Brincando com fogo


1-126-768x512Nos tempos de menino aprendi que nada e nem ninguém poderia chegar perto do Sol sob pena de virar poeira, tamanha era o poder do calor irradiado pelo astro rei. Agora me pego com notícias que falam que a Sonda Solar Parker, a estrovenga que aparece na imagem aí em riba, daqui uns dias tirará um fino de 6 milhões de quilômetros da superfície do Sol e, segundo os cientistas, continuará fria que nem fundo de pote, pois ela é protegida por um poderoso escudo térmico de carbono. Será que esse tal escudo serve para conservar cerveja gelada? Pois bem, a Sonda Parker, em homenagem ao astrofísico Eugene Parker, 91 nos, que acredita e dá fé que dessa missão a humanidade ganhará novos caminhos a ser seguido, fará 24 aproximações ao astro  rei, durante sete anos e depois deve engrossar, se não virar pó, o caldo do chorume da lixeira espacial. O objetivo da missão é desvendar mistérios e o primeiro é saber porque a corona solar, que não é o chuveiro, mas aquele envoltório que observamos durante os eclipses solar, é centenas de vezes mais quente do que a superfície do Sol. Outro objetivo será saber o motivo que faz a atmosfera do Sol se expandir continuamente e aceleradamente, preocupação que foi motivo de estudos de Eugene Parker, em 1958. Os cientistas apostam que o Sol tem 4,5 bilhões de anos e, pelas conta dos nove fora, fica a 150 milhões de quilômetros do nosso planetinha. Agora é esperar para saber se a Sonda Parker aguenta mesmo pressão. Fonte: G1  

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s