Arquivo da tag: armada argentina

ARA San Juan

SUBMARINOHá nove dias do desaparecimento do submarino argentino ARA San Juan, com 44 tripulantes a bordo, o que sobra na imprensa é um festival de desinformações e pitacos dos mais variados. O que mais me intriga, diante do grande trauma para a nação argentina, são as declarações oficiais e vindas do mais alto comando naval argentino, ou sei lá de onde, que irresponsavelmente, depois de transcorridos vários dias, trazem marcar profundas para a integridade neurológica dos familiares dos oficiais desaparecidos. Qualquer pessoa com um mínimo de conhecimento das coisas do mar, sabe que não é fácil encontrar uma embarcação, por maior que ela seja, sobre as águas de um oceano tempestuoso e amuado, como é o caso do Atlântico Sul, local onde o ARA San Juan informou sua última posição, como também que não é baseado nas certezas das teorias que se resolvem os enigmas marítimos, ainda mais quando a embarcação navegada sob as águas, como é o caso de um submarino. O que houve ninguém sabe, talvez jamais saberemos e não é o caso de acusar ninguém pelo ocorrido, mas as primeiras informações repassadas a imprensa, que já fala pelos cotovelos e põe pontos, vírgulas, exclamações e interrogações onde bem deseja, deveriam ter se mantido na mais fiel linha de veracidade, clareza e passando a confiança de que todos os esforços foram aplicados e assim serão mantidos. O desespero dos familiares nas dependências da Base Naval é de cortar o coração de um homem do mar. Desespero de quem, além de não saber de nada, perdeu a confiança nos informantes e está vendo a esperança se esvair como poeira diante de palavras como, explosão, falência de equipamentos e asfixia, palavras que deveriam ter aparecido nos primeiros comunicados. Que os deuses dos oceanos tenham compaixão! 

          

Anúncios

Suspensas as buscas ao veleiro Tunante II

A Marinha do Brasil e a Armada Argentina suspenderam as buscas pelo veleiro Tunante II, que encontra-se desaparecido no Atlântico Sul tendo a bordo quatro tripulantes, entre eles o renomado oftalmologista Jorge Benozzi. Depois de mais de vinte dias de buscas em que as equipes de resgate varreram uma área de mais de 800 quilômetros de mar, o comando de operações anunciou a angustia dos oficiais em não conseguir localizar o veleiro. O Veleiro Tunante II desapareceu depois de enfrentar uma tempestade com ventos de 100 quilômetros e ondas de mais de seis metros de altura.   

Continuam as buscas a veleiro argentino desaparecido

Continuam as buscas pelo veleiro Tunante II, de bandeira argentina, que está desaparecido a uma semana no Atlântico Sul. O veleiro saiu de Buenos Aires dia 27 de Agosto, mesmo com a meteorologia acusando a chegada de uma forte frente fria e possibilidade de ciclones para toda área a ser navegada. Dias antes da partida do Tunante II um ciclone extra-tropical castigou a costa Argentina e o fato intrigante é que mesmo debaixo dessas condições a tripulação tenha resolvido soltar as amarras e seguir viagem. A Marinha do Brasil e a Armada Argentina trabalham em conjunto nessa operação, mas até agora nenhum vestígio foi encontrado. O Tunante II tem a bordo quatro tripulantes.