Imagens recortadas do tempo


FOTO ERICOFOTO ERICO 1

Como é gostoso rever fotos que marcam a história dos eventos e épocas. Se em um momento elas nos faz se sentir um pouquinho mais velho, em outro elas trazem lembranças de um tempo que há muito está arquivado, mas não apagado, em nossa mente. Numa questão de micronésios de segundos a mente desperta como um clarão de sol e nos faz voltar ao tempo, como se ele estivesse ali, a poucos centímetros de nossas mãos. Amigos que já se foram, amigos que ainda caminham ao nosso lado, alegrias, tristezas, abraços, apertos de mão, acenos, risos, choros, palavras, lembranças, esquecimentos, sonhos, conquistas, vitórias, derrotas, tudo voltando no tempo como num passe de mágica. Não vivia o mar, não vivia no mar, não sonhava com o mar e nem pensava em um dia estar morando sobre o mar quando essas imagens foram recortadas do tempo, mas é como se me visse dentro delas. Em 1993 a Refeno, Regata Recife/Fernando de Noronha, ainda largava das águas que banham a Praia de Boa Viagem, cartão postal de Pernambuco, como mostra a primeira foto. E em 1993, o veleiro Garra, do Rio Grande do Norte, participou da prova e a sua tripulação fez pose na Ilha ao lado do velejador Amyr Klink, lenda viva da náutica brasileira. Isso foi há 20 anos e as fotos um certo dia caíram em minhas mãos, trazidas pelo amigo, velejador, poeta, escritor e apaixonado vivedor Erico Amorim das Virgens, mais um que dedica a vida em prol do desenvolvimento e história da vela de oceano brasileira.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s