Serra Negra do Norte, uma cidade brasileira


IMG_0252

Nem só de vento e mar vive um velejador de cruzeiro, porque na vida são infinitos os horizontes a serem navegados. No final do mês de maio deixamos o Avoante descansando nas águas da Bahia e pegamos a estrada para uma viagem entre roteiros que cortam dunas do litoral, serras, campos e caatingas do sertão brasileiro. Uma viagem que reflete a imagem de um pais multifacetado e que passa muito distante das certezas. O Brasil é lindo, o que é feio é a esperteza encravada e cultuada entre as paredes enlameadas dos seus palácios.

IMG_0262

Serra Negra do Norte, município localizado na região do Seridó do estado do Rio Grande do Norte, distante 330 quilômetros de Natal, com uma população de pouco mais de 7.500 habitantes e dotado de clima semi-árido. Cercada de serras, que lhe dá um charme especial, e de vegetação com predominância da caatinga. A cidade se formou nas margens do Rio Espinharas e sob a proteção de Nossa Senhora do Ó, padroeira da cidade. Chegar até lá partindo de Natal é muito fácil: Basta seguir pela BR 226 até a cidade de Currais Novos e de lá pegar a BR 427, que cruza a cidade de Caicó, numa viagem de pouco mais de quatro horas. Ficamos hospedados no Hotel Fazenda Chácara Nova Vida, que dispõe de uma excelente infraestrutura.

Localização de Serra Negra do Norte Essa imagem copiada do Wikipédia mostra a localização da cidade no mapa do Rio Grande do Norte e que fica parede e meia com a Paraíba.  E para a turma da exatidão, ai vai o waypoint: 6° 39′ 57″ S, 37° 23′ 49″ W

IMG_0197IMG_0257IMG_0261

Fomos até lá para assistir o casamento de um sobrinho e fiquei encantado com a pequena cidade seridoense. Limpa, bem organizada e valorizando seus antepassados, que tem como um dos principais personagens Dinarte de Medeiros Mariz, ex-governador do Rio Grande do Norte, ex-senador da república e que por mais da metade do século XX foi um dos mais influentes políticos do estado. Dinarte Mariz, faleceu em 1984, aos 84 anos. Os alpendres da fazenda Solidão, de sua propriedade, são testemunhas de boa parte da história do RN. Já disse aqui que sou um apaixonado pela história e ao caminhar por paisagens como o Seridó, me vejo diante do futuro.

IMG_0254IMG_0267IMG_0271

Gosto de fazer os caminhos do interior mesmo reconhecendo que a paisagem e a vida do campo estão descaracterizadas por um modernismo destoante. Caminho com os olhos atentos em busca da pureza que um dia era exposta e hoje resiste apenas na saudade. Gosto de sentir o cheiro do chão, do mato, dos animais, da chuva, do estrume do gado, do calor e do frio. Gosto do silêncio da paisagem e do voo livre dos pássaros. Gosto daquela visão que parece parada no tempo, mas que conta um enredo maravilhoso e tão cheio de personagens. Adoro a paisagem do interior! Passei pouco menos de vinte e quatro horas em Serra Negra, mas deu para ver um pouco de sua história e saber um pouco de suas lendas. Tudo começou com uma grande sesmaria doada ao capitão Francisco de Oliveira Toledo e que foi sendo repassada de mão em mão, entre parentes e aderentes, até chegar nas mãos de um certo Francisco Solteirão, que devido a sua grande religiosidade doou tudo para os domínios da igreja nos idos anos 1700, que já havia erguido a capela de Nossa Senhora do Ó. Dizem que o nome da cidade veio da vegetação rasteira e escura que domina o contorno montanhoso, porém, existe uma lenda que conta ter existido uma negra mestiça, de má índole e nômade, que havia sido trazida por Manoel Pereira Monteiro, um dos fundadores da cidade, e que certo dia foi morta por uma onça. Por isso chamavam o lugar de Serra da Negra. É sempre assim: Entre verdades e lendas existe um mundo obscuro e incrivelmente verdadeiro.    

