Avoante avoou


3 Março (258)

Voa Avoante, voa e vai fazer seu ninho em outro coração, mas saiba, e sei que você sabe, que meu coração é seu e dentro dele ficaram os galhinhos secos onde você deitava o corpo e se aninhava para me encher de alegria e paz.

Obrigado por tudo meu amigo. Obrigado pelo carinho, pelo conforto, pela segurança, pela paz, pela alegria, pelo prazer, pelos risos, pelos choros, pelas aflições, pelos ensinamentos e por ter me mostrado horizontes que jamais imaginei existir.

Foram dezesseis anos de cumplicidade, desses, onze anos e cinco meses morando a bordo. Uma vida recheada de alegrias, felicidades, amizades, aventuras, histórias, causos, navegadas – algumas boas outras nem tanto – e muito companheirismo, aconchego e carinho recíproco. Essa foi a nossa vida a bordo do Avoante durante todos esses anos. Agora chegou a hora de dizer adeus para seguirmos caminhos opostos. Nós tomaremos o rumo de terra, ele segue sua sina de bom marinheiro e tornará a fazer a alegria de novos companheiros, pois essa sempre foi sua missão.

Pois é gente, o Avoante não é mais nosso e não tenham dúvidas que foi a decisão mais difícil e complicada que já tomamos. Depois de onze anos e cinco meses precisávamos retornar para a loucura das cidades e tentar zerar pendências que foram sendo deixadas de lado. O mundo cobra, a vida cobra, o corpo cobra, a cidade cobra e diante de tanta sincronia de cobranças, as amarras voltam a ser lançadas sobre o caís.

– Planos de retornar ao mar? – Claro que sim, pois sobre o mar a vida é mais sensata, lógica, simples, descomplicada, desapegada e feliz, muito mais feliz! Demos sim uma guinada de 180 graus, mas é assim que faz o povo do mar quando precisa navegar para frente e por mais que tente orçar os ventos não permitem.

Continuarei aqui nesse cantinho a falar não somente do mundo fascinante que é o mar e tentando repassar os ensinamentos que aprendi, porque, assim como as fragrâncias e os sabores, os temas da vida são diversos. Continuarei com sempre fiz: Escrevinhando sobre o cotidiano da vida, das cidades, das coisas, dos mistérios, dos segredos, dos homens, da natureza e tudo de forma livre e desapegada, como bem me ensinou os deuses e seres do mar.

Avoante, avoete, arribação, pomba-de-bando, arribacã – nomes populares para a ave Zenaida Auriculata – é ave migratória que está sempre a se deslocar entre as Antilhas e a Terra do Fogo, tendo a caatinga brasileira região de pouso preferido. O Avoante migrava pelos mares e dele sempre recebeu carinho e permissão para seguir adiante.

Voa avoante, voa e faz seu ninho em outras paragens, mas não deixe nunca de ouvir o chamado do mar, porque lá estão as verdades do mundo. É no mar que a vida se refaz e o homem se recria.

Outros rumos virão, mas por enquanto o bordo é de terra!

Nelson Mattos Filho/Velejador

72 Respostas para “Avoante avoou

  1. Desejamos felicidades para o casal abraços Abelardo e Augusta

  2. Boa tarde

    Li seu relato com certa dor no coração.

    Oxalá esta estadia em terra seja rápida e possam voltar ao bom convívio do mar, sonho de muitos de nós que ainda não conseguimos.

    Parabéns pela coragem de ter mudado o rumo da sua vida nestes últimos 11 anos. Por certo foram compensadores.

    Que os próximos 11 sejam de muitas vitórias e realizações, seja, em terra ou a bordo de um novo barco.

    Vindo ao sul, não deixem de nos contatar. Apesar de não nos conhecermos, estamos a disposição para servir e auxiliar.

