Falando da vida alheia


Vajoliroja-BOAT-SHOW

Já não se fazem mais piratas como antigamente, porque antes os caras eram o cão em figura de gente e não se dobravam nem para uma esquadra carregada com mil canhões, avalie para os amuos de uma mulher. Pois num é que o Jack Sparrow, ou melhor o Johnny Depp, teve que vender o iate Vajoliroja, formado com as letras do nome de sua ex-mulher, dele e dos filhos, para poder ter paz no novo casamento. A embarcação havia sido comprada por Depp em 2007, quando o ator era casado com Vanessa Paradis, atriz e cantora francesa e foi vendida depois que ele casou com Amber Heard, atriz e modelo norte americana, em 2015. A informação está no site site US Weekly que futrica a vida das celebridades. Essa fofoca me lembrou algumas histórias que rolam nas mesas de bate papos de velejadores. Dizem que já teve barco que foi serrado ao meio, durante briga de casal. Outro até hoje não sai do clube e o marido é obrigado a manter a embarcação em ótimo estado de conservação, mas não pode nem embarcar, como castigo – imposto pela esposa – por ter sido flagrado navegando com uma “prima distante”. Pois é, até o Jack Sparrow, com aquela cara de valente, teve que baixar a crista e enrolar a bandeira da caveira para poder dormir sossegado.

Anúncios

2 Respostas para “Falando da vida alheia

  1. Como eu sempre ouvi, homem casado só tem dois tipos: os mandados pela mulher e os mentirosos

    Curtir

  2. Quando quer, mulher é o cão! Eu não venderia…

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s