IMG_0275IMG_0277

Me encantei sim com Serra Negra do Norte e sua geografia típica de um nordeste mais belo. Tive a felicidade de sentir a alegria do sertanejo diante de uma chuva inesperada, bem vinda e que refrescou a nossa noite. Estive a poucos metros de um magestoso, generalista e oportunista Carcará, ave imortalizada nos versos do saudoso compositor João do Vale e desejei um dia rever tudo isso.

IMG_0272

Temos um projeto de conhecer todo o estado do Rio Grande do Norte e consequentemente o Brasil como um todo, principalmente as pequenas cidades. Não queremos seguir pelas veredas oficiais, desejamos ter uma visão mais real e que passe distante dos reclames publicitários turísticos. Queremos o simples, o natural, o verdadeiro, caminhar com o pé no chão, sentir o sabor da culinária, o calor da feira livre, o povo em sua mais pura essência. Quem sabe um dia… ! Por enquanto vamos seguindo assim.

Anúncios

16 Respostas para “Serra Negra do Norte, uma cidade brasileira

  1. João Vianey de Farias

    Caro Nelson, se em menos de 24 horas de permanência em Serra Negra do Norte você conseguiu captar todas essas informações e tão belas imagens, imagine o que fará quando colocar esse projeto de se embrenhar pelos sertões potiguares com um pouco mais de tempo!
    Quando puder, dê “um pulo” na Serra de Santana – Lagoa Nova (pertinho de Currais Novos) e ficará, igualmente, encantado – especialmente com o povo de lá! Um abraço fraterno, João Vianey

    Curtir

  2. Nelsinho, Tive o prazer de morar e trabalhar nessa encantadora cidade no tempo do Bandern. Terra maravilhosa de um povo muito hospitaleiro. Serra Negra do Norte é tudo que você descreveu e algo mais. Parabéns. Carlos Alcyr.

    Curtir

  3. Obrigada por tantos elogios, sou natural de serra negra, e lá é realmente uma linda cidade.

    Curtir

  4. o filho de serra negra, fiquei feliz com a reportagem e fiz questão de encaminhá a todos os amigos. Sou eternamente feliz pela beleza que serra negra tem de encantar todo aquele que visita. Todos nós devemos divulgar essa bela mensagem. Parabéns e obrigado.

    Curtir

    • diariodoavoante

      Evanildo, fiquei feliz por esse comentário tão recheado de recordações. Sua cidade é muito bonita. Um grande abraço, Nelson

      Curtir

  5. Perfeita descrição! Só quem enxerga com a alma e relata com o coração, define tão bem nossa pequena, bela e aconchegante cidade! Que bom que gostaram. A animação de vocês surpreendeu a todos. Abraços, para o Nelson e a Tia Lúcia!.

    Curtir

  6. Sou descendente da negra, da serra, sou filho de Serra Negra. Sempre falei para os amigos nos mais distantes lugares por onde morei, passei , continuo passando que Serra Negra é um dos lugares mais bonitos que conheço. Sei que não sou árvore para ter raiz, mas um muito de mim permanecerá para sempre nesse lugar de sonhos. Parabéns pela matéria. Bateu uma saudade enorme e uma maior vontade de voltar.
    Luiz Carlos

    Curtir

  7. Francisco Gomes

    No primeiro semestre do ano 2000 fui a Sousa, no alto sertão paraibano. Tanto na ida quanto na volta entrei pela cidade de Serra Negra do Norte, atraído pela beleza do lugar, e pela bondade, generosidade e hospitalidade do seu povo e da sua gente.

    Parabéns pela belíssima reportagem!

    Abraços.

    Francisco Gomes

    Curtir

    • diariodoavoante

      Francisco Gomes, fico feliz em você ter gostado do post e também pela sua participação nos comentários, que só enriquecem a matéria. Abraço, Nelson

      Curtir

  8. Obrigada por colocar a minha sempre bela Serra Negra em destaque.fiquei orgulhosa.

    Curtir

    • diariodoavoante

      Elza, nós é que temos a agradecer de termos conhecido sua bela cidade. Abraços e obrigado pelo comentário, Nelson e Lucia

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s