    Bons ventos sempre

    Pereira

    José Antonio Machado G Pereira
    http://www.standardbrazil.com.br
    pereira@standardbrazil.com.br
    41 9196.3748
    41 9978.3748

    • diariodoavoante

      José Pereira, que alegria ler essas palavras. Ficamos felizes por essa amizade, mesmo sem conhecê-lo. O mar nos ensinou e nos trouxe muitas coisas boas e a mais gratificante foram as amizades. Grande abraço e muito obrigado, Nelson e Lucia

  3. Toda felicidade para vocês neste novo bordo, mas os ventos mudam, novos bordo virão. Muito obrigado, abraço Eduardo

  4. Desejo felicidade e realização nessa nova fase ao casal avoante. Que Deus esteja com vocês nessa nova fase de navegações. O mar sente a falta de vocês.

  5. Não se esqueça que o meu também precisa avoar…
    Beto

  6. Francisco Vasconcellos

    De longe…muito longe mesmo, posso sentir o quanto esta família marinheira deve estar sentindo a transformação… a perda… a saudade do companheiro.
    Para o homem do mar (no sentido amplo, independente de gênero) o barco tem vida, tem alma… não é um objeto… No caso de vocês, era ainda mais… era o abrigo, a morada.
    Mas a maturidade nos faz aprender a conviver com perdas importantes durante a vida… e sempre recomeçar. Aliás, o espírito marinheiro sempre nos leva a buscar a próxima travessia, os próximos desafios. Olhar para o passado somente nos serve para traduzir as experiências em lições de vida que, o nosso grande Capitão do Avoante sempre nos brindou em seus textos.
    Não deixe de escrever Capitão… continuarei ansioso por conhecer suas experiências.
    E… como tive o enorme privilégio de um dia ser tripulante do Avoante e interagir com ele, usando o seu timão para juntos surfarmos algumas ondas no caminho Noronha-Natal, me despeço agradecido por ter me proporcionado esta experiência. Vai Avoante… forme outros marinheiros tão bons quanto o Capitão Nelson.

    • diariodoavoante

      Meu comandante, o Avoante só nos trouxe alegrias e com elas vieram as boas e verdadeiras amizades. Aquela velejada entre Fernando de Noronha e Natal, em 2009, ficou marcada como uma das melhores e suas palavras de agradecimento, durante a madrugada em seu turno de comando, ainda estão vivas em minha lembrança. Muito obrigado comandante Vasconcelos por dividir com a gente sua amizade. Receba nosso abraço, Nelson e Lucia

  7. Não sei se fico triste, ou se fico feliz por vocês. Sei muito bem o que esta sentindo neste momento,tenho um veleiro idêntico ao seu que esta a venda. Agora depois de ler o que escreveu,não sei se continuo a venda do meu, mexeu muito comigo. Te desejo todo sucesso em terra, bons trânsitos . rsrsrsrssr

    • diariodoavoante

      Sergio, muito obrigado pela palavras e desejo que tome a decisão mais acertada. O Velamar 33 é um barco maravilhoso. Abraços,

  8. Lindo seu texto, fiquei super emocionado!
    Desejo sorte na nova jornada desse casal lindo e tenham certeza que o avoante está em boas mãos!

    Abraços

    • diariodoavoante

      Esse é o Junior, o novo comandante desse veleiro lindo e apaixonante. Muito obrigado meu caro amigo e receba nosso abraço de carinho,

  9. Sucesso amigo, e continue a nós empolgar com as belas crônicas

    • diariodoavoante

      Obrigado Pedro e pode contar com isso. Abraços e já com saudade dessa Bahia maravilhosa e de mar encantador,

  10. Sucesso pra vcs nessa nova empreitada, mas tenho certeza que não demorarão a estar no mar novamente nos proporcionando essas histórias tão gostosas de ler!! Grande abraço e bons ventos!
    Felipe – Beleza Pura

  11. Nelson e Lúcia.
    Desejamos que vocês sejam felizes na nova pernada, da travessia da vida.
    Não será o fim, nem o começo. Apenas, mais uma pernada.
    O mar e nós, os amigos, seremos eternamente gratos a vocês e às vossas experiências.
    Voem, assim como o Avoante.

