Um passeio em família


IMG_0297

Tivemos a alegria de receber a bordo durante a Semana Santa os sobrinhos Gilmar, Grace, Giulia e Giovana, que vieram de Brasília para uns bordos pelos canais da Baía de Tinharé, que tem o Morro de São Paulo como um dos destinos mais desejados pelos turistas que chegam a Bahia. Foram quatros dias de alegria e que teve início em Salvador, dia 24/03, quando a família embarcou para uma velejada gostosa até a Gamboa do Morro, que serviu de base para nosso passeio. Sempre ancoramos na Gamboa, porque a ancoragem em frente a vila de Morro de São Paulo não é das mais favoráveis devido ao grande número de embarcações de transporte e passeio que ancoram por lá e não respeitam os limites de velocidade próximo as ancoragens. Aliás, a falta de educação náutica por parte de comandantes de lanchas, motos aquáticas e embarcações de transporte é um tema recorrente e que passa incrivelmente despercebido diante do nariz das autoridades marítimas. 

20160324_12511620160324_173651

A velejada de Salvador a Morro – como a região é batizada pelo povo do mar – é simplesmente fantástica, desde que feita em época certa e seja observada as condições meteorológicas. São 30 milhas náuticas de mar aberto, vento brando e mar de almirante, onde invariavelmente podemos fisgar um peixinho para alegria da tripulação. Alguém há de perguntar:  – E o tempo de velejada? – Bem, tudo vai ficar por conta do vento e do mar, mas normalmente é feita na média de 6 horas de barra a barra. Porém, temos que levar em conta o porto de saída. Se a saída for da Baía de Aratu, onde se localiza o Aratu Iate Clube, a marina Aratu e a marina Ocema, acrescente ao tempo de velejada umas quatros horas, porque a distância até a Barra de Salvador é em torno de 15 milhas. Uma milha náutica equivale a 1,852Km. Chegamos ao Morro no comecinho da noite da quinta-feira, 24/03, com maré de vazante e Lua cheia.

IMG_0300IMG_0302IMG_0303IMG_0286IMG_0308

Na Sexta-Feira da Paixão navegamos até a cidade de Cairu, mas não desembarcamos. Primeiro que Lucia serviu uma deliciosa moqueca de peixe com camarão seco defumado, que degustamos ancorado em frente a bela cidade histórica. Não é fazendo inveja, mas a moqueca estava de-lí-ci-o-sa. O segundo motivo foi que a tripulação iria fazer o passeio, no dia seguinte, em volta da ilha de Tinharé, a bordo de uma lancha rápida e uma das paradas era justamente em Cairu. Diante disso, e com o sabor da moqueca perfumando o paladar, levantamos âncora e retornamos a Gamboa do Morro, numa navegada ao pôr do sol e diante de uma paisagem de encantar o olhar dos mais exigentes.

20160326_15364720160326_172406

No Sábado de Aleluia, como a tripulação foi fazer o passeio de volta a ilha, demos uma arrumada no Avoante e desembarcamos para prosear com os amigos que estavam na ancoragem e ficamos jogando conversa fora, regada com umas cervejinhas geladas, até que o sol se pôr.

20160326_194458

A noite mais uma vez Lucia mandou ver nas panelas e serviu Conchilhone de Bacalhau, que nem é preciso dizer que estava ótimo, e foi mais uma noite de bons papos no cockpit.

IMG_0318IMG_0319IMG_032120160327_163726

No domingo, 27/03, pela manhã, os sobrinhos embarcaram no catamarã Gamboa do Morro e retornaram a Salvador, para pegar o voo de volta a Brasília. Às 11h30min, levantamos âncora, abrimos as velas do Avoante e aproamos o rumo de Salvador, onde chegamos no Aratu Iate Clube às 23horas e 30minutos. Doze horas de uma velejada maravilhosa e que tivemos a alegria de dar carona a um pássaro oceânico que pousou na borda do nosso botinho de apoio e ficou até o começo da manhã da segunda-feira. Porém, o mais gostoso de todo esse passeio foi ver a felicidade de Gilmar em ter mostrado as filhas, Giulia e Giovana, um mundo em que a simplicidade e a interação permanente com os elementos da natureza transformam vidas e torna a alma do homem livre para sonhar e desbravar novos horizontes.

 

8 Respostas para “Um passeio em família

  1. Zilma Martins Almeida de Medeiros

    Nelson e Lucia, quero me programar pra fazer uma viagem dessas, vou pra Salvador de la vamos nos encontrar o que vocês acham?
    Quanto custa um passeio desses?

    • diariodoavoante

      Minha cara amiga Zilma, quando pretendem vir a Salvador? Será uma alegria recebê-los a bordo do Avoante. Dia 10 de abril iremos a Natal pegar o barco de um amigo para trazê-lo para Salvador. Acho que só estaremos disponíveis a partir do dia 08 de maio. Grande abraço, Nelson e Lucia

  2. julival fonseca de goes

    Legal Comandante Nelson. Parabens a todos e mais ainda aos quatro”Gs”( Gilmar, Grace, Giulia e Giovana,) que fugiram do caldeirão da intriga(Brasilia) e vieram passar uns dias de folguedos na Bahia. Por oportuno, transmita por favor à primeira Dama, que quando for para tratar os peixes que me convoque. E quando for para servir o banquete aos outros, que me reserve os pratos para lavar.. Um abração, Julival Fonsêca de Góes( SEDUTOR, o veleiro amigo).

    • diariodoavoante

      Meu caro Julival, que boas risadas dei com esse seu comentário carregado de alegria. Pode deixar comandante, que você será convidado, juntamente com a almirante maior do aconchegante Sedutor. Grande abraço, Nelson

  3. Podíamos nos limitar a agradecer a acolhida 5 estrelas no Avoante e a cozinha saborosa e criativa da D. Lucia. Não sabíamos que tipo de experiência seria e nos encantamos com o que vivemos. Voltamos a Brasília com “mais bagagem”: a maior proximidade com a natureza, o uso disciplinado dos recursos, a solidariedade, a interação com as pessoas e a comunicação entre elas… Enfim, aspectos básicos que são deixados de lado e até esquecidos em função de uma rotina frenética que nos consome completamente. Obrigada, Nelson e Lucia, pela oportunidade de uma experiência plena e de nos proporcionar esse “outro olhar”!
    Beijo grande!
    Família G4 (Gilmar, Grace, Giulia e Giovana)
    P.S.: Julival, a Lucia não nos deixava lavar os pratos.

    • diariodoavoante

      Obrigado Grace, Gilmar e meninas, vocês nos proporcionaram momentos maravilhosos e deixaram muitas saudades. Um grande beijo,

  4. Alexandre Giovanetti Lima

    Que legal! Família é tudo de bom e ter familiares com barco é melhor ainda….rsrsrsrs
    Realmente os pratos são de dar água na boca. Parabéns à Sra. Lúcia!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s