Arquivo da tag: baía de itapagipe

XXXVIII Regata Brancaccio

CARTAZ

Dia 16 de Maio o Clube Angra dos Veleiros realiza a XXXVIII REGATA BRANCACCIO, uma das regatas mais tradicionais da Bahia. A prova que todos trás um colorido especial a baía de Itapagipe, no bairro da Ribeira, é uma homenagem ao fundador e primeiro comodoro do clube Edson Battle Brancaccio. As inscrições podem ser feitas em qualquer clube náutico e marina de Salvador ou diretamente na secretaria do Angra com a senhora Ana.

Anúncios

Educação no mar

IMG_0106

O clube náutico baiano Angra dos Veleiros, localizado na Baía de Itapagipe, continua na luta quase inglória para tentar domar os proprietários de lanchas e jet skis, que jogam para o alto os ensinamentos dos cursos náuticos e navegam a todo gás próximo aos locais de ancoragens. O Angra dos Veleiros reeditou a campanha, TRATE NOSSAS MARINAS COMO SE FOSSE SUA, na esperança de conscientizar os mal educados. 

O Boca de Galinha

boca de galinha (11)boca de galinha (2)boca de galinha (3)boca de galinha (12)boca de galinha (10)

Bem, depois de perambular pela Bahia numas férias mais do que merecidas, pois é, velejador também tem férias, vou tentar botar ordem na casa, ou melhor, no blog.  Como a nossa estadia em Salvador é bastante agitada e não tem nada haver com aquela tradicional malemolência típica dos baianos, mais uma vez aproveitamos para valer, revisitando lugares e se reencontrando com o cardápio variado de moquecas que somente a Bahia tem. Um desses reencontros foi com o restaurante Boca de Galinha, situado no bairro de Plataforma e que serve moquecas para ninguém botar defeito. Pedimos a de beijupirá, mas como entrada, enveredamos por uma porção de carapicu frito que não tem quem resista. O Seu Boca, ou melhor Edmar, como todo bom baiano, é uma simpatia de pessoa. O Boca de Galinha tem uma visão super privilegiada de um dos mais belos recantos da Baía de Todos os Santos, que é a baía de Itapagipe, e por isso não é tão fácil encontrar lugares em suas disputadas mesas.     

Prontos para o mar

toa toa no angra Tudo pronto no veleiro Toa Toa, nada deixou de ser checado e revisado. O comandante Erico fez questão de examinar cada item, desde um pequeno parafuso do selo mecânico até a lista da feira, nada deixou de receber seu crivo e aprovação. Hoje de manhã recebemos a visita do eletricista naval Rogério gaúcho/potiguar, que a dois anos se estabeleceu em Salvador. Ele veio a bordo para trocar o display do piloto automático que estava com defeito. A faina a bordo terminou com a compra de um novo botijão de gás de 5 kg, já que os antigos bujões de 2 kg foi proibido o uso e consequentemente o reabastecimento. Essa metida foi muito boa, já que os pequenos botijões não tinham a bendita válvula de segurança. Pela manhã ainda fui matar as saudades de meus filhos que moram aqui e fazer um passeio básico pelas alamedas do Mercado Modelo, onde Nelsinho ainda deu um pequeno show de capoeira. Meus dois amores (3) Nelsinho jogando capoeira (2) Almoçamos no Pier Salvador, na Ribeira, que tem uma comida muito gostosa. O Pier Salvador é uma boa marina que conta com loja náutica, um pequeno brecho e um atendimento especial feito pelo grande comodoro Sandoval, um cearense arretado e super gente boa. Como estamos na marina Angra dos Veleiros, na Ribeira, dependemos da maré para sair. Um banco de areia na entrada da Baía de Itapagipe, impede a saída e entrada com a maré muito baixa. Nada mal, pois a pressa não combina com a Bahia. Imagens 004 Pela manhã ainda vimos as velas dos barcos que participavam da regata Aratu-Maragojipe, o horizonte ficou branco de tantas velas. Deu um pouco de vontade de estar lá, mas nosso objetivo era outro. Fica para a próxima! São 14h35m, estamos programados para sair às 16 horas, portanto, ficarei uns dois ou três dias sem atualizar o blog, mas assim que tiver condições mando notícias. Angra dos Veleiros 008