Arquivo do mês: maio 2014

Velejando de Salvador às Granadinas – I

 

image Hoje vamos dar início a mais uma história do mundo da vela e mais uma vez ela vem com a assinatura do velejador baiano Sergio Netto, Pinauna, que, para nossa alegria, decidiu abrir seus arquivos para nos presentear com seus belos e educativos textos. Dessa vez navegaremos, através das letras e sonhos, de Salvador até às Granadinas a bordo do catamarã Blooper, um luxuoso Lagoon 41. Publicarei essa “fofoca náutica”, como batizou o autor, em quatro capítulos.

VELEJANDO DE SALVADOR ÀS GRANADINAS – I

Em setembro de 2003 a BYC – Brasil Yacht Charter resolveu desativar sua filial de Salvador porque o retorno do investimento era baixo, e a Policia Federal deu um prazo para pagamento do imposto de importação dos veleiros que ela trouxe em comodato. Jairo Zollinger, meu vizinho de atracação na Bahia Marina e gerente da BYC me comunicou que estava procurando um skipper para devolver os barcos para os Estados Unidos. Já que ele não queria levar, eu achei que era uma oportunidade velejar um Lagoon 41 e disse que levaria grátis, isto é, como se estivesse fazendo um charter com as despesas pagas e passagem de volta para dois tripulantes.

Ele consultou os proprietários que aceitaram a proposta, desde que eu saísse imediatamente, mesmo nesta época de furacão no Caribe. Dia 26 de setembro assumi como comandante, e foi feita a saida na receita federal, policia federal e capitania. Dia 28 visitei Beto Correia Ribeiro e Fafá e peguei as cartas do Caribe e os conselhos de onde parar e por onde navegar. No dia 1 de outubro fui com Jairo, Joba e Bruno, filho de Joba, recém-chegado da Austrália, de lancha para a Ilha das Canas ver o Blopper. Fiz orçamento para as despesas da viagem, US$4250 (menos da metade do que eles pagariam a um profissional) que me foi adiantado; testamos o barco e Bruno foi aprovado para ir até o Caribe. Igor estava revisando o piloto automático.

Dia 4 de outubro recebi o catamarã às 11:30 na Bahia Marina, levado por Gordon – gerente de náutica da Ilha das Canas, e o filho dele. André, Gilca, Liana e Lara chegaram ao meio dia para se despedirem. Igor ainda estava em cima do mastro concluindo a revisão do anemômetro. Larguei às 14 horas, com Joba, Bruno, Pedro Mutti e Adriana. Nenhum deles tinha visto de entrada para os EUA. Ficou combinado que deve embarcar pelo menos um tripulante, com minha aprovação, lá pelo Caribe. O Sereno acompanhou até o Iate. A tripulação com ótimo astral e cheia de entusiasmo. Continuar lendo

Anúncios

Um cantinho para seu barco

3 Março (159)

Olhaí o Miroca, navegando todo faceiro para ilustrar a seção: Um cantinho para seu barco

Presidente da Coreia do Sul acaba com a Guarda Costeira

Equipes instalam boias marcando o local onde o ferry Sewol naufragou, na costa de Jindo, sul da Coreia do Sul: operação de resgate foi muito criticada

A presidente da Coreia do Sul, Park Geun-hye decidiu acabar com a Guarda Costeira. A decisão surpreendente e corajosa aconteceu diante do fracasso da operação de resgate do naufrágio do ferry Sewol que matou 300 pessoas há um mês. A presidente assumiu as responsabilidades sobre o acidente e pediu desculpas publicamente em pronunciamento. Veja mais em Veja.com.br.

