O Picado de Carneiro


IMG_0001IMG_0005

Picado ou sarapatel é uma iguaria típica da cozinha nordestina, mas que tem sua origem mesmo, ora nas terras portuguesas de Alentejo, ora na Índia do Mahatma e deve ter atravessado o Atlântico incrementando o rancho das Naus e Caravelas. Eu vou chamar essa delícia de picado, pois foi assim que aprendi nas minhas andanças gastronômicas e na mesa da casa de meus pais. Porém, fique a vontade com o seu sarapatel. O prato é preparado com vísceras, tripas e sangue de porco, carneiro ou borrego. Tempera tudo com cebola, tomate, pimentão, pimenta do reino, sal e serve acompanhado com macaxeira, arroz e farinha de mandioca. Eu gosto mais do picado de carneiro, mas o de porco bem feito não deixa de ser campeão. Quando deixei o Avoante em Salvador, nos últimos dias de Março para vir a Natal passar uns dias de férias do mar, vi com um desejo danado de comer um bom picado. Pode fazer cara feia, mas eu não abro mão de me lambuzar nas comidas ditas fortes do nosso nordeste velho de guerras. A semana foi passando, Lucia foi incrementando outros pratos que incluiu até uma boa moqueca baiana de cioba, mas o gosto do picado não me saia da cabeça. Quando precisei sair para algumas compras no centro da cidade, escapuli na primeira esquina e comprei 1 quilo do danado. Chegando na casa de minha Mãe, Lucia temperou tudo de um dia para outro, pois assim é que o bicho pega gosto, e nesse Sábado, 05/04, passei o picado nos queixos. Eita que o bicho estava bom! Só cometi um pecado: Não tomei nem uma chamadinha de cachaça. Tem nada não, pois matei minha vontade!  

Anúncios

Uma resposta para “O Picado de Carneiro

  1. julival fonseca de góes

    Caros Nelson, Lúcia, conhecemos a maravilhosa iguaria desde os seis anos de idade, portanto, há 70 anos. Minha saudosa mae Mariana(mulher , esposa e mae fantástica, sabia fazer como ninguém. Agora quem o faz é minha esposa-mulher Edilair.É a velha história: os melhores diamantes nao sao encontrados facilmente. Por isso, somente agora o DIAMANTE NEGRO( S A R A P A T E L ) comeca a chegar a mesa de quem tem fino gosto e paladar. Um exemplo: o internacional professor, urbanista, escritor, palestrante, e também considerado o melhor pintor do mundo da atualidade SÉRGIO FERRO, residente na Franca há quarenta anos, agora recolhido ao nervosismo de uma cidade de populacao gigantesca( Grian com 1.200 habitantes), quando de suas vindas a Bahia(ele Catarinense- curitibano-paulista) faz todas as concessóes a sua grande legiao de admiradores. Só há uma excecao: quando convidado para os “regas bofes”nao abre mao de ter ä sua disposicao um caldeirao do DIAMANTE NEGRO: S A R A P A T E L !
    BOM APETITE, Julival Fonseca de Góes(Sedutor, o veleiro amigo)

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s