Arquivo da tag: Alinghi

Alinghi jogou a toalha

O Alinghi jogou a toalha e assim começa a briga pela 34ª Taça América que deve ocorrer em 2013. A Taça América é a mais antiga regata do mundo da vela e que já foi vencida duas vezes pela Alinghi. Desavenças com o regulamento proposto pelo vencedor atual BMW Oracle, fizeram o team Suíço desistir da prova e colocar novamente lenha na fogueira judicial que a tempos arde entre as duas equipes.

Anúncios

33ª AMERICA’S CUP-ALINGHI SE JUSTIFICA

A equipe da Alinghi, através do vice-comodoro da Societé Nautique de Genève, Fred Meyer, se justificou da denuncia feita por um membro da turma de fiscais da prova de que a equipe tentou boicotar a segunda largada vencida também pela BMW Oracle. Ele disse que no dia da largada para a segunda prova  muitas coisas erradas aconteceram, o que deu justificativa para os representantes da Alinghi, na comissão de regata, pedirem o cancelamento da largada. Uma das justificativas da Alinghi era com relação as ondas que faziam no momento da largada, em mais de 1 metro de altura, que poderiam comprometer a segurança das duas embarcações. Outra foi que o horário limite estabelecido pela instrução de regata já estava praticamente estourado, razão que justificava o cancelamento da prova. Teve também a grande concentração de barcos de espectadores próximo a linha de largada, que inclusive foi motivo de protesto junto a CR na hora em que  Alinghi cruzou a linha de chegada. Bem, toda essa justificativa foi em feita em carta aberta a imprensa e divulgada nesta Quarta-Feira. Vamos aguardar novos lances. 

AMERICA’S CUP-AS ÁGUAS AINDA VÃO ROLAR

Acabo de saber que muitas águas, agora com cor e cheiro podre, ainda vão passar entre os cacos dos barcos Alinghi e BMW Oracle. Essa 33ª America’s Cup ainda vai entrar para a história como a menos esportiva. Agora o chefe dos árbitros, o neozelandês Harold Bennet, acusa a equipe Suíça da Alinghi de querer sabotar a prova. Ele denunciou que dois representantes da equipe Suíça, que estavam no barco da comissão de regatas durante a segunda prova, abandonaram seus postos nas bandeiras de largada e ainda tentaram influenciar a comissão de regata a cancelar a largada alegando muito vento e mar mexido. Somente não houve maiores consequências, porque um representante da BMW Oracle e o piloto do barco da comissão foram convocados para dar a largada e cuidar das bandeiras da CR. A denuncia é muito grave e querer uma rigosa e severa investigação, com punição aos culpados. O esporte a vela não merece esse tipo de atitude. Com a palavra a ISAF! 

AMERICA’S CUP-DEU BMW ORACLE

Aconteceu Domingo, mas como é Carnaval e eu estava mais para lá do que para cá, somente agora pude dar essa notícia.

 Na hora do pega para ver, a 33ª America’s Cup foi mais fácil do esperava o bilionário Larry Ellison, o fundador do sindicato que comanda o barco BMW Oracle. Na segunda prova da regata os americanos do BMW Oracle conseguiram superar o barco Suíço da Alinghi com uma vantagem de mais de 5 minutos. O trimarã americano mostrou que todos os estudos sobre ele estavam certos e assim os EUA conseguem levar o troféu para casa depois de 18 anos. O presidente do sindicato Russell Coutts é outro que deve entrar para a história da America’s Cup, que com esse troféu passa a ter quatro vitórias na prova, uma delas com o agora derrotado Alinghi. Agora vamos esperar a 34ª edição que promete mudanças no seu formato.

AMERICA’S CUP-NOVO HORÁRIO

Parece que deu a louca na regata America’s Cup, tudo começou com uma interminável briga judicial por qualquer motivo. Bastava uma cara feia de um e um olhar atravessado de outro para a coisa ir parar nas barras dos tribunais. Tudo foi motivo para briga, das velas a linha d’água dos barcos, e parece que a máquina da Alinghi ficou com a pecha de pirata e mau menino. Já tem até bruxo apostando suas fichas numa vitória antecipada do barco americano BMW Oracle. Mas a verdade é que a briga vai ser boa e vem desde os primórdios dessa grande disputa náutica. Os americanos são os maiores ganhadores da prova e nunca admitem uma derrota, nem com todos os argumentos da boa esportividade. Na Segunda-Feira faltou vento e os barcos voltaram as suas bases, mais encolhidos do que São Jorge em Lua minguante. Tudo ficou para começar nesta Quarta-Feira às 7 horas, horário de Brasília, mas a organização já anunciou que vai haver novo adiamento para às 9 horas, agora o motivo é, por incrível que pareça, os fortes ventos que os meteorologistas dizem que vai soprar na hora da prova. Se essa disputa fosse em Enxú-Queimado/RN a turma de lá já tinha caído de pau em cima dos concorrentes dizendo que eles estavam era com medo. Acho que estou começando a acreditar nessa possibilidade! Bem, amanhã vamos mais uma vez para a frente da telinha da Band Sport e conferir essa peleja.

33ª AMERICA’S CUP-O VENTO NÃO FOI A FESTA

Já não bastassem as intrigas judiciais que esquenta a briga entre os times da BMW e Alinghi, na regata America’s Cup, agora o vento resolveu esfriar os ânimos da galera e mostrar que ele é quem manda na peleja. Os dois barcos estavam alinhados na raia e o vento apenas observava do alto as caras feias dos tripulantes. De uma hora para outra eles se deram conta de que não era no barco concorrente que estava o adversário principal, mas na natureza. Um suspiro de vento, entre 10 e 11 nós, não era o bastante para que a regata fosse justa para os dois times. Depois de verem que o poder de suas máquinas não era nada, frente a simplicidade do vento, recolheram as velas, botaram o rabinho entre as pernas e voltaram para casa com as caras mais lavadas do mundo. Fica assim adiada a largada da 33ª America’s Cup para a próxima Quarta-Feira, se o vento resolver colaborar.

AMERICA’S CUP – A DECISÃO

Saiu do forno do tapetão a decisão sobre a disputa entre os barcos BMW Oracle e Alinghi, na Regata America’s Cup. O Troféu mais antigo do mundo da vela. A justiça decidiu que a disputa se dará em três regatas nos dias 8, 10 e 12 de Fevereiro, com transmissão ao vivo pela Internet no site http://www.americascup.com . Ficou decido que a processo da BWM Oracle contra a Alinghi, sobre a fabricação das velas, não será julgado antes da largada e uma audiência esta marcada para o dia 8. Ainda vai rolar muita água em baixo do tapetão.