O jaibe chinês e a Volvo Ocean Race


A flotilha da regata Volvo Ocean Race chegou a cidade catarinense de Itajaí, numa disputa mais apertada do que ônibus em horário de pico. O veleiro Abu Dhabi, defendendo as cores das arabias, foi o primeiro a cruzar a linha de chegada no Brasil. O barco Mapfre, com o velejador brasileiro André Bochecha a bordo, ficou em segundo. Bochecha ainda foi presenteado pelo comandante Iker Martínez e cruzou a linha de chegada no comando do veleiro. Foram quase 19 dias de travessia entre a Nova Zelândia e o Brasil, em que teve o temível Cabo Horn como tira gosto, num percurso de 7 mil milhas náuticas. O velejador brasileiro falou na entrevista que apesar das dificuldades faria tudo outra vez e de tudo o que passou o pior foi um jaibe chinês, que de tão assutador ele jamais vai esquecer. Mais tem muita gente se perguntando o que danado é jaibe chinês? Fui pedir ajuda aos duendes da internet e encontrei no YouTube o vídeo acima, publicado no blog Vento e Som.

Anúncios

6 Respostas para “O jaibe chinês e a Volvo Ocean Race

  1. Rapaisssssssssssssssssssss

    por muito pouco……..

    Curtir

  2. E essa manobra é feita em que ocasiões e com a intenção de que? Freiar o barco?

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s