Angra dos Veleiros, um clube de velejadores

IMG_0086angra dos veleiros (1)angra dos veleiros (2)

O clube náutico baiano Angra dos Veleiros, no bairro da Ribeira, é um pequeno gigante no mundo da vela, pois nas entranhas de sua pequena e funcional infraestrutura pulsa um coração grande que acolhe com alegria os visitantes. O Angra, como é carinhosamente conhecido, tem orgulho em ser exclusivamente um clube de velejadores e de receber apenas visitantes velejadores. É por lá que sempre atracamos o Avoante nas nossas navegadas rumo ao centro e sempre somos recebidos com muito carinho. No minúsculo bar Vento em Popa, timoneado pelo amigo bom de prosa João, encontramos as mais geladas cervejas do pedaço e deliciosas moquecas. O Angra é um poço de amizades e todos os dias encontramos alguns para um gostoso bate papo que, dependendo da animação da conversa, pode rolar até altas horas da noite. Se tiver violão então… . O Angra dos Veleiro é imperdível!

Aratu Iate Clube promove XI Regata de Casais

3 Março (349)

O Aratu Iate Clube (AIC) realizará no próximo Sábado, 24/05, a XI Regata de Casais, evento aberto a veleiro de Oceano. As inscrições podem ser feitas em qualquer clube náutico de Salvador até o dia 23 e no AIC até às 9 horas do dia 24 ao preço de R$ 80,00 por barco. O percurso será de uma bóia nas proximidades do farolete da Base Naval de Aratu até as imediações da Marina de Itaparica. As regras são claras: O casal deve ser composto obrigatoriamente de um homem e uma mulher; Outras formas de casal que queiram participar devem pedir avaliação antecipada da comissão organizadora; Não é permitido jogar o companheiro (a) ao mar; É permitido o uso de piloto automático. A premiação será durante jantar de confraternização na Marina de Itaparica na noite do dia 24. Será que vai ter juiz de paz?

Governo baiano anuncia uma nova marina

Governo desapropriará área na Calçada para construção de grande marina O Governo da Bahia anunciou na última Sexta-Feira, 16/05, através do Diário Oficial, decreto para desapropriação de uma área no bairro da Calçada, Cidade Baixa, com o objetivo de instalar uma marina. Segundo o secretário estadual de Industria, Comércio e Mineração, o empreendimento terá capacidade para 1.200 barcos e inclui ainda museu, centro cultural e escola para formação de marinheiros. O projeto é ousado e não requer mais do que interesse governamental, mas se levarmos em conta filmes com enredo parecido que assistimos em outros estados brasileiro, o sucesso da empreitada vai depender de muito banho de cheiro e sal grosso. Vale lembrar que o Governo da Bahia tinha sob seu controle o Terminal Náutico, uma marina outrora excelente e bem localizada, que deixou naufragar. Fonte: BahiaNotícias  

Entre a força e a beleza

IMG_0029

O Outono resolveu mostrar cara feia sobre a Bahia dos Santos e Orixás. Chuvas e ventos, mais vento do que chuva, fazem as águas baianas se agitarem e deixam o mar com jeito de poucos amigos e todo aquele que resolver medir forças com a natureza deve ir preparado para levar lapada. As ondas em mar aberto atingem fácil os 2 metros de altura e dentro da Baía de Todos os Santos a coisa não está menos feia. No último final de semana um Ferry Boat que fazia a linha Salvador/Itaparica passou sufoco, com ondas lavando os carros, muito medo e mal estar entre os passageiros. Barcos que fazem a travessia Salvador/Morro de São Paulo estão deixando os passageiros em Itaparica, que seguem de ônibus o restante da viagem até Valença. A levadia, remanso forte de mar provocado pelas ondas, tem provocado alguns prejuízos nos barcos atracados nas marinas do centro e forçou a interrupção, nesta Terça-Feira 13/05, da travessia das barcas que fazem a linha Terminal Marítimo/Itaparica. Segundo os centros meteorológicos os ventos soltos sopram a mais de 30 nós nas rajadas.IMG_0038 Mas nem tudo é peleja e sempre a natureza descortina um clima de paisagem exuberante para dar um refresco a vida. E foi nessa pintura de beleza que o Sol se despediu.