Arquivo da tag: 3º distrito naval

Marinha do Brasil resgata velejador atacado por tubarões

NAPA MACAU

A Marinha do Brasil, através do comando do 3º Distrito Naval, realizou o resgate na noite de 30 de Janeiro, de um tripulante do veleiro Ad Infinitum, de bandeira não informada, depois que a embarcação foi atacada por um cardume de tubarões a 1.000 quilômetros do litoral do Rio Grande do Norte. O Navio-Patrulha Macau, sediado na Base Naval de Natal, foi deslocado para o local e recebeu apoio de um helicóptero sediado em Salvador/BA. Na tarde do dia 28 a Marinha recebeu aviso da Guarda Costeira da Holanda, que o veleiro, com um tripulante, havia emitido sinal de socorro. O tripulante, identificado como Ebrahim Hemmatnia, relatou que a embarcação foi atacada por um cardume de tubarões, provocando avarias no leme e escotilha, deixando-a à deriva. O Navio-Patrulha Macau realizou contato com o  barco de pesca “OULED SI MOHAND”, da empresa “Europesca”, que se encontrava próximo ao veleiro, e este resgatou o tripulante, prestando apoio até a chegada do Navio-Patrulha. Fonte: Tribuna do Norte   

Anúncios

Aviso aos Navegantes

A Marinha do Brasil, através do comando do 3º Distrito Naval, iniciou ontem, 18/06, as buscas de um passageiro do MSC Divina que caiu no mar a aproximadamente 25 milhas do Cabo do Calcanhar, litoral do Rio Grande do Norte. A Marinha deslocou para a região do acidente o Navio-Patrulha Macau, sediado em Natal. Ontem mesmo foi emitido avisos rádios as embarcações que estejam navegando na área. O MSC Divina, um gigante de 139.400 toneladas, está no Brasil com torcedores mexicanos. Veja mais no site do Jornal Tribuna do Norte.

Terceiro Distrito Naval constrói nova sede

IMG_0008

O Terceiro Distrito Naval, que vem a ser o maior comando naval brasileiro e hoje esta localizado na Avenida Hermes da Fonseca, em Natal/RN, em breve deverá mudar para as margens do Rio Potengi. Disse em breve, mas pelo navegar da Nau os ventos por enquanto estão contrários. No novo terreno, localizado no Bairro de Santos Reis, vizinho ao Iate Clube do Natal e da Rampa, uma antiga base militar de hidroaviões e historicamente conhecida por ser o local onde foi selado a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial, já está montado o canteiro de obras, mas por enquanto é só. A obra está parada desde Dezembro de 2013 para justes técnicos e precisou de novas licenças ambientais. A principal modificação é para aumento do píer que inicialmente receberia embarcações de pequeno porte e agora vai poder atracar embarcações de até 2.100 toneladas. A promessa é que os trabalhos retomem nesse mês de Abril. O fundeadouro do Potengi para barcos amadores vai ficando cada vez mais espremido. Vamos aguardar!     

Capitão Amador passa a ser obrigatório na Refeno

20130705103919

Essa é uma notícia que há muito corre de boca em boca durante as últimas edições da Refeno, mas parece que agora vai se confirmar.

Capitão Amador passa a ser obrigatório na REFENO.

Faltando 51 dias para a partida da XXV REFENO a organização da regata foi informada, ainda em caráter extra oficial, que será obrigatória a participação de um Capitão Amador no comando de cada embarcação.

A organização da REFENO está tentando uma audiência com o Almirante do Terceiro Distrito Naval para conceder por mais este ano a permissão aos Mestres Amadores que tenham mais de dois anos de licença. A realização de uma prova especial que poderia acontecer no Cabanga, na semana pré regata, também será discutida. 

Mais informações em breve.

A Comissão Organizadora.

Continuam as buscas ao pesqueiro desaparecido na costa do Rio Grande do Norte

areasar2

O Terceiro Distrito Naval anuncia que o serviço SALVAMAR NORDESTE, que realiza buscas ao barco de pesca Jeferson I, que desapareceu há 10 dias na costa do Rio Grande do Norte, com seis pescadores a bordo, será mantido através de avisos rádios e alerta a todas as embarcações que navegam na costa Norte e Nordeste brasileira. As buscas aéreas e marítimas feitas numa área de mais de 100.000 quilômetros quadrados, e empregando três navios patrulha, um avião e mais de 200 homens, não conseguiu localizar nenhum sinal da embarcação e tripulantes. A partir de agora um navio patrulha da Marinha do Brasil ficará de prontidão na Base Naval de Naval. Ainda existem esperanças na localização da embarcação e de seus tripulantes, já que nenhum vestígio de destroços foi encontrado. fonte; jornal tribuna do norte

Regata Batalha Naval do Riachuelo – Um show de vela no Potengi

Foi bom! Foi muito bom! Mas, antes de falar sobre a batalha festiva ocorrida neste final de semana, 11 e 12/06, nas águas do Rio Potengi, em que o Iate Clube do Natal homenageou a Marinha do Brasil pelos 146 anos da Batalha Naval do Riachuelo, quero parabenizar o Comodoro Alberto Serejo e o Diretor de Vela Ricardo Barbosa pela organização e sucesso neste evento que já faz parte da galeria dos melhores eventos do Iate Clube do Natal. 

