charmosas e desejadas provas do iatismo brasileiro e esse ano conta com 46 embarcações inscritas até o momento. Alguns hão dizer que não é um número que demonstre a média histórica de participantes da regata, porém, digo que já participei de edições bem menores e mesmo assim a prova não deixou de ser sucesso. As causas da baixa frequência em 2015 podem ser creditadas a vários fatores e estes navegam faceiros, tanto pelo grande mar de lama politiqueiro que atola os índices da economia brasileira, quanto ao zelo da Marinha do Brasil em não mais flexibilizar as normas de segurança, salvatagem e tráfego das embarcações envolvidas. As apostas e as análises são muitas e todos se dizem cobertos de razão. Mas vou confessar um segredo: Estou alinhado com a decisão da Marinha, porque, quando o bicho pega lá fora, é a ela que todos levantam o braço para pedir ajuda ou apontar o dedão para crucificar.

IMG_0228

E por falar na Marinha do Brasil: Como na edição 2015 da Refeno todos os barcos estarão quase 100% armados para navegação oceânica – se não estou enganado, a única flexibilização é o rádio SSB, recebi a informação que apenas um Navio Patrulha acompanhará a flotilha e este retornará a Base Naval de Natal na sexta-feira, 02/10. Por causa do retorno do NaPa a Regata Fernando de Noronha/Natal, organizada pelo Iate Clube do Natal, que tradicionalmente larga no Sábado, será antecipada para a Sexta-Feira, 02 de Outubro.

canal cabanga maré -0.1

Voltando o bordo para a Refeno: O Cabanga Iate Clube de Pernambuco, divulgou fotos e um filme para orientar os comandantes no canal de acesso ao clube, que a cada ano se torna mais assoreado. A foto é o filme foram feitos em maré  -0,1 e dão uma dimensão do problema a ser enfrentado pelos mais afoitos.  A recomendação é que, após adentrar o Porto do Recife, os comandantes entrem em contato com o Cabanga, via canal 9 do VHF, e fiquem aguardando ao largo do Pernambuco Iate Clube (PIC) o barco de apoio do clube. O acesso ao canal do Cabanga deve ser feito apenas na preamar. Vale destacar que as primeiras embarcações que chegarem ao clube terão serviços de água e energia elétricaque em Recife é 220 volts.

Aviso aos Navegantes

A Marinha do Brasil, através do comando do 3º Distrito Naval, iniciou ontem, 18/06, as buscas de um passageiro do MSC Divina que caiu no mar a aproximadamente 25 milhas do Cabo do Calcanhar, litoral do Rio Grande do Norte. A Marinha deslocou para a região do acidente o Navio-Patrulha Macau, sediado em Natal. Ontem mesmo foi emitido avisos rádios as embarcações que estejam navegando na área. O MSC Divina, um gigante de 139.400 toneladas, está no Brasil com torcedores mexicanos. Veja mais no site do Jornal Tribuna do Norte.

Visita a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte

IMG_0006

Sou velejador, sou do mar, sou mais o mar, defendo e apoio todos aqueles que olham o mar e o povo que nele navega com carinho e atenção. Tenho respeito pela Marinha do Brasil, alias, sempre tive, pois meu Pai defendeu suas armas e bandeiras como Sargento-Músico nos idos anos da Segunda Guerra Mundial. Tenho a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte como uma grande mão amiga e sempre procurei cativar boas e velhas amizades nos seus quadros, não fazendo nenhuma distinção de hierarquia, pois considero, e nisso fiz curso de doutorado com Lucia, que o bom da vida são as amizades que construímos e regamos sempre.  Hoje, 09/04, aproveitando mais uma breve estada em Natal, fui a CPRN conhecer e dar um abraço no seu novo comandante, o Capitão-de-Fragata ALEXANDER NEVES DE ASSUMPÇÃO. Desejo ao novo comandante bons ventos e mares tranquilos durante a sua missão. 

Iate Clube da Barra do Cunhaú homenageia a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte

Regata Barra do Cunhaú O Iate Clube da Barra do Cunhaú, localizado numa das mais belas praias do Rio Grande do Norte, realizará dia 20 de Outubro mais uma regata em homenagem a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte. A competição envolverá as classes Hobie Cat, Laser, Dingue, Snipe e Daysailer. Como a praia da Barra do Cunhaú fica localizada próximo a fronteira com a Paraíba, a organização da prova espera contar com participação de velejadores paraibanos e pernambucanos.  Os interessados devem procurar o velejador Bira Carratu pelo telefone (84)3301 7810.

