Pirataria seguida de morte acende alerta no Caribe


CARIBE

Foi no paraíso da imagem acima que aconteceu o mais recente caso de pirataria nas águas caribenhas e que deixou velejadores que estão navegando aqueles mares em polvorosa. O caso aconteceu na Baía de Wallilabou, São Vicente e Granadinas, que serviu como cenário para o primeiro filme Piratas do Caribe, e teve um triste desfecho com a morte de um velejador alemão de 48 anos, que estava acompanhado da mulher e dois filhos. O casal passava férias quando o iate foi invadido, durante a madrugada do dia 04/03, por dois homens armados e encapuzados que levaram, além da vida do velejador, dinheiro, cartão de crédito e feriram o capitão do barco. “Esse ato criminoso perturba a paz das pessoas em seus iates e custa milhões. Porque, aqui, nós vendemos paz, segurança e a possibilidade de descanso”, disse o primeiro-ministro de São Vicente e Granadinas, Ralph Gonsalves. O site do Ministério do Exterior alemão divulgou alerta aos viajantes para os riscos com a pirataria na região do Caribe. Fonte: DW made for minds.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s