Eis-me aqui


2 Fevereiro (96)

“E apareceu-lhe o anjo do Senhor em uma chama de fogo do meio duma sarça. Moisés olhou, e eis que a sarça ardia no fogo, e a sarça não se consumia; pelo que disse: Agora me virarei para lá e verei esta maravilha, e por que a sarça não se queima. E vendo o Senhor que ele se virara para ver, chamou-o do meio da sarça, e disse: Moisés, Moisés! Respondeu ele: Eis-me aqui”. Êxodo

Sarça Ardente, é uma planta espinhosa da família das fabáceas, gênero Acácia, e no sertão brasileiro é conhecida como Jurema. A Sarça quando parasitada pela planta Loranthus acaciae, cujos frutos e inflorescências avermelhados dão, de longe, a impressão de chamas sobre a Sarça. A Acácia “seneh” que ateada de fogo não se queima, segundo consta na Bíblia. Pois é, cada barco com seu nome e cada nome com sua história. 

Anúncios

2 Respostas para “Eis-me aqui

  1. Rapaz, essa foi profunda mesmo! Valeu, comandante!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s