Se o primeiro dia de regata e de festividades foi bom, como já falei no post Regata Batalha Naval do Riachuelo – A festa, o segundo e último dia não poderia deixar de seguir no mesmo rumo. O Domingo estava reservado para as competições de veleiros monotipos, e assim foi. O Potengi se encheu de cores e um grande balé náutico se formou nas águas. Até uma providencial falta de energia deu um tom especial a festa, pois assim, a largada teve que ser adiada em 20 minutos e os convidados e associados que enchiam o palhoção, foram brindados com o belo espetáculo do desfile náutico das embarcações, enquanto aguardavam a bandeirada de largada. O publico cresceu em interesse e os competidores puderam mostrar um pouco do que vinha pela frente. Foi um show!

Para receber as homenagens pelo dia estava presente o Vice-Almirante Airton Teixeira, comandante do 3º Distrito Naval, acompanhado dos comandantes das Organizações Militares da Marinha na área. Destacamos o Capitão-de-Fragata Alan Kardec, Capitão dos Portos do Rio Grande do Norte, que enviou duas equipes da Inspeção Naval para acompanhar todo o percurso da Regata e deu todo apoio para o sucesso do evento. O VAlte Airton, agradeceu a homenagem e reafirmou todo reconhecimento que a Marinha do Brasil tem com o Iate Clube do Natal, como braço civil de apoio e segurança aos homens do mar.

Como era um dia de festa e reconhecimentos, todos os velejadores que participaram da competição foram premiados, mas, seis embarcações merecem destaque nessa festa: O Hob Cat 16 do comandante Reginaldo, fita azul nos dois dias de regata; Veleiro Musa, primeiro lugar na classe oceano; Veleiro Atrevido,primeiro lugar na classe sub20; veleiro Ana Regina, primeiro lugar na classe Dingue; veleiro Burungundun, primeiro lugar classe Daysailer e veleiro Terapia, primeiro lugar na classe Flash. 

Para variar, depois da premiação rolou mais um grande churrasco de confraternização. Ai foi festa para mais umas horas!

Regata Batalha Naval do Riachuelo 191 Regata Batalha Naval do Riachuelo 205 Regata Batalha Naval do Riachuelo 015 Regata Batalha Naval do Riachuelo 025 Regata Batalha Naval do Riachuelo 034 Regata Batalha Naval do Riachuelo 145 Regata Batalha Naval do Riachuelo 085 Regata Batalha Naval do Riachuelo 106 Regata Batalha Naval do Riachuelo 100Regata Batalha Naval do Riachuelo 116 Regata Batalha Naval do Riachuelo 030

Regata Batalha Naval do Riachuelo – A festa

O Iate Clube do Natal abriu ontem, Sábado 11/06, as comemorações da Batalha Naval do Riachuelo, em parceria com a Marinha do Brasil e a Capitania dos Portos do Rio Grande do Norte,  com uma regata de veleiros de Oceano. Foi uma bonita e equilibrada competição, apesar da pouca quantidade de embarcações. A largada se deu em frente ao Clube, nas águas do Rio Potengi, e foi em busca de uma bóia em frente a Ponta do Morcego e retornando ao Clube. O veleiro Musa, comandante Erico Amorim, foi o grande campeão, com o Atrevido e o Tuta chegando em seguida. O trimarã Pinóquio, quebrou um estai e abandonou a prova. Com uma participação super especial teve ainda o Hob Cat 16 tripulando por Reginaldo e Vitor. Infelizmente eu não tenho fotos da regata, pois estava no comando do veleiro Atrevido, um modelo Rio 20 muito gostoso de velejar, junto com o comandante Eilson Amorim. A noite foi marcada por uma grande festa de confraternização entre autoridades, convidados e velejadores, que teve até uma canja do Capitão dos Portos, Alan Kardec, no violão, que surpreendeu a todos pelas qualidades musicais e excelente repertório. Hoje, Domingo 12/06, Dia dos Namorados, a festa continua com a regata dos barcos monotipos, premiação e mais confraternização.

festa batalha naval do riachuelo (4) festa batalha naval do riachuelo (1) festa batalha naval do riachuelo (5) festa batalha naval do riachuelo (13) festa batalha naval do riachuelo (25) festa batalha naval do riachuelo (19) festa batalha naval do riachuelo (22) festa batalha naval do riachuelo (6)festa batalha naval do riachuelo (16) festa batalha naval do riachuelo (2) festa batalha naval do riachuelo (11) festa batalha naval do riachuelo (12) festa batalha naval do riachuelo (17) festa batalha naval do riachuelo (21) festa batalha naval do riachuelo (18) festa batalha naval do riachuelo (28) festa batalha naval do riachuelo (30)