Uma conversinha espacial


jupiterJúpiter, é o chefe supremo dos deuses, e também dos mortais. Filho de Saturno e Cibele. No início do seu culto era o deus do Céu e dos fenômenos atmosféricos, mas com o tempo perdeu esse carácter cósmico: tudo o que restou dessas funções foi o seu epíteto de “Deus do Trovão”. Este Deus passou a ser pai dos restantes seres. Júpiter é filho de Saturno, que devorava os filhos com medo de ser afastado do trono por algum deles, mas quando Júpiter nasceu a mãe entregou a Saturno uma pedra que ele engoliu sem perceber. Júpiter foi criado na ilha de Creta e foi alimentado pela cabra Amalteia e quando esta morreu, ele usou sua pele para fazer uma armadura. Quando chegou na idade adulta se rebelou contra o pai e o fez beber uma droga para que vomitasse e libertasse todos os irmãos que estavam na barriga de Saturno. Júpiter casou-se com Juno, sua irmã, e teve muitos filhos, entre eles, Marte, Minerva e Vênus.

jupiter-mancha-vermelha-original14

A história dos deuses gregos e romanos é misturada em um enorme caldeirão, onde os ingredientes, fé, emoção, lendas, mistérios e ceticismo, criam receitas maravilhosas e cheias de encantamento. Fui buscar na força do Deus do Trovão o fio da meada desse meu palavreado cósmico e meter meu bedelho no sobrevoo orbital da sonda Juno que inicia um ano de estudo para saber o que danado tem de bom no planeta gasoso. Somos um povo esperançoso por natureza e gostamos de olhar para o espaço em busca dos homenzinhos verdes montados em brilhantes discos voadores, mas até o momento tudo o que sabemos deles não passa do disse me disse, mas tem quem aposte que já teve a cara a cara com alguns deles e também quem declare, em alto e bom som, que já teve uns amassos esquisitos com os antenados em seções de alegres abduções. Pois bem, a sonda batizada com nome da esposa do poderoso Deus romano está futricando os segredos do gigante planeta e muito em breve saberemos coisas que nem de longe imaginávamos saber. Nas primeiras informações enviadas a Terra vieram alguns retratos das luas que orbitam o gasozão, mas nenhuma fotinha 3 x 4 dos rosto do jupitinianos. A sonda avaliada em mais de um bilhão dólares – dinheiro para se juntar com rodo – não foi a primeira a aproar o gasozão, pois outras andaram chegando perto, porém, não tão perto como a Juno. Uma das curiosidades que me chamou atenção é que se a sonda for capturada pelas forças jupitinianas, lá dentro os generais só encontram três bonecos feitos de Lego com as feições de Galileu Galilei e do casal Júpiter e Juno. Será mais um mistério para intrigar o povo do espaço. Outra curiosidade foi o registro dos sons capturados durante a aproximação da sonda e fiquei a imaginar quantos dólares serão gastos na tentativa de destrinchar do que se trata. Escute e dê o seu palpite:

ciencia-juno-nasa-20160630-001

Se com uma Lua orbitando a Terra os seresteiros daqui fazem miséria, imagine os de lá que têm uma ruma. Será que tem luau em Júpiter? Para escrever essa resenha me apeguei com o Wikipédia; Citi.pt e Veja.com        

2 Respostas para “Uma conversinha espacial

  1. Dia desses eu vi ele, através de um poderoso telescópio.
    Lindo, inteiro, imenso e carismático, com 3 luas super brilhantes ao seu redor.
    As faixas coloridas, muito diferentemente de todas as fotos que nós vemos, (inclusive esta, que ilustra o texto) estavam tão inclinadas que quase ficavam na vertical. Acho que são coisas do hemisfério norte..
    Só sei eu toda vez que me lembro dá vontade de rir ou chorar.
    Incrível..

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s