Veleiro Timshel: Notícias e considerações

IMG_0281

Depois de dois dias em que estivemos navegando entre Vitória/ES e Búzios/RJ, e por isso fora do ar, mas com o coração apertado de preocupação com o comandate Ronaldo e a tripulação do Timshel, enfim podemos relaxar depois de receber uma ligação do próprio Ronaldo que já estava atracado, e em segurança, no Iate Clube do Espírito Santo. O Timshel foi rebocado pelo pesqueiro Verdão, do Mestre Marcelo, que estava operando na área do ocorrido e não mediu esforços para conduzi-lo até um porto seguro, e o mais importante: Não cobrou um centavo pelo socorro. É assim que funciona a alma dos verdadeiros homens do mar, em que o dever, o senso de ajuda mútua e o prazer de se doar faz a grandeza do ser humano. Mas diante da grande alegria de falar com o Ronaldinho Gaúcho e saber que tudo não passou de um grande susto e mais um aprendizado, quero agora sobrepor alguns comentários sobre os comentários do post E O TIMSHEL AINDA ESTÁ LÁ. O assunto socorro no mar ao navegante amador é um tema que merece atenção e muito debate. Os comentários mostram isso claramente e a Marinha do Brasil precisa ser parte ativa e destrinchar o mais rápido possível o tema. Sou sabedor que a Marinha não faz reboque de veleiro por não ter barcos adequados para tal. Navios de guerra não foram concebido para esse fim. Mas o lema é: Marinha do Brasil, a sua segurança no mar. Já que o Brasil não tem uma guarda costeira, porque não equipar as Capitanias dos Portos com barcos e pessoal treinado para esse fim? Sei também que a Marinha resgata os tripulantes e abandona o barco a deriva. Mas se o comandante e a tripulação não quiserem abandonar o barco? Será que a Marinha vai deixar os tripulantes no mar, por conta e risco, ou vai ficar por perto para um socorro futuro imediato? Acho que a segunda hipótese é verdadeira. O post E O TIMSHEL AINDA ESTÁ LÁ foi meu desabafo diante de tanta incerteza e descaso, mas não tive a intenção de atacar e nem atingir a honra de ninguém, muito menos da Marinha do Brasil, que tenho a mais alta estima e consideração e muito menos do  Capitão-de-Mar-e-Guerra (CMG) Marco Antônio Ismael Trovão de Oliveira, Capitão dos Portos do Espirito Santo. Fiquei perplexo sim com a pouca atenção para com um navegante amador em dificuldades no mar, pois em passado recente tive o prazer de conhecer, de partilhar a amizade e ver os métodos de trabalhos de dois ex-capitães dos Portos do Rio Grande do Norte, CMG Francisco Vasconcelos, seu sucessor CMG Alan Kardec e também do atual comandante Capitão de Fragata Rodolfo Gois de Almeida. Numa noite de muita chuva em Natal, ouvi pelo rádio VHF do Avoante, as 10 horas da noite, o pedido de socorro de um pesqueiro que estava afundando a umas 25 milhas ao sul de Natal. Tentei fazer a ponte com a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte, mas infelizmente não dava certo e sem ter para quem apelar, liguei para o celular do comandante Vasconcelos, que a essa hora já se encontrava em casa e pronto para dormir. Ele ouviu meu relato e sem pestanejar falou: Nelson, estou indo nesse momento para a Capitania dos Portos e daqui a pouco lhe dou notícias. Em menos de uma hora me liga o comandante Vasconcelos, a bordo do Navio de Aviso de Patrulha, que não recordo o nome, um barco tipo lancha grande, informando que estava indo para o mar tentar localizar o pesqueiro naufragado. Às duas horas da manhã, debaixo de muita chuva, ele liga novamente informando que havia encontrado o pesqueiro e que os pescadores já estavam a salvo. O barco pesqueiro foi resgatado no dia seguinte. Não tenho mais nada a comentar, pois foi assim que aprendi a ver a Marinha do Brasil.

Aviso aos navegantes

carteira de capitão (12)

A Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte alerta aos navegantes para a maré de ressaca entre o litoral de Macau/RN e Salinas/PA, no período de 9 horas da manhã de Terça-Feira, 15/01, até 21 horas da Quarta-Feira, 16/01. A previsão é de ondas de até 3 metros de altura na área oceânica. A Capitania alerta ainda que pequenas embarcações evitem navegar no durante o período citado.