O que é felicidade?


entrega dos presentes (1)entrega dos presentes (2)entrega dos presentes (3)

Sei que ações humanitárias não precisam e não devem ser badaladas e nem servir de motivo para promoção pessoal, isso eu aprendi há muito tempo com minha Mãe, que é uma voluntária das mais acirradas e como toda voluntária, prefere a alegria de se doar do que o aplauso fácil da fama. Mas quando pedimos uma singela colaboração a outros, para servir a terceiros, temos a obrigação de agradecer e mostrar o que foi feito. Na IV Confraternização de fim de ano do Velanatal, pedimos a cada casal participante duas fraudas geriátricas ou um sacolão para os velhinhos do Instituto Juvino Barreto, uma instituição que desde criança eu sou fã de carteirinha. Pode até ser que não tenha sido muito, mas conseguimos arrecadar 31 pacotes de fraudas e 10 cestas básicas. Não dá para descrever aqui a felicidade com que a doação foi recebida na recepção do Instituto, mas pelas palavras da Madre, diretora da casa, podemos refletir: “…chegou em tão boa hora que não temos nem com agradecer…”. Sem mais palavras.

Anúncios

12 Respostas para “O que é felicidade?

  1. m uito bom

    Curtir

  2. Parabéns meus amigos… e obrigado. Sua mensagem, ao invés de “badalação” como você disse, serviu de inspiração e exemplo. Feliz natal, muita saúde e paz em 2013. Nós precisamos de pessoas como vocês.

    Curtir

  3. VC E LÚCIA SÃO PESSOAS INCRÍVEIS. COM SIMPLICIDADE E SIMPATIA CONQUISTAM MUITAS AMIZADES E NOS FAZ SENTIR UM ENORME PRAZER EM PARTICIPAR DAS REUNIÕES ONDE VCS SÃO OS ANFITRIÕES. BELO GESTO, SEM CONTAR QUE A NOITE ESTAVA LINDA E O JANTAR FOI PERFEITO!

    Curtir

  4. Sei muito bem o que sentiram, pois estou estagiando lá atualmente, e sinto algo parecido a cada ida! Parabéns pela iniciativa! E que surjam mais, semelhantes a essa!

    Curtir

  5. Muito bem, Nelson! Cada um de nós tem a obrigação de doar aos que necessitam, já que temos o suficiente para vive e muuuuuuuito mais. Use de sua influência para o bem dos que não têm como alcançar os ouvidos e corações dos demais.
    Abraços para você e Lucia.

    Curtir

  6. CARLOS FERREIRA

    Eliminar, ou diminuir a dor, ou o sofrimento de alguém
    sem interece algum, não é para qualquer um, só para pessoas especiais.
    ajudar é um don, uma arte, um grau avançado da interlegência humana, pois precisa de coragem, sencibilidade, e visão.

    Para ajudar não precisa ter qi avançado, ser letrado, rico, ou poderoso,
    basta ter habito para fazer o bem, e sentir prazer em ver pessoas sorrir.

    Muitas vezes na minha vida eu puder ver, e sentir o sofrimento das pessoas, e tive o privilegio de conhecer bons samaritanos:

    Vou relatar três delas que marcam a minha vida:

    1-Quando com 10 anos participei da minha primeira campanha de vacinação como escoteiro, e tive a honra de entra em partes das casas da zona norte de Natal, onde vacinei crianças de 0 a 5 anos. pessoas nos recebia muito bem, e procurava ajudar de qualquer forma. mesmo estando totalmente na misséia.

    2-Quando tinha meus 15 anos, e fazia parte do movimento estudantil, muitas vezes viajava para o interior do estado para participar de congressos. as vezes não tinhamos dinheiro algum, e pediamos comidas em casas, e eramos bem recebidos, ao ponto de até dormi. ou quando pegavamos carona e a pessoa desviava a sua rota para nos deixar mais proximo da casa, e muitas vezes nos alimentava, com comidas, e conselhos.

    3-Quando estava no quatel, e participei de uma missão que dIstribuia cestas básica no interior do estado. pude ver a pobreza e sofrimento do povo. mais descobrir que aquele povo analfaberto, e sofrido eram muito solidario. dividiam tudo que tinham, não negava um pão a ninguém, mesmo quando chegava soldados bem alimentados. ficava nos ofercendo o pouco que tinham.

    Me perdoe se parece auto promoção, mais quando vejo boas atitudes por mais simples que seja, me lembra pessoas que nem me conheciam e deram a mão. além que isso me dar forças pra viver, voltando a agreditar que humanidade ainda tem solução , e que é possivel ajudar o homem que esta sofrendo no meio da estrada, sem esperar que o samu, ou outra pessoa vá socorrer.

    Pois sempre vai existir um bom samaritano.

    O
    AVOANTE,
    UM PONTO AO MAR,
    UM CASAL, UM AMIGO.
    UMA MÃO, UM PEDAÇO DE PÃO,
    SOCORRENDO IRMÃOS,
    EM PERIGO.

    Parabéns, esta atitute é 10!

    Curtir

    • diariodoavoante

      Carlos, como sempre você se superando nos comentários, um grande abraço e mais uma vez muito obrigado pela poesia. Abraços, Nelson

      Curtir

  7. Parabéns aos participantes do Velanatal e espero que gestos e atitudes assim sejam imitados para alegria dos mais carentes.
    Abraços,Cecilia

    Curtir

  8. parabens pela iniciativa, e sejam abençoados pelo Menino Jesus que está chegando… Meu irmão, beijo no coração.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s