    Fábio e Kize

    • diariodoavoante

      Eita que é gostoso saborear o mel das amizades. Fábio e Kize, muito obrigado e que os oceanos sempre lhes dê carinho. Beijão, Nelson e Lucia,

  12. Carlos Jorge Santana

    Fiquei triste, mas na certeza de que vocês fizeram o que tinha que ser feito, peço a Deus que abençoe vocês e que jamais esqueçam desse mar de meu Deus. Bons Ventos também em Terra. ⛵️⛵️⛵️⛵️⚓️⚓️⚓️⚓️

  13. Linda despedida e homenagem ao seu amado Avoante! Sejam felizes, vcs três! Nós aqui sempre em terra firme, sentiremos saudades dos causos e lindas imagens feita à bordo! Estou triste, porém pensando que no coração da minha avó, haverá mais um pouquinho de paz! Parabéns ao Comandante Nelson, parabéns a sua suboficil Lucia e a todos os marinheiros e tripulações que já embarcaram nessa viagem!

    • diariodoavoante

      Obrigado sobrinha querida e obrigado também em nome todos aqueles que estiveram a bordo do Avoante e que você muito bem lembrou. Beijo,

  14. Nelson & Lúcia, boa sorte nos novos caminhos e desafios que virão … agradeço a oportunidade de conviver, aprender um pouco com vocês a bordo do Avoante, da boa culinária, velejadas, boas conversas e goles !!
    Ficou um vazio aqui no Aratu Iate Clube, espero revê-los breve em outras paradas, abç

  15. As mudanças sempre são benéficas espero que a sua não fuja a regra.
    Tenho certeza que vocês vão deixar saudades principalmente nos fins de tarde e noite quando tínhamos à oportunidade de saboreá uma boa pinga.
    Desejo-lhes toda felicidade a este casal que sempre demostrou alegria e otimismo.
    Um grande abraço e um beijo para este casal.
    Nadier e Conhita

    • diariodoavoante

      Meu caro comodoro, primeiramente gostaríamos de agradecer o carinho, atenção e amizade com que sempre o senhor nos acolheu. Peço perdão por não continuar escrevendo esse texto nesse momento, porque a emoção já me encheu os olhos. Um grande abraço, Nelson

  16. Wilson Cleto de Medeiros Filho

    A vida é feita de memórias, meu amigo e você fez muitas. Várias belas viagens e fotos de cair o queixo. Agora, continuarás a vocação de contar tão bem as histórias vividas a bordo desta embarcação que foi lar por tanto tempo. Parastes de navegar, mas nos permita seguir viagem em seus relatos de homem apaixonado pelo mar e por sua Lucia.
    Um forte abraço, Nelsinho! E viva o Avoante!

  17. Parabéns meu irmão pela sua decisão, vai acalmar o coração de nossa mãe…bom retorno à terra. Bj

  18. Nossas semanas, as vezes quinzenas, ficarão sem as lufadas e refregas de maresia que recebia mos com grande alegria, que refrescavam nossa alma marinheira e nos fazia rumar aos horizontes da imaginação.
    Uma coisa nessa vida é certa, é que tudo muda, e devemos compreende las, “deixa acalmar”, o jeito é ajustar as velas e seguir em frente. Felicidades nesse bordo e que Deus os abençoe, grandemente.
    Ps.:”Eitxa” tripulação grande, que tá desembarcando junto o Capitão Nelson e Lúcia do Avoante, agora ele avoa.

