Atiçando o sonho alheio


foto 2foto 3

A ilha de Fernando de Noronha/PE é mesmo uma pintura da natureza. Águas cristalina de um azul fora do comum; Geografia de origem vulcânica coberto por uma vegetação que lembra as agruras do sertão nordestino e tudo temperado por um Sol equatoriano de rachar a moleira dos desavisados. E é para lá que há 25 anos velejadores de todo o Brasil apontam a proa dos seus veleiros como participantes da Refeno – Regata Recife/Fernando de Noronha. A ilha maravilha está sempre pronta para uma pose a mais diante das lentes de fotógrafos ávidos por um detalhezinho esquecido na foto anterior e foi dai que me chegou essas imagens belíssimas, enviadas pelo amigo/velejador/aviador e violonista de mão cheia Tiago Menezes, comandante em chefe do veleiro baiano de nome instigante, Nimbus. Elas foram captadas lá das alturas de um ângulo incomum, como bem disse o Tiago, mais precisamente da cabine de comando de um moderníssimo e possante Boeing.

Anúncios

4 Respostas para “Atiçando o sonho alheio

  1. Eita Nelsão! Mas eu quero mesmo é ainda chegar lá de barco depois de dois dias com frio, se alimentando e dormindo mau. Chegar depois de 50 min de viagem sentado no ar condicionado não tem o mesmo sabor! Um abraço

    Curtir

    • diariodoavoante

      Tiago, essa é realmente uma velejada inesquecível, mas o que gostei mesmo foi do seu otimismo para 2 dias de viagem. Um grande abraço, Nelson

      Curtir

  2. Hamilton Meneses

    Tiago Menezes, com esse sobrenome só poderia ser um “cabra arretado”.
    Abs a todos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s