Risoto papa-jerimum – Eita bicho bom!


Risoto jerimum e carne de sol 004 Você sabe por quê quem nasce no Rio Grande do Norte é chamado de potiguar? Potiguaras era uma antiga tribo indígena que habitava as terras do Rio Grande do Norte. Em Tupi-Guarani, potiguar quer dizer comedor de camarão e a partir dai, chamar o norteriograndense de potiguar foi somente um pulo. Como quase todo mundo tem um apelido, o potiguar não podia deixar de ter o seu: Papa-Jerimum. Esse sim outro nome bem pitoresco para um povo que nem consome tanto Jerimum assim e nem o Rio Grande do Norte é o maior produtor de Jerimum, diferente do camarão que o RN é o segundo maior produtor. Mas, o apelido surgiu quando um antigo presidente da província resolveu plantar jerimum para pagar os salários atrasados do funcionalismo público. Bem! Potiguar ou Papa-Jerimum é assim que o norteriograndense é chamado e ninguém se incomoda muito com isso e até gosta. Agora que  já sabemos um pouco dessa história, vou traçar uma rota pelo mundo dos sabores para deixar você com água na boca com uma receita arretada: Risoto Papa-Jerimum. Mais uma iguaria dos deuses, saída das experiências gastronômicas de Lucia a bordo do Avoante.

Ingredientes:
Caldo
1 litro de água
1 cebola em cubos
1 cenoura em rodelas
talos de cebolinha/coentro ou salsinha
1 colher(sopa) de azeite de oliva
sal e pimenta à gosto
Refogue tudo com azeite de oliva, acrescente a água e deixe cozinhar por 15 minutos. Depois coe o caldo e mantenha-o sempre quente durante a preparação do risoto.
400gr de carne de sol
1 cebola ralada
2 colhes(sopa) de manteiga
Retire o sal da carne a gosto. Frite na manteiga e antes de tirar do fogo acrescente a cebola até ela ficar dourada. Retire do forno e reserve
200gr de Jerimum
1 colher(sopa) de manteiga
50 ml de leite
sal a gosto
Cozinhe o jerimum, escorra, faça o purê e reserve
500gr de arroz arbório
1 cebola ralada
2 colheres(sopa) de manteiga
100 ml de vinho branco seco
150grs queijo de manteiga ralado
cebolinha, coentro ou salsinha a gosto
Refogue a cebola até dourar e acrescente o arroz. Acrescente o vinho até evaporar. Coloque o caldo aos poucos e sempre mexendo. Quando o arroz ficar no ponto,acrescente o queijo de manteiga, cebolinha e coentro, a carne e o purê. Dê uma mexida para ficar cremoso e sirva. Essa receita serve 4 pessoas.
Bom apetite!

 

Anúncios

13 Respostas para “Risoto papa-jerimum – Eita bicho bom!

  1. Nelson . Posso fazer 3 perguntas?

    O que é jerimum?

    Esse arroz arboreo , da em arvores?

    Curtir

  2. diariodoavoante

    Nelson Tonussi, primeiro quero agradecer o seu comentário, pois somente assim pude perceber que a palavra arroz arbório estava com a grafia incorreta. Bem, agora vamos as suas perguntas: Vivemos num país continental, com costumes multi variados e com um palavreada cheio de riquezas. Acho que em nenhum país do mundo vemos uma língua tão rica e bela como a nossa. Jerimum, e o fruto gerado pela aboboreira ( jerimunzeiro ), segundo o Wikcionário. Nos estados do sul e sudeste do Brasil é conhecido como Abóbora, que para mim, nordestino da casca, soa estranho e a fruta perde metade da alegria e sabor que vem embutido no pitoresco nome Jerimum. Um grande abraço e agora compre um bom Jerimum, um pacote de arroz arbório, bote a mão no engrolado e tenha um bom apetite, Nelson

    Curtir

  3. maria de lourdes gonzaga oliveira

    Nelson, isso é provocação. Vou fazer esse risoto para os outros comerem. O meu não vai levar manteiga, nem queijo, nem carne de sol, nem vinho. Será que vai dar pra engolir?
    Valeu!
    Abraços,
    Lourdinha Gonzaga Oliveira

    Curtir

  4. diariodoavoante

    Loudinha, substitua a manteiga pelo azeite de oliva, o queijo de manteiga pelo queijo parmesão, a carne de sol pela carne de charque e o vinho por cachaça. Assim eu continuo garantido a qualidade e o bicho vai ficar melhor ainda. Mas se não der assim, Lucia diz para você fazer um bom Atolado de arroz e jerimum. Danou-se! Abraços, Nelson

    Curtir

  5. Gostei da idéia das receitas, que tal compilá-las em algo para navegantes( pratos de uma ou duas panelas , que podem ser realizadas com o barco navegando), com ingredientes que podem ser usados em espaços confinados ( farinha para pão foi o maximo!!! não voou e nem sujou muito !!!) Abraço.

    Curtir

    • diariodoavoante

      Fernando, a idéia é essa mesmo e todas as receitas aqui mostradas foram provadas e aprovadas a bordo do Avoante, usando poucas panelas. Gostei da sugestão e vamos aprimorar ainda mais. Nelson

      Curtir

  6. Deu agua na boca!

    Curtir

  7. põe queijo de qualho no lugar do queijo de manteiga, vai realçar o sabor do prato. Qdo fizer novamente faz o favor de me avisar que eu levo o Tinto. Sauvignon.

    Curtir

  8. Alan Kardec Mota

    Isso e so para nos deixar de agua na boca é!!!
    Nao posso dar dicas para melhorar o prato, mais minha opinião
    quanto ao sabor, kkkkkk
    Grande abraço a todos!!!

    Curtir

  9. Oi, queria fazer esse prato pro meu namorado, mas ele é intolerante a lactose. Será que dá para fazer sem queijo e sem leite? Obrigada.

    Curtir

    • diariodoavoante

      Clara, acho que você pode substituir a manteiga por uma colher de sopa de azeite de oliva. O queijo de manteiga por queijo de soja. E o purê não precisa de leite. Um grande abraço e me diga se ficou bom, Lucia

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s