    • diariodoavoante

      Meu amigo irmão, continuaremos traçando rumos e rabiscos pelos oceanos virtuais, pois quem prova o sabor do mar e o carinho do vento açoitando o rosto jamais conseguirá viver sem eles. Grande abraço e um cheiro, Nelson

  19. Mauricio S Rosa

    Nelson/Lucia,

    Vocês não estão no mar, mas o mar sempre estará em vocês, assim como o Avoante.
    Avante Avoante! Novos caminhos, novas aventuras, novos companheiros.
    E para vocês, de volta a terra, idem!
    Felicidades! E avisem qdo sair o novo volume de crônicas, marítimas e terrenas!
    Grande abraço, bons ventos sempre!
    Mauricio Rosa

  20. Estou fora do pais e fiquei tocado com esta noticia. Quando voce e D.Lucia quiserem rodar uma catraca sejam bemvindos a bordo do Pinauna.

    • diariodoavoante

      Meu caro comandante Pinauna, compartilhar da sua amizade e ter o prazer de ouvir seus ensinamentos é para nós motivo de imensa alegria. Como diz o poeta: …um dia eu volto… Grande abraço e obrigado por abrir as “portas” do Pinauna para esses novos malucos urbanos,

  21. Julival Fonsêca de Góes

    Caros Nelson e Lúcia, sabem vocês que mesmo não sendo dos melhores e também dos piores, gosto de escrever. E em consequencia, me estendo alem da paciencia dos amigos. Desta vez, uma exceção, diante da inesperada informação quanto ao destino do AVOANTE sem o comando do coração de vocês. Por isso, resumo, relembrando ao saudoso ZITO, MENINO NOVO”: ” A SAUDADE QUANDO NÃO MAIS CABE NO CORAÇÃO, ESCORRE PELOS OLHOS”. Fraternalmente,
    Julival Fonsêca de Góes( S E D U T O R , o veleiro amigo)

    • diariodoavoante

      Caro amigo Julival, suas palavras trouxe-me a emoção vivida pelo Menino Novo.Muito obrigado grande Sedutor e semeador de boas e sinceras amizades. Receba um grande e apertado abraço, Nelson

  22. Nelson, como você disse, avoante é ave migratória e tem na caatinga seu melhor pouso. Tenho a certeza que depois do descaso, voltará a voar.
    Que seja breve este descanso.
    Forte abraço e beijo em Lúcia.

    • diariodoavoante

      Meu comandante, estou na espreita dos ventos urbanos e esses estão a cada dia em quadrantes alheios a razão. Grande abraço, Nelson

  23. E a Baía entristeceu-se, Todos os Santos calaram-se…
    Esse foi o sentimento que me veio no peito ao ler sua despedida do nobre Avoante, meu amigo Nelson.
    Já era anunciado esse momento, mas no fundo eu pensava: Não existe Avoante sem Nelson e Lúcia!
    A página do Diário do Avoante de hoje se resume em Saudades, em palavras que voam longe rasgando o peito de dor. Mas, a arribaçã tem que seguir sua sina, e avoar, avoar…
    Obrigado meus amigos Nelson e Lúcia, eterno Casal Avoante, por tudo o que nos proporcionaram, por nos tornar marinheiros, por nos presentear com a simplicidade de quem tem o Mar correndo nas veias.
    Obrigado pela Amizade sincera, que “é um santo remédio, um abrigo seguro…”.
    Que a nova jornada seja cumprida com a sabedoria de sempre, com muita Paz e Saúde!

    Mucuripe.

    • diariodoavoante

      Poeta é poeta! Eita que esse cabra é um danado! Obrigado meu grande amigo e ainda está viva na cachola o dia em que chegou em minha “porta” um cearense querendo dar um passeio pelas águas do amado Potengi.Grande abraço meu amigo e obrigado pela sua amizade, Nelson

  24. Nelson e Lúcia,

    Estaremos sempre aqui em Maceió à espera do coração do Avoante que são
    Vocês.

    Boa sorte e vão em frente.

    Mário Engles e Helena Maria.

