Desvendando parte da história do “velejador” atacado por tubarões


10563011_703554259739490_6107090769795753791_n

Na busca de destrinchar a notícia do velejador que teve o barco atacado por tubarões na costa do Rio Grande do Norte, antes que o Navio-Patrulha Macau atraque em Natal trazendo a bordo o resgatado e sua história, naveguei pelos mares da internet e me deparei com o Ebrahim Hemmatnia, o suposto velejador, muito bem aboletado nesse engenhoso veículo que tanto anda em terra, quanto navega, mas que passa longe de ser um veleiro. Ebrahim, pretendia ser o primeiro a rodar o mundo seguindo a Linha do Equador e para isso ele queria viajar 35 mil quilômetros por terra e 15 mil pelo mar, totalizando 50 mil quilômetros. O site do aventureiro anuncia que ele teve sim o barco atacado por tubarões e teve o leme ou a hélice danificado e ficou sem condições de prosseguir navegando e por isso acionou o EPIRB, rádio sinalizador que emite sinal de socorro. O site diz ainda que Ebrahim está bem de saúde. Agora vamos aguardar a chegada ao porto do Navio Patrulha Macau, que deve acontecer nessa Segunda-Feira, 02/02, para ouvir as explicações do aventureiro. Tem doido pra tudo e ainda sobra um bocado para tocar gaita.   

Anúncios

2 Respostas para “Desvendando parte da história do “velejador” atacado por tubarões

  1. pelo tamanho e formato da embarcação, acho que não foi ataque de tubarões, mas sim, tentativa de “namoro”, se é que me entendem… rsrsrs.

    Curtir

  2. Se for isso mesmo, o aventureiro ia virando namorada de tubarão….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s