Arquivo do mês: setembro 2012

Dezessete momentos de nossa viagem no Tranquilidade

IMG_0463IMG_0481IMG_0485IMG_0491IMG_0493IMG_0494IMG_0501IMG_0524IMG_0560IMG_0574IMG_0581IMG_0584IMG_0601IMG_0612IMG_0615IMG_0619IMG_1173

O amigo, leitor, velejador e blogueiro Elson Fernandes, está me instigando a postar mais fotos e textos da nossa viagem a bordo do Tranquilidade. Por isso selecionei essas 17 fotos, de um arquivo de mais de 600 até agora. Mas sei que não vou matar a sede do grande capitão Mucuripe, até porque faltam os textos. Porém, como ele mesmo falou em seu comentário, devo ter pego um pouco da tradicional calma baiana. Foi não amigo! O problema está no sinal da internet que nem sempre funciona a contento. 

Anúncios

Agora sim, chegamos!

IMG_0588IMG_0600IMG_0607IMG_0618

No post anterior mostrei o Farol de Itapoã para marcar a nossa chegada às águas da Bahia, poderia ter mostrado o Farol de Mangue Seco, na Barra de Estância, mas apenas avistamos seus lampejos há mais de vinte milhas de distância da costa. Mas o que não poderia deixar de mostrar o Farol da Barra, marco de toda navegação na Baía de Todos os Santos e dono de uma beleza ímpar. O Farol da Barra estava lá, todo imponente para dar as boas vindas ao Tranquilidade na sua estreia no mar da Bahia e seus encantos. Mas antes de navegar por essas águas abençoada pelo Senhor do Bonfim, demos uma passadinha na Bahia Marina, para embarcar o imediato Bruno Alcides, que havia chegado de Natal para passar o final de semana com a gente. Aproveitamos para reabastecer o Tranquilidade com diesel e água. Diesel? E veleiro precisa de diesel? Tai duas perguntas capciosas. Acho melhor deixar as respostas para outra hora. Barco reabastecido, tomamos o rumo da Ilha de Itaparica que, sem sombra de dúvidas, é o fundeio mais charmoso da Bahia.  

Estamos chegando!

IMG_0577IMG_0579

Depois de quatro dias de mar, a partir de Cabedelo/PB, já estamos navegando no mar que banha a bela cidade de Salvador. Com as imagens do maravilhoso nascer do Sol, na manhã de hoje, e da penumbra que encobre o Farol de Itapoã, estamos marcando a chegada do veleiro Tranquilidade na Bahia do Senhor do Bonfim. Como ainda estamos navegando, em breve farei o relato de tudo o que aconteceu nessa travessia, que foi marcada pela grande quantidade de baleias durante todo o percurso.  

Amigo faz assim

IMG_0468

Tem coisas que nenhum dinheiro no mundo paga, a amizade é uma delas. Hoje, 17/09, tivemos mais uma demonstração da grandeza que é ter um amigo para todas as horas e que nunca mede esforços e nem distâncias para nos ajudar. O pernambucano Rogério, Servimares Peças e Serviços Náuticos, é um deles. Hoje, 17/09, para atender um pedido meu, ele saiu de Recife/PE para Cabedelo/PB apenas para colocar uma nova antena de VHF no veleiro Tranquilidade, que havia perdido a antena no mar de faroeste que pegamos de Natal/RN a Cabedelo. Você leitor deve estar se perguntando se em João Pessoa/PB não tem alguém para fazer esse serviço. Eu respondo que tem muitos, mas amizade e confiança não tem preço e nem limites. Valeu amigo, ficamos lhe devendo mais essa!

No Tranquilidade de Natal a Salvador

IMG_1165IMG_1167IMG_1170IMG_1171IMG_1173IMG_1174

Depois de programar e reprogramar várias horas infalíveis para a saída, o Tranquilidade enfim se livrou dos cabos que o prendia ao píer do Iate Clube do Natal às 19 horas do Sábado, 15/09. Recebemos o abraço carinhoso dos amigos Isolda e Eilson, que nunca deixaram de estar presente nas nossas saídas, e também do amigo Ramon, que só não aparece nas fotos porque estava por trás das lentes. Antes de continuar com o texto gostaria de fazer uma observação, só tomara que isso não custe o meu desembarque: Mas olhando atentamente para a primeira foto, achei que o cabeleireiro do comandante Flávio é o mesmo de Dona Isolda. O que vocês acham? Bem, vamos deixar isso para outra hora e vamos voltar ao mar que estava fazendo o batismo do nosso companheiro de bordo Felício. Mas acho que Netuno poderia ter sido mais benevolente com o nosso amigo, já que essa era a sua primeira velejada em mar aberto e não precisava pegar um mar tão mal criado. O mar de Natal tem mesmo fama de mal criado, ainda mais para quem pretende sair em direção ao Sul. Na boca da barra já deu para sentir o drama que seria a nossa velejada naquele vento que arrepiava a mais de 25 nós e mar coalhado de carneirinhos. Não era isso que pensei quando fiz o convite ao Felício, mas no mar nem tudo funciona como a gente pensa. Sobrou para ele que passou maus bocados. Nessa velejada que pretendíamos sair direto de Natal a Salvador, teve de tudo além do mar agitado e vento forte, teve ainda muita rede de pesca espalhada no mar sem a mínima sinalização, inclusive pegamos algumas, teve ainda a antena do VHF despencando do alto do mastro, teve o alarme de água no motor disparando permanente sem nada de anormal e teve ainda mais vento e mais mar, só não teve a nossa pretendida velejada e sim uma crucificante motorada de 18 horas até Cabedelo/PB, onde tivemos que entrar para botar tudo em ordem e descansar um pouco. Amanhã tem mais, mas olhando os sites meteorológicos já deu para ver que tudo vai continuar como está. Tomara que seja apenas previsão!

Sonhos jogados ao vento

Imagens 067

O mar não tem meio termo, ou se encara o seu chamado ou se vive eternamente a angustia de não ter vivido sua magia.

Até onde vai a nossa certeza de querer viver a realidade de um sonho? Até onde vai a vontade de mergulhar de cabeça nesse mundo tão surreal? Por que teimamos tanto em seguir rumos tão distantes dos nossos sonhos? Por que criamos tantas desculpas esfarrapadas e no fim ficamos a lamentar o tempo que passou?

Continuar lendo

Exposição fotográfica no Iate Clube do Natal

concurso de fotografia (11)concurso de fotografia (12)concurso de fotografia (13)concurso de fotografia (15)concurso de fotografia (19)concurso de fotografia (24)concurso de fotografia (34)

Foi ontem a noite, 14/09, no Iate Clube do Natal a entrega dos prêmios aos primeiros lugares e a abertura da exposição das fotografias escolhidas entre as 20 melhores no Concurso de Fotografias com o tema Pôr do Sol no Potengi, promovido pela Aphoto e Iate Clube do Natal. Tive a alegria de ter uma das minhas três fotos escolhida entre as vinte e por isso recebi menção honrosa. A exposição fica aberta durante toda essa semana e é aberta ao público.