  25. JUAREZ B PONTES JR

    Grande Nelson, querida Lúcia…
    Como bem comentou o capitão Mucuripe, foi um Pit Stop anunciado, mas mesmo assim a decisão de arribar, mudar o curso, atracar em porto seguro e fazer ninho em terra, deixou uma legião de seguidores do ” Diário do Avoante” meio que órfãos de histórias e causos. Tudo contado de forma tão primorosa, que até aqueles aversos às coisas do mar se apaixonaram pelo tema. Sucesso na nova empreitada e um breve retorno ao  mar. Até lá que os “causos” e histórias de Marina continuem a fazer a alegria dos discípulos do Avoante.

    • diariodoavoante

      Juarez, obrigado pelo comentário e tenha certeza que os causos e memórias continuaram a fazer parte das páginas desse blog e incentivando o sonho de novos marinheiros. Abraços, Nelson e Lucia

  26. Bom dia amigos Nelson e Lucia! Triste em saber da separação de vcs, mas alegre em vê-los seguindo em frente com esperança de volta, com firmeza nos passos e determinação para o regresso. A Bahia não será a mesma sem vocês, como bem escreveram acima, e sempre que passarmos lá, sentiremos imensas saudades do convívio alegre e desbravador. Tudo de bom nessa nova jornada e quando quiserem sentir o sal no rosto, o Vento IV está a disposição sempre. Grande abraço.
    Ricardo e Jackeline.

  27. Francisco Rebelo

    O mundo do anda cheio de notícias que nos doem ouvir. Umas parecem pessoais demais, mas como estamos distantes e não conhecemostra os autores, bastam em si mesmas. Essa me entristeceu, porque o Avoante transformou-se no meu barco. Nele eu viajava, cozinhava, curtia o litoral, fazia novos amigos. Tudo isso através dos posts de vocês. Mas não importa. Sendo o que o destino traçou, tá feito. Mas não se afastem. Esse blog já não é de vocês. Virou patrimônio imaterial do bom e velho jornalismo. E mais ainda. É honoris causa na arte da boa literatura. Aquela que cativa e prende o leitor com gosto de quero mais. Bons ventos para esse casal maravilhoso.

    • diariodoavoante

      Francisco, que bom saber que o Avoante produziu frutos doces e saudáveis. Muito obrigado meu caro amigo, Nelson

  28. Amigo Nelson,

    Que pena ver o Avoante ir embora, passamos umas das melhores férias da nossa família abordo dele, porém agora teremos vocês com mais tempo em Natal, ummm esse lado também é bom. Manda notícias. Abs Bruno Paty Yash e Arthur. Sorte e saúde.

  29. CLAUDIO SELIGRA

    Nelson e Lúcia: não tive tempo de conhecê -los mais, pessoalmente, a não ser por breves instantes no Aratu Iate Clube, por intermédio de meus amigos Haroldo Quadros e Michael Gruchalski.
    Mas passei a acompanhar algumas postagens do Diário do Avoante e de certa forma, me tornei cúmplice de suas aventuras, pois morar em um Barco sempre foi um sonho que tive, ainda realizado.
    Mas talvez o realize, a despeito da resistência de minha esposa, que paulatinamente espero vá diminuindo…
    Quero primeiro lugar lhe dar os parabéns, Nelson, pelo seu estilo leve e simpático de escrever.
    Também desejar ao casal boa sorte em sua nova empreitada e solidariedade na despedida ao seu querido Avoante, pois já senti, algumas vezes, o quanto é difícil nos despedimos de um. Arco que amamos.
    Boa viagem e breve retorno à vida no mar.
    “Navegar é preciso, viver, não é preciso. E continue seu blog, Nelson.

    Por último, aproveito para lhes deixar aqui um link de uma história também interessante, de outro morador do mar, contada numa entrevista no Blog do #SAL, que acompanho e recomendo a você e a todos os amigos velejadores.

    • diariodoavoante

      Claudio, desejamos que seu sonho com o mar se realize o mais breve possível, pois sabemos das maravilhas existentes sobre o reino de Netuno. Um dia ainda teremos a alegria de ancorar nosso veleiro ao lado do seu. Grande abraço e obrigado,

  30. MAR rima com LAR. Casal amigo e querido Lúcia e Nelson, navegar sempre com estes veleiros que somos nós mesmos. Forte abraço.

