A tartaruga ninja


xjonathan.jpg.pagespeed.ic.6Spo_t8QW_Como diz Dona Laurinha: Pronto, não falta mais nada!

Pois num é que os cuidadores da tartaruga Jonathan, de 186 anos, considerado o exemplar da espécie gigante mais velho do mundo, estão espalhando a fofoca que ela vive dentro do armário! Pois é, os cuidadores fuxiqueiros descobriram que Frederica, a companheira de Jonathan, é na verdade outro macho, ou melhor, um “tartarugo”.

A novidade, que veio das praias da ilha de Santa Helena, território ultramarino britânico, foi descoberta quando Frederica, ou Frederico, com 150 anos de idade, adoeceu e ao chegar ao veterinário, o caboco, ao examinar os possuídos do quelônio, se viu diante de um pé de mesa e quase cai para trás. Os cuidadores dizem que já existia uma suspeita, porque o casal se relaciona há mais de 26 anos e nunca tiveram filhotes, apesar de Frederica se comportar como o esperado para uma boa fêmea. O casalzinho só andava, nadava, comia e dormia juntinhos, espalhando carinho e ciumeira aos que observavam de longe. Dou por visto a fofoca das tartarugas vizinhas e agora não vai ter quem segure as más-línguas. É por isso que se diz que onde tem fumaça, tem fogo.

Jonathan agora está sendo chamado, nas redes sociais, de tartaruga homossexual e o governo da Ilha até emitiu comunicado abençoando a relação e dizendo que o carinho com que o casal se trata serve de exemplo para o mundo. A relação é tão forte que enquanto Frederica recebia cuidados médicos, Jonathan não saiu um segundo do seu lado.

Jonathan chegou a Ilha de Santa Helena em 1882, como presente do governo da Austrália. Devido a seu temperamento irritado e de difícil trato, os cuidadores tiveram a ideia de apresentá-lo a uma fêmea, e foi aí que Frederica entrou no babado e assim vivem felizes e sorrido até os dias de hoje.

Lendo essa história lembrei do gato do meu amigo Pedrinho, que todos diziam que era homossexual e ele apostava que não. Certo dia, logo que o dia clareou, os amigos foram chamá-lo para ver um negócio. Quando Pedrinho botou a cabeça do lado de fora, viu Tufão, o gato, em colóquio amoroso com outro gato, na maior algazarra. Pedrinho olhou a cena, meio entristecido, porém, deu a ordem para que ninguém atrapalhasse aquele romance e assim foi feito. Quando tudo terminou, Tufão se recompôs e veio todo desconfiado para os braços de Pedrinho, que o acolheu com todo zelo e carinho.

Após tomar o café da manhã, de cara fechada, com Tufão deitado aos seus pés, Pedrinho levantou, pegou o gato, colocou no carro e se mandou para a praia de Diogo Lopes/RN. Chegando lá, entregou Tufão nas mãos de um amigo e disse: – É seu! O amigo pegou o gato, abraçou, perguntou o nome e quando Pedrinho respondeu que se chamava Tufão, o amigo disse: – Gostei, nome de cabra macho!

Nelson Mattos Filho

Anúncios

2 Respostas para “A tartaruga ninja

  1. Agora completou ! Nāo falta mais nada mesmo!Daqui à pouco vão culpar a Globo…kkkkkkkk.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s