Uma declaração surpreendente de um secretário estadual de turismo


IMG_0004

Uma declaração do secretário estadual de Turismo do Rio Grande do Norte durante um encontro na Companhia Docas do RN para incluir Natal em uma rota de navios de cruzeiro entre Portos do nordeste, traduz um pouco da linguagem existente entre nossas autoridades e que faz o universo náutico brasileiro ser tão sem importância, discriminado e com horizontes nebulosos. O secretário que é empresário do ramo hoteleiro e presidente da Associação Brasileira da Industria de Hotéis, foi um dos debatedores do encontro proposto pela Associação Brasileira das Empresas de Cruzeiros Marítimos (Abremar), e quando chegou sua vez de falar partiu para logo para o ataque numa declaração surpreendente: “Eu acho que é uma concorrência desleal com a rede hoteleira. Hotel paga ISS e ICMS e gera 350 empregos, no meu caso, e mais de 10 mil empregos em Natal. Navio não paga ISS, só ICMS e não gera nenhum emprego”. Na entrevista apos o encontro a assessora de imprensa da Abremar lembrou que o navios de cruzeiro geraram 15 mil empregos em 2014. O secretário respondeu que em Natal não havia gerado nenhum e foi quando a assessora perguntou se ele estava ali na condição de presidente de hotel ou com secretário de Estado. Resposta: – Como secretário também. E como secretário, sou contra esse projeto porque dá prejuízo de R$ 300 milhões. Assessora de imprensa: – Prejuízo na sua conta ou na do Estado? Resposta: – Na do Estado. Li a matéria assinada pelo jornalista Dinarte Assunção, publicada no site Portal no Ar, abismado, e fiquei matutando com meus botões: Se um secretário estadual de Turismo diz uma coisa dessas e se posiciona contrário a um setor que movimenta milhões de dólares e que recentemente recebeu fortunas em investimentos governamentais somente nos modernosos terminais de passageiros, imagino o que ele diria se alguém fosse lhe pedir incentivo para projetos de instalação de marinas públicas para apoiar a vela de cruzeiro.    

Anúncios

22 Respostas para “Uma declaração surpreendente de um secretário estadual de turismo

  1. julival fonseca de goes

    SIMPLESMENTE INACREDITÁVEL! VIXE MARIA! PERDOAI PAI, O APADRINHADO POLITICO NÃO SABE O QUE DIZ……DIVULGAREMOS PERANTE O TRADE TURÍSTICO. OBRIGADO, JULIVAL FONSECA DE GÕES

    Curtir

    • diariodoavoante

      Caro Julival, infelizmente a declaração foi digerida na mais perfeita harmonia pelo governo e pela imprensa local. Todos continuam em seu devido lugar! Abraços, Nelson

      Curtir

  2. Eu sinceramente não sei o que dizer. As pessoas responsáveis pelo turismo em Natal, uma cidade que tem nesse segmento sua maior fonte de renda, parece que nunca saíram da cidade pra ver como é o mundo lá fora. Não se tem paradas de ônibus, indicativos para orientar o turista, ônibus para pontos turísticos (aqui se acredita que todo turista é rico e tem que alugar carro ou pegar taxi), como fazer elas entenderem que uma marina pode ser um bom negócio pra cidade e pro turismo?

    Curtir

  3. lamentavel!
    Visão míope desse secretário! Pior que temos diversos iguais a ele, infelizmente…
    Abraço,
    Adriano
    Veleiro Desmantelo

    Curtir

  4. Jurandir C.Gonzaga

    A meu ver, deveria ser demitido sumariamente, sem direito á cafézinho., Lembrando, que nós seres humanos (sem exceção) somos todos dependente da Água (seja Rio ou Mar)

    Curtir

  5. Os navios de cruzeiro não concorrem com os hotéis, muito pelo contrário, ambos se somam para que se consolide um turismo de qualidade. Posição equivocada a do secretário estadual de turismo.

    Curtir

    • diariodoavoante

      Caro Lúcio Flávio, agradeço a sua valiosa participação nesse debate e fico feliz em ver você navegando pelo blog. Grande abraço, Nelson

      Curtir

  6. de certa forma ele está certo. este é um turismo de passagem, passa algumas horas na cidade, normalmente não há consumo, a não ser de algumas lembranças e vai embora.
    Agora, o que a cidade tem de atrativo para fazer com que estes viajantes queiram voltar e ficar por mais tempo? Que tipo de informação é passado para estes passageiros.
    Obs.: Não sou do ramo hoteleiro ou de alimentação, não sou politico, apenas analiso o fato a muito tempo.
    Já o turismo náutico, a Bahia teve uma projeção muito grande no exterior, porém o governo passado destruiu o trabalho feito anteriormente e os grandes eventos desapareceram do nosso estado.

    Curtir

    • diariodoavoante

      Caro amigo Marcos, como empresário e presidente de uma associação da classe hoteleira ele até pode ter razão em espernear e gritar, mas como secretário estadual de turismo, essa declaração é uma lástima. Ele não está secretário para defender o seu bolso. Ele está lá para defender os interesses de um estado. Grande abraço, Nelson

      Curtir

  7. João Paulo - JP

    IMAGINE O QUE ELE PENSA DA PONTE!

    Curtir

    • diariodoavoante

      JP, por ele a ponte seria rente ao rio, o que impediria definitivamente o acesso de navios de passageiros. Abraço, Nelson

      Curtir

  8. Rapaz, vou dizer um negocinho só.
    Este camarada, além de mal intencionado, é muito do burro, isto sim.
    Mal intencionado, pois não deveria estar em um evento na condição de agente público, só para defender seus interesses pessoais.
    E burro porque a grandissíssima maioria das pessoas que vão de navio de cruzeiro a uma cidade fartamente servida por vias aéreas e terrestres, o fazem só e somente só pelo prazer e o inusitado da viagem marítima em um navio de luxo, inclusive em um roteiro que inclui várias localidades e não uma só.
    Ninguém, ou quase ninguém, que opta por uma viagem de cruzeiro por estas localidades vai deixar de fazê-lo para conhecer apenas uma delas.
    Tenha dó meu Sr!
    Tenho visto inúmeros casos de sectarismo e locupletação indevida em cargo público mas, neste seu caso meu caro, nem sentido faz…

    Curtir

  9. É nosso Brasil isso aí mesmo, não tem jeito, quem tá no poder é uma cambada de ignorantes irresponsáveis!

    Curtir

  10. Se sugerir para ele uma marina pública vai, no mínimo, ouvir que isso é coisa de rico e que eles trazem tudo a bordo do iate e não compram nem uma garrafa de água, por isso não geram nenhuma renda nem emprego (no hotel dele, claro).

    Curtir

  11. É de desanimar totalmente com o futuro náutico brasileiro com gente como esse senhor representando o estado

    Curtir

  12. Que burro! Dá zero pra ele!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s