  31. Amigos, ainda incrédulo e sem forças para comentários. Li, todos os já escritos e por eles me senti envolvido.

    • diariodoavoante

      ÉH meu amigo, a vida é um labirinto onde os corredores muitas se embaralham e confundem a razão. Grande abraço e já estamos na terrinha,

  32. Cicero Carlos de Farias

    Seja lá qual for a nossa decisão, viver já é uma grande aventura e cada manhã será sempre um recomeço. Saiba amigo Nelson que cada frase abaixo lembra você.
    Que bom fazer o que bem queremos,
    Morar no mar sob um teto estrelado
    Sentir a brisa fresca a cada momento,
    Apreciar beleza da vida nas criaturas,
    Dormir de gaiútas abertas sem temor,
    Quão bom vivermos juntos em união.

    • diariodoavoante

      Cicero, fico feliz em saber que meus sonhos criaram boas raízes. Meu caro amigo, a vida sobre o reino de Netuno me trouxe certezas que por mais que a cidade tente apagá-las jamais conseguira. Grande abraço, Nelson

  33. Nelson, vocês são uma referência no meio da vela e o Avoante uma linda história de amor.

  34. Nós não poderíamos deixar de deixar nosso comentário aqui, afinal, vivemos lembranças memoráveis no pequeno Avoante com vocês. Essa é mais uma das lições da vida que vocês estão nos fazendo encarar: a vida é cíclica! Às vezes, tudo aquilo que parece “estar no seu lugar” se muda, a gente assusta, e depois percebe que nada é mais normal do que isso. Felicidades, pés descalços, nesse novo ciclo (e que seus pés se acostumem novamente às sandálias…). Aposto que vcs voltaram muito diferentes para essa nova experiência! Grande abraço, daqui de Palmas!

    • diariodoavoante

      Mara e Ricardo, tripulantes queridos em dias maravilhosos. Ainda estamos assustados com a mudanças, mas estamos mantendo o rumo e caminhando firmes para uma feliz readaptação. Um grande beijo, Lucia e Nelson

  35. paulotrigueiro2015

    Amigo Nelsinho,

    Fiquei surpreso com essa notícia. Devido os longos 11 anos como homem do mar, casal do mar, nunca pensei que retornariam a terra. Já não vejo o meu amigo de infância como uma pessoa igual a grande maioria daqueles que viveram conosco um tempo de mocidade. Nelsinho e Lúcia são para mim seres náuticos, mesmo que venham habitar novamente na terra. Desejo vê-los felizes nesse novo rumo de suas vidas. Conte conosco para trocamos experiências e lembramos dos velhos tempos da rua Teotônio de Carvalho, no Tirol, em Natal. Felicidades Mil Abraços Paulo Trigueiro

    PS: Resido na Av. Nilo Peçanha, 301 – apt 302 – Petrópolis – Natal (84) 99189-9293

    Date: Mon, 20 Jun 2016 16:34:17 +0000 To: paulotrigueiro@hotmail.com.br

    • diariodoavoante

      Paulinho, a decisão foi difícil sim e a readaptação está sendo dolorosa, mas vamos sobreviver a tormenta. Muito obrigado e estaremos sempre ao seu dispor. Abraços, Nelson e Lucia (84)99658-8080

  36. Rui Alcide Talaia

    Comandante e Almiranta,
    Sei que a decisão não deve ter sido fácil, pois o vicio do balanço do mar é por demais enraizado na alma de quem vive ou viveu no mar. Nelson e Lucia, desejo a vocês toda a sorte deste mundo, que a felicidade e a alegria que vocês dois transmitem não tenha fim nunca. Estamos de porta e coração aberto, quando quiserem vir a Sampa tem um lugarzinho especial para recebe-los assim como o NAUMI os recebeu.
    Um forte abraço nos dois.
    Rui Talaia e Eliete

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s