Calma gente!


noronha (30)

Falar, gritar, xingar e comentar no momento de raiva é a coisa mais fácil para um ser humano. Somos um poço sem fim de rancores, ressentimentos, valentia, coragem, brutalidade, aliado a uma infernal mania de tomarmos rumo pela cabeça dos outros, apoiar os que falam mais grosso, endossar as palavras dos que achamos que tem mais conhecimento ou mesmo aplaudir os discursos das celebridades da hora. Somos assim e pronto.

Gostamos de estampar frases feitas e de efeito nas redes sociais e postar parábolas retiradas das escrituras sagradas. Adoramos os ensinamentos dos gurus e até vemos neles ensinamentos para uma vida mais humana, simples, longe das tentações e sem a violência que tanto nos atazana a vida. Nessas horas somos um poço de ternura, mesmo que o sexto sentido nos acuse lá no fundo da alma. Somos humanos e por isso somos assim.

Na Sexta-Feira, 04/07, o brasileiro instigou seu lado de ferocidade para exigir vingança, castigo, punição, apedrejamento público e até sentença de morte. Isso mesmo: Morte. Pelo menos foi o que vi numa conta de facebook, onde seguidores pediam morte para o jogador colombiano que tirou Neymar da Copa do Mundo no Brasil.

Sim, Neymar recebeu uma entrada violenta e por fatalidade fraturou uma vertebra da coluna. Mas o que esperar de um esporte de massa, onde o coração fala mais alto e o contato pessoal é feito na raça e na força dos músculos. Esporte em que as torcidas se agridem, se matam e velam ameaças. Esporte em que a beleza do drible e perseguido implacavelmente pela incapacidade do perna de pau. Esporte que encanta o mundo. O mais popular dos esportes e que até um dia desses era tido como esporte de homem.

Neymar é craque, talvez o maior dos últimos anos no Brasil, um garoto no mais puro conceito da palavra e dono de um carisma excepcional. Mas duvido que nesse momento ele não esteja pronto para perdoar seu algoz.

Li absurdos nas colunas esportivas e escutei comentários carregados de ira nos telejornais, todos instigando o ódio e espalhando o terrível veneno peçonhento da violência e da discórdia. A mesma violência que nos assusta diariamente, que espalha terror pelos quatro cantos do mundo e que todos reclamam. Por isso mesmo que dizem que a mídia faz o monstro maior do que ele é e muitos jornalistas se irritam com essa afirmação.

Calma gente, precisamos de paz e os próprios jogadores brasileiros mostraram isso no final do jogo. Quem viu o “atropelamento” sobre Neymar deve ter visto também o abraço carinhoso do zagueiro David Luiz em James Rodriguez, o camisa dez colombiano, craque como ele e Neymar.

Li que tem advogado querendo abrir ação criminal contra o colombiano, numa clara intenção de aparecer como justiceiro em meio aos tribunais e quem sabe um dia entrar para a política como herói nacional.

Pedir a morte, linchamento, apedrejamento e seja lá que violência for contra o jogador colombiano é demais da conta.

Se, Deus o livre, o colombiano acabar morto ou agredido por uma alma sebosa, quem vai assumir a culpa? Quem vai aliviar as manchetes dos jornais do mundo? Quem vai tirar essa mancha dos gramados das nossas modernas arenas?

Calma gente! Muita calma nessa hora.

Nelson Mattos FilhoVelejador

Anúncios

5 Respostas para “Calma gente!

  1. AMIGO EU SOU UMA DAS MAIS REVOLTADAS!!! CONFESSO!!!!

    Curtir

  2. João Vianey de Farias

    Comentário muito pertinente e de uma grande lucidez! É preciso que tenhamos limites e conter nossos ímpetos… Um abraço fraterno.

    Curtir

  3. Sábias palavras Nelson! Não esqueçamos o valor da vida humana.

    Curtir

  4. Como bem lembrou João Vianey, é preciso ter tolerância, só ser intolerante com a intolerância.

    Curtir

  5. Também vi o mesmo, Comandante!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s