Receita para uma noite de Lua


IMG_0042

Final de semana de Lua cheia, verão se aproximando, o tempo assim meio sei lá é uma boa oportunidade de dar uns bordos por ai, ancorar em uma enseadazinha de águas mansas e, para os que gostam, se aventurar na cozinha e preparar uma iguaria do reino deuses dos sabores. Infelizmente o Avoante vai ficar alguns dias de molho para manutenção de motor. Veleiro é ótimo, mas se não fosse o motor… . Ontem, Sexta-Feira véspera de Lua, estávamos observando o tempo passar na varanda do clube baiano Angra dos Veleiros, quando o velejador Raul Carneiro, veleiro Marupi, perguntou a Lucia o que fazer com um pacote de camarão. Sem pestanejar ela sugeriu uma série quase interminável de deliciosas receitas deixando no ar aquela velha sensação de indecisão na escolha. Porém, para encurtar esse papo furado, a receita escolhida foi Penne com Camarão, acompanhado de salada do que tinha e torradinha com manteiga e orégano. Calma que antes de destrinchar a receita tenho que falar na parte etílica. Pois é, o prato foi degustado com generosos goles de um bom vinho branco, que logo acabou e tivemos que entrar no tinto. Mas se você preferir outra bebida, não precisa fazer cerimonia.

Ingredientes: 

400 g de Penne

400 g de Filé de camarão

5 Tomates bem maduro

3 dentes de alho fatiado

1 Cebola ralada

2 colheres de manteiga

4 colheres de azeite

1 xícara de cebolinha cortada bem fina

1 lata de creme de leite

Queijo parmesão para ralar

Sal a gosto

Uma pitada de açúcar

Modo de fazer:

Cozinhe o Penne de acordo com as instruções da embalagem e reserve. Ferva a tomate para retirar a pele, passe em um ralo grosso e leve ao fogo com duas colheres de azeite, um dente de alho cortado em fatia e uma pitada de açúcar. Deixe apurar em fogo baixo e depois reserve. Em uma frigideira coloque a manteiga e o restante do azeite e refogue a cebola com o resto do alho até dourar. Acrescente o camarão, o sal e quando o avermelhar coloque o molho de tomate, a cebolinha verde e assim que levantar fervura acrescente o creme de leite. Coloque o Penne em uma travessa, jogue o molho por cima e sirva.

Pronto, ai está o mapa da mina. Tenha um bom apetite e não esqueça de comentar se gostou.

Anúncios

6 Respostas para “Receita para uma noite de Lua

  1. Dou meu testemunho pessoal, o prato estava excelente.
    Ontem a noite estava com meu Brasília 27 S, o MIROCA, no Angra dos Veleiros e tive o prazer de degustar o saboroso prato, com aquele delicioso vinho branco.

    Curtir

  2. E com certeza uma receita muiiiiito gostosa, pois quem conhece as mãos de fada de Lúcia, sabe como tudo terminou. Boa noite de luar para todos vocês. Beijos.

    Curtir

  3. Rapaz, o prato tá bonito mesmo!

    Bom dia Comandante. Estou aqui um tanto chateado porque este final de semana acontece uma regata bastante concorrida que vai de Ponta de Pedras até Recife (27 milhas náuticas) e eu estou de plantão!
    Ontem nas minhas horas de folga corri para frente de casa e fiquei de binóculos na mão, apreciando as belezuras de todos os tipos e tamanhos que não paravam de passar a todo tempo.
    Alguns bem longe e outros impressionantemente perto. Catamarãs, é bem verdade, mas nunca os tinha visto passar tão próximos da praia e tão gigantes.
    Lindos! Fiquei lá, um bobalhão apaixonado por todos eles…
    O fato é que vivo indo lá em Ponta de Pedras o tempo inteiro. Conheço aquelas passagens entre os bancos de areia, pedras e currais como a palma da minha mão e, se tinha alguém que devia estar por lá numa hora dessas, esta pessoa era eu…
    Pois bem, voltei ao batente e fiquei a sonhar em como ficaria a sonhar ao lado daqueles gigantes da vela. Olhá-los um a um bem de perto, dentro de águas que, de certa forma são minhas.
    O certo é que estou largando de repouso agora novamente e só volto à noite. Ainda não dormi mas vou deixar isto para mais tarde, pois vou novamente para frente de casa, binóculos nas mãos, vê-los passar de volta, desta feita botando pra ferver nas velas.
    É, a gente faz o que a gente pode, não?

    Curtir

    • diariodoavoante

      Pois é meu amigo, a gente faz o que pode. Mas não se avexe que um dia chega a sua vez. Porém, não esqueça que nosso corpo navega em desalinho com nossos sonhos. Um grande abraço, Nelson

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s