Arquivo da tag: barcop a vela

A Tempestade – parte 3

6-Junho-237.jpg

Uma das boas coisas para um dia de chuva e frio é uma boa leitura, por isso vamos a terceira parte de A Tempestade, texto do velejador Michael Gruchalski. 

A TEMPESTADE

A PERDA DO LEME – Parte 3

Eram quase três da tarde quando começamos a fazer os dois furos na fibra dura. Esses deveriam ter, pelo menos, meia polegada de diâmetro cada um. Começamos o trabalho com uma pua manual encontrada no fundo da segunda caixa de ferramentas e algumas brocas. A mais grossa, de apenas um quarto de polegada. Todas, portanto, muito finas, não apropriadas. Além de enferrujadas. Só dispúnhamos daquela pua manual que era de furar madeira. Velha e pequena. A coroa dentada, totalmente desalinhada, travava a todo instante por falta de graxa ou óleo quando se girava a manivela.

Mas, não tinha jeito. Tínhamos que fazer dois furos. Tarefa duríssima na fibra dura. A solução dos nossos problemas passava forçosamente por aqueles dois furos na parte superior do convés, acima do espelho de popa. Um de cada lado, a um palmo da cabeça do eixo da cana de leme.

Era uma tarefa hercúlea: quase como que fazer um furo do tamanho de uma moeda numa chapa de aço de um quarto de polegada utilizando a ponta de uma caneta tinteiro. Ou, impossível como cavar um túnel pela água do mar. A fibra ali, próxima do verdugo de popa, devia ter perto de oito milímetros de espessura. Continuar